Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Cargill Nutrição animal aborda saúde do casco em entrevista com consultor

Alexandre Pedroso fala sobre a importância de manter cuidados com o casco durante toda a vida das vacas leiteiras

Não é só o alimento que sustenta o rebanho, as estruturas físicas não podem ser esquecidas. Saúde ruminal, mastite, adoção de técnicas de nutrição e redução de estresse são muito eficientes e promovem o bem-estar animal, garantindo produtividade a longo prazo. Mas, por qual motivo a saúde do casco é tão importante e quando e como deve ser feito seu controle?

Entrevistamos Alexandre Pedroso, Engenheiro Agrônomo, com doutorado em Ciência Animal e Pastagens, com foco na nutrição e manejo de bovinos leiteiros e Consultor Técnico Nacional do time de Bovinos Leiteiros, com passagem por várias fazendas e, pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste, para explicar um pouco mais sobre o tema, abordando os principais desafios.

E: Como podemos dizer que está ligada a saúde do casco das vacas à sua imunidade?

AP: Os problemas de casco afetam duramente as fazendas, e alguns deles são de origem infecciosa. Quanto pior a imunidade da vaca, maior a chance de que ela venha a sofrer mais com essas doenças, pela baixa capacidade de combater a evolução das infecções.

Ou seja, imunidade de problemas de casco estão intimamente relacionados.

E: Quais são as doenças que podem acometer a saúde dos cascos?

AP: São várias, de ocorrência ampla nas fazendas. Podemos citar a dermatite interdigital, broca dos cascos, doença da linha branca, laminite, etc.

E: O ambiente também precisa ser manejado?

AP: Sem dúvidas! A ocorrência e severidade dos problemas de casco são diretamente afetados pelas condições de conforto e higiene das instalações onde são mantidas as vacas. Quanto mais tempo os animais passam em pé e/ou quanto mais umidade no ambiente, maior a incidência desses problemas.

E: O que é necessário para ter um rebanho com cascos fortes?

AP: Fundamentalmente permitir que as vacas possam deitar pelo maior tempo possível, minimizar o tempo que passam em pé sobre superfícies duras, evitar acúmulo de umidade nos pisos por onde circulam e evitar presença de umidade nos locais onde as vacas deitam. Outro aspecto muito importante é oferecer a elas nutrição adequada, que minimize o risco de acidose ruminal, pois esse distúrbio afeta negativamente a saúde dos cascos, e utilizando aditivos alimentares que promovam o reforço do sistema imune e a saúde dos cascos.

E: Como os problemas de casco podem influenciar na produtividade das vacas de leite?

AP: Vacas com os cascos doentes têm maior dificuldade para se locomover e sentem muita dor ao pisar. Dessa forma vão comer menos, e consequentemente produzir menos leite. Além disso, o combate aos processos infecciosos e inflamatórios associados a esses problemas demandam grande quantidade de nutrientes que deixam de ser direcionados para a reprodução e produção de leite, reduzindo muito o desempenho e eficiência dos animais.

E: Existe algum tipo de complemento nutricional ou análise nutricional que precisa ser verificada ou introduzida para auxiliar nesse reforço?

AP: Como mencionei anteriormente, é preciso minimizar o risco de acidose ruminal. É muito comum a utilização de dietas chamadas “quentes”, com inclusão elevada de amido, que por um lado fornecem mais energia para a vaca, e ela teoricamente pode produzir mais leite com essa energia, mas por outro lado, impõem um desafio grande à saúde ruminal, pois aumentam muito o risco de ocorrência de acidose, que por sua vez aumenta muito a chance de haver problemas nos cascos. Dessa forma, é preciso pensar nas dietas considerando esses aspectos, focando na manutenção e melhoria da saúde geral das vacas, pois sem saúde os animais não apresentam desempenho eficiente. É preciso considerar a formulação das dietas, monitorando especialmente o teor de amido total e amido degradável no rúmen, e avaliar o uso de aditivos que minimizem esse risco de acidose e promovam melhora na saúde, reforçando o sistema imune.

E: Tem época pra proteger o casco ou é algo que precisa ser feito a todo momento?

AP: O produtor de leite deve pensar na saúde dos cascos durante 365 dias por ano! O impacto dos problemas de casco sobre o desempenho produtivo e reprodutivo dos animais é muito grande, além do prejuízo do descarte precoce de um animal. A perda direta em leite pode chegar a 30%, mas a perda em eficiência reprodutiva pode ser muito maior, e o custo disso é muito grande para o produtor. Se tiver que descartar animais então...

E: Como o produtor em geral vê esta questão? é simples pra eles entenderem que uma saúde boa de casco pode ser um fator somatório, de ouro, no resultado final do rebanho?

AP: Da forma como eu vejo a questão, pelos números que temos para mostrar, é muito fácil entender que a preocupação com a saúde dos cascos deve ser permanente. Via de regra vejo muitos produtores atentos a isso, adotando programas de prevenção dos problemas, que na verdade é a única forma eficiente de lidar com essa questão. Mas infelizmente ainda há fazendas que “correm atrás do prejuízo”. O ideal é pensar preventivamente. O benefício da adoção de práticas de prevenção é muito grande. Conforto, higiene e nutrição adequadas são os aspectos fundamentais.

E: Porque investir na saúde do casco então?

AP: Em primeiro lugar por quê é um investimento muito baixo. Além disso o impacto positivo da manutenção da saúde dos cascos é imenso. 100% das fazendas eficientes e lucrativas que eu conheço adotam programas preventivos de saúde dos cascos. Têm foco no conforto das vacas, possibilitando a elas o maior tempo possível de descanso e também cuidar permanentemente da higiene das instalações onde as vacas circulam – sala de ordenha, corredores de circulação, piquetes, barracões, etc.

E: Como o produtor sabe que é o momento certo de começar a nutrir seu rebanho de novilhas para reforço do casco?

AP: Na verdade, não existe momento certo. O manejo nutricional do rebanho, seja das novilhas ou das vacas, sempre deve considerar a manutenção da saúde dos cascos, por todos os motivos citados anteriormente. Foco na formulação correta das dietas e uso de aditivos que ajudem a melhorar a saúde do rebanho!

Sobre a Nutron

A Nutron, marca de nutrição animal da Cargill no Brasil, é especialista e líder em soluções inovadoras de produção animal, por meio de desenvolvimento de núcleos, premixes e especialidades para os segmentos de aves, suínos, peixes, pets, bovinos de leite e de corte, além de suplementos para criação de gado a pasto. Há mais de 20 anos, a marca sempre atuou próxima ao produtor para atender sua demanda com conveniência, qualidade e segurança, contribuindo com a prosperidade nos negócios de cada cliente. A companhia também promove ações socioambientais nas comunidades onde está inserida, pois considera ser seu dever atuar de maneira responsável para o desenvolvimento e crescimento sustentável de toda a cadeia produtiva do agronegócio. www.nutron.com.br.

Sobre a Cargill

Os 160 mil funcionários em 70 países trabalham para atingir o propósito de nutrir o mundo de maneira segura, responsável e sustentável. Todos os dias, conectamos agricultores com mercados, clientes com ingredientes e pessoas e animais com os alimentos que precisam para prosperar. Unimos 154 anos de experiência com novas tecnologias e insights para sermos um parceiro confiável aos clientes dos setores de alimentos, agricultura, financeiro e industrial em mais de 125 países. Lado a lado, estamos construindo um futuro mais forte e sustentável para a agricultura. No Brasil desde 1965, somos uma das maiores indústrias de alimentos do País. Com sede em São Paulo (SP), estamos presentes em 17 Estados brasileiros por meio de unidades industriais e escritórios em 147 municípios e 11 mil funcionários. Para mais informações, visite www.cargill.com e a central de notícias.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo