Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Brasil produz alimentos vegetais sem resíduos de pesticidas

Por José Otavio Menten, Presidente do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS), Eng. Agrônomo, Mestre e Doutor em Agronomia, Pós-Doutorado em Manejo de Pragas e Biotecnologia e Professor Sênior da USP/ESALQ

Em dezembro de 2019, foram divulgados pelos Ministérios da Saúde e da Agricultura os resultados das análises de resíduos de pesticidas em alimentos de origem vegetal produzidos no Brasil. Os resultados mostraram que os alimentos são seguros e saudáveis, estando no mesmo nível dos alimentos produzidos e consumidos na Europa e nos Estados Unidos.

Estes dados científicos são fundamentais para proporcionar a necessária tranquilidade aos consumidores, que não precisam se preocupar ao adquirirem verduras, hortaliças, frutas e grãos para a alimentação, quanto a presença de resíduos de pesticidas que possam causar algum problema à saúde.

Em 11 de dezembro de 2019, o Ministério da Saúde, por meio da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou os resultados do PARA (Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos) referente a 4616 amostras de 14 alimentos, coletadas em supermercados entre agosto de 2017 e junho de 2018.

Foram pesquisados 270 ingredientes ativos de produtos usados para a proteção de lavouras. Constatou-se que as amostras com potencial de risco devido aos pesticidas foi 0%. Apenas 0,89% das amostras apresentaram potencial de risco agudo.

Ainda de acordo com o PARA/2019, 49% das amostras não apresentaram resíduos dos 270 ingredientes pesquisados e 28% das amostras apresentaram resíduos abaixo do LMR (Limite Máximo de Resíduos) estabelecido, demonstrando que as BPAs (Boas Práticas Agrícolas) foram seguidas pelos agricultores. 23% das amostras apresentaram inconformidades, principalmente por apresentarem resíduos de pesticidas não registrados para aquela cultura (produtos NPC: Não Permitidos para a Cultura ou NA: Não Autorizados).

Isto ocorre principalmente nas culturas de menor expressão, denominadas “minor crops” ou CSFI (Cultura com Suporte Fitossanitário Insuficiente). Indica a falta de produtos registrados para estas culturas e a necessidade de ações para que sejam disponibilizados para manejo de pragas que precisam ser controladas quimicamente.

Em 16 de dezembro de 2019, o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), publicou os resultados do PNCRC/Vegetal (Plano Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes em Produtos de Origem Vegetal). Foram monitorados pesticidas, micotoxinas e microrganismos patogênicos ao homem. Foram analisadas 4828 amostras, de 42 alimentos coletados em centros de abastecimento, beneficiadores e propriedades rurais entre 2015 e 2018.

Foram pesquisados mais de 200 ingredientes ativos de protetores químicos de plantas. Constatou-se que 92% das amostras estavam em conformidade, demonstrando a segurança dos alimentos produzidos no Brasil.

Ainda de acordo com o PNCRC/Vegetal, 6,6% das amostras apresentaram resíduos de pesticidas não registrados para as culturas (“minor crops” ou CSFI), como pimentão e morango.

Desta forma, de acordo com o MAPA, apenas 4,3% das amostras apresentaram resíduos acima do limite estabelecido (LMR) ou resíduos de pesticidas proibidos no Brasil.

Constata-se que a qualidade dos alimentos produzidos no Brasil, sob o ponto de vista de resíduos de pesticidas, é semelhante à dos alimentos produzidos na Europa e nos Estados Unidos. Resultados divulgados pela Autoridade de Segurança Alimentar Europeia (EFSA) e pela Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) mostram porcentagens de inconformidades muito parecidas com ao do Brasil.

Desta forma, alimentos produzidos no Brasil estão plenamente de acordo com parâmetros internacionais. Portanto, são seguros tanto para a população brasileira como para exportação.

Sobre o CCAS

O Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.

O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.

Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos concretos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.

A agricultura, apesar da sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas, não condizentes com a realidade. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça. Mais informações no website: http://agriculturasustentavel.org.br/. Acompanhe também o CCAS no Facebook: http://www.facebook.com/agriculturasustentavel.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo