Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

O grande erro na discussão sobre inteligência artificial

  • Crédito de Imagens:Divulgação - Escrito ou enviado por  Ana Paula Gonçalves
  • SEGS.com.br - Categoria: Info & Ti
  • Imprimir

Divulgação/Pexels Divulgação/Pexels

Por Henrique Medeiros*

Os avanços tecnológicos, em especial o mais recente, a inteligência artificial, são temas de profundos debates sobre a vida em sociedade, o futuro do trabalho e a necessidade de acompanharmos a evolução das “máquinas”. Curiosamente, embora estejamos falando de inovações, vemos seres humanos cada vez mais inseguros em função da ameaça de substituição.

Diante dessa insegurança, eis que surge o grande erro na discussão sobre os efeitos que a inteligência artificial pode causar. Explico-me: não indo muito longe, passamos pela era da revolução industrial, depois entramos na era da revolução tecnológica (onde houve uma expansão significa dos computadores, surgimento da internet, redes sociais etc.), entramos na era da indústria 4.0 (onde máquinas se interligam com sistemas, internet) e, por fim, estamos experimentando a tão temida inteligência artificial.

Ok! Mas onde está mesmo o “bug”? ‘Elementar, meu caro Watson!’ A tecnologia, bem como todas as inovações que ela nos traz, é uma constante. Ela não é um fim em si. É meio. Ela sempre nos proporcionará novas e novas possibilidades de utilização. O que nos leva a concluir que a tecnologia não pode ser, de forma alguma, objeto principal da discussão, mas sim o que é variável, justamente, nós, seres humanos. Ou, em outras palavras, sendo a tecnologia algo em constante evolução, a responsabilidade de utilizá-la para gerar qualidade de vida para toda a humanidade é, e sempre será, uma prerrogativa da parte variável: nós. E ponto!

E como fazemos isso? Mudando o nosso local de busca por respostas. Ao invés de perguntarmos para a inteligência artificial, para as diversas tecnologias, como substituirmos postos de trabalho, devemos perguntar, a nós mesmos, de carne e osso, como utilizá-las. Imaginem, por exemplo, para despoluir rios, limpar os oceanos, recuperar biomas devastados, construir moradias dignas para todos, instalar saneamento básico para todos, produzir alimentos para todos, produzir energias limpas, instalar indústrias de reciclagem, construir ferrovias, centros de pesquisas, hospitais, escolas, transporte público de qualidade ou implementar qualquer solução que traga bem-estar às pessoas e ao planeta.

Imaginaram? Agora pensem em quantas qualificações precisaremos ter, formar, para construirmos um novo mundo melhor e sustentável. Vai faltar trabalho? A inteligência artificial vai nos substituir? Não, seres humanos, não vai, pois a falta de líderes no mundo e suas consequências, a ganância que vem dilacerando nossos valores, a concentração de renda que faz pessoas morrerem de fome, a soberba que tem escravizado parte da humanidade, o consumo exorbitante que vem saqueando nosso planeta, a inveja que vem alimentando a competição voraz, a preguiça que nos faz indiferentes e o ódio que torna pessoas em objetos inanimados, não são problemas tecnológicos. São nossos! Portanto, é hora de apertamos o nosso botão de reiniciar...

Henrique Medeiros é especialista em gestão e psicanalista, autor do livro “Células Sociais Caórdicas – O Caminho Para Um Novo Mundo”. É formado em Tecnologia da Informação com MBA em Gestão Empresarial pela FGV e tem mais de 25 anos de experiência no mercado de tecnologia.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

voltar ao topo

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade aos SEUS COMENTÁRIOS, em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!

Security code Atualizar

Enviar