Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Enterite necrótica – por que deve ser controlada nas granjas

  • Crédito de Imagens:Divulgação - Escrito ou enviado por  Ana Caroline Carvalho
  • Adicionar comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Agro
  • Imprimir

Responsável por grandes prejuízos, a doença vem crescendo nos últimos anos

Considerada uma das doenças emergentes mais ameaçadoras hoje na avicultura, principalmente para frangos de corte, a enterite necrótica foi subestimada durante muito tempo em relação à periculosidade na granja e ao impacto econômico acarretado por ela. No início dos anos 2000, porém, os produtores norte-americanos fizeram um cálculo e chegaram a um prejuízo da ordem de US$ 0,05/ave. Em escala mundial, o montante chegaria a US$ 2 bilhões. “Esse cálculo foi realizado a partir de aves assintomáticas e das que morriam em decorrência da infecção. Sabe-se que a predominância da enterite necrótica é em sua forma subclínica”, explica o médico-veterinário Antônio Neto, Assistente Técnico de Aves da Zoetis. “Por isso é difícil precisar o prejuízo provocado por essa enfermidade, mas estudiosos estimam que seja em torno de US$ 5 a 6 bilhões por ano, a um custo estimado de US$ 0,0625/ave”, acrescenta Neto.

Causada pela bactéria Clostridium perfringens, a enterite necrótica afeta frangos de corte, galinhas poedeiras, perus e codornas, e caracteriza-se por uma infecção intestinal aguda, não contagiosa, provocada por toxinas liberadas pelo agente causador.

A doença pode estar presente em granjas de diferentes formas – como infecção subclínica (crônica), com necrose intestinal focal, quadros diarreicos e acometimento hepático ou em sua forma clássica (aguda), em que ocorre uma enterite necrosante e quadros de mortalidade. “As formas leves e subclínicas da infecção são as que apresentam maior incidência e sua ocorrência vem crescendo com o passar dos anos em todo o mundo”, reforça o médico-veterinário.

De acordo com o especialista, a constatação está atrelada às novas exigências internacionais de produção de aves, que proíbem o uso de antibióticos como promotores de crescimento (AGP). “O mercado tem exigido alternativas para prevenir a doença, para que os antibióticos sejam cada vez menos utilizados no processo de crescimento das aves”, informa Neto.

Prevenção, controle e tratamento

“Hoje não existem vacinas para a prevenção da enterite necrótica, mas há boas práticas de manejo para seu controle, como uma nutrição adequada, a adoção de medidas de biosseguridade e a prevenção de fatores imunossupressores para as aves”, diz Neto.

Enquanto a vacina não chega ao mercado, a indústria vem utilizando como alternativas probióticos, prebióticos, simbióticos, ácidos orgânicos, extratos vegetais, óleos essenciais e enzimas. “Todas essas opções têm como objetivo principal a saúde intestinal das aves e, consequentemente, melhores resultados zootécnicos e econômicos.

“Além disso, em casos de necessidade de tratamento é indicado o uso da Bacitracina Metileno Disalicilato, via ração ou via água de bebida, pois este terapêutico tem ação nas porções distais do intestino das aves, exatamente onde se encontra a maior quantidade do Clostridium perfringens”, finaliza Neto.

Para outras informações sobre a doença e suas formas de controle acesse https://www.zoetis.com.br/paineldaavicultura/.

Sobre a Zoetis

Zoetis é uma companhia global líder em saúde animal, dedicada aos clientes e seus respectivos negócios. Com um legado de mais de 65 anos de história, a Zoetis descobre, desenvolve, fábrica e comercializa vacinas e medicamentos veterinários, complementados por linhas de produtos para diagnósticos, testes genéticos e diversos serviços. A Zoetis trabalha continuamente com veterinários, produtores e pessoas que criam e cuidam de animais de produção e de companhia em mais de 100 países, cerca de 11.300 funcionários. Em 2020, obteve faturamento de US$ 6,7 bilhões.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo