Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Indutores de resistência: prevenção extra para a planta

Uma importante restrição à produção agrícola sustentável no Brasil é a incidência e o impacto de patógenos nas plantas. Esses microrganismos as atacam, pois durante seu desenvolvimento evolutivo adquiriram a capacidade de se alimentarem das substâncias por elas produzidas. Os microrganismos fitopatogênicos podem iniciar uma infecção penetrando os tecidos vegetais de forma física, química ou serem inoculados diretamente dentro da plana por meio de um vetor.

Ao mesmo tempo, as plantas também evoluíram e desenvolveram formas de se defenderem dos ataques dos patógenos e contra-atacarem, criando uma resistência.

O sistema de defesa da planta funciona com mecanismos físicos e químicos, formados antes e após uma infecção. A parede celular, a camada de cera que recobre a cutícula e os tricomas são exemplos de barreiras físicas preexistentes. Elas podem ser melhoradas após o ataque de microrganismos devido à deposição de substâncias protetoras nas paredes celulares. Isso confere maior rigidez, espessura e isolamento em volta dos locais de inflamação, dificultando a colonização. Outra resposta de combate se dá por meio da produção de enzimas capazes de atacar a parede celular dos patógenos.

Indução de resistência

Grande parte dos processos que confere resistência às plantas contra os patógenos é intermediada por compostos específicos como aminoácidos e hormônios, sendo o mais importante o AS.

Quando aplicado sobre as plantas, o AS exógeno ativa o sistema de defesa vegetal, conferindo resistência sistêmica. A ativação do metabolismo secundário das plantas envolve um gasto energético. Essa energia é requerida para produção de compostos de defesa.

Uma das formas mais eficientes e de resposta mais significativa de suprir essa demanda se dá pelo fornecimento conjunto do AS e aminoácidos precursores dos compostos de defesa.

É aí que entram os indutores de resistência: moléculas específicas que desencadeiam um complexo mecanismo de defesa das plantas contra estresses e organismos fitopatogênicos, incluindo fungos, oomicetos e bactérias, e são considerados uma alternativa moderna para minimizar os efeitos de patógenos.

Quando se acrescenta indutores de resistência junto aos fungicidas, os resultados são mais satisfatórios, uma vez que o produto otimiza a planta a se defender melhor, permite melhores resultados agronômicos como o aumento da eficiência do controle de doenças, gerando mais produtividade e consequente lucro.

Resistência na soja

Na cultura da soja, os indutores de resistência têm um papel fundamental.

O baixeiro da soja é uma parte da planta extremamente produtiva e importante. Segundo Geraldo Gomes, coordenador de desenvolvimento de mercado da Fertiláqua, para manter essa produção no baixeiro é necessário ter as folhas saudáveis em todo ciclo da cultura. Porém, há certa dificuldade uma vez que a medida em que a soja cresce e se fecha, impossibilita que os fungicidas atinjam de forma eficiente a parte mais baixa, chegando somente até as folhas de cima.

O indutor de resistência é sistêmico. “Ele percorre por meio da seiva da planta. Você aplica o produto na parte área, ele produz os compostos de defesa que vão circular em toda planta. Mesmo que se aplique na parte superior, terá efeito na inferior”, explica.

Ainda segundo o especialista, os indutores funcionam como medida preventiva. Se a folha já estiver doente, não há como reverter essa situação. “É importante aplicar os indutores desde as fases iniciais da cultura. E fazer a manutenção, isto é, aplicar mais duas ou três entradas, com espaço que pode variar de 12 a 18 dias, para que os compostos antifúngicos não diminuam ao longo do tempo”, esclarece.

Mais informações sobre essa categoria de produtos no website www.fertilaqua.com.

Sobre o Grupo Fertiláqua

Um dos maiores grupos de nutrição, fisiologia de plantas e revitalização de solo, a empresa Fertiláqua atua por meio das marcas Aminoagro, Dimicron e Maximus, a linha Longevus no segmento de cana-de-açúcar, e a linha Golden Seeds para sementeiras e produtores de sementes. A companhia pertence ao fundo de investimento Aqua Capital. Com mais de 300 colaboradores e presença em todo o Brasil, e em outros países da América Latina, a empresa investe em pesquisa, tecnologia e inovação. A Fertiláqua conta com a sede administrativa em Indaiatuba/SP, fábricas em Cidade Ocidental/GO e Cruz Alta/RS, um centro de distribuição em Cuiabá/MT, dois Laboratórios de Análise de Sementes (LAS) e dois Centros de Inovação Tecnológica (CIT). O grupo disponibiliza uma iniciativa pioneira, o Programa Construindo Plantas (PCP), com ações específicas em cada fase das culturas, do plantio à colheita, para potencializar o desenvolvimento de plantas mais eficientes, e um solo com melhores qualidades físicas, químicas e biológicas, buscando com isso sistemas com maiores potenciais produtivos e consequentemente rentabilidade. Com o objetivo de reconhecer a qualidade das sementes de soja no mercado brasileiro, foi criado pelo grupo o selo Sementes de Verdade. Mais informações no website: www.fertilaqua.com.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo