Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Visibilidade: a chave para melhorar a segurança cibernética em aeroportos

(*) Por Nycholas Szucko

As equipes de Tecnologia da Informação (TI), Tecnologia Operacional (OT) e de Internet das Coisas (IoT) nos aeroportos estão enfrentando grandes desafios de diversas naturezas nesses últimos dois anos. Além da pandemia que interrompeu a circulação de pessoas pelo mundo, gerando uma imensa crise financeira a esta Indústria, os problemas se revelam por meio de combustíveis com preços ainda mais elevados, restrições de voos em regiões de guerra, eventos climáticos extremos e outros. Também cresceu a preocupação com a segurança cibernética, com visível aumento de ataques hackers em ambientes OT/IoT como manufatura, empresas de energia, gasodutos e hospitais.

Um aeroporto possui dezenas de sistemas e subsistemas, com grande número de pontos de chegada, fornecedores e funções, que formam uma vasta superfície de ataque exposta a milhões de passageiros, funcionários e profissionais coligados ao segmento aéreo. Nesse sentido, os que ali trabalham se afligem por serem possíveis alvos de ataques OT/IoT devido ao perfil de missão crítica, com inúmeros dispositivos conectados como câmeras, ar-condicionado, catracas etc.

O aumento dos ciberataques tem exigido que os gestores dos aeroportos acompanhem o ritmo das regulamentações de segurança de dados e melhorem o padrão de proteção das empresas com objetivo de mitigar riscos. Mas como enfrentar esse cenário de desafios, garantir a continuidade do negócio e adotar uma postura cibernética antifrágil?

Vamos analisar os maiores desafios de segurança enfrentados pelos aeroportos.

Os principais aeroportos globais já estão aprimorando seus sistemas de segurança de dados para mitigar os riscos. O que eles estão fazendo passa por capturar o tráfego da rede a fim de dar visibilidade aos sistemas e subsistemas. Eles estão fazendo uso de sensores em terminais, sejam eles sensores físicos, virtuais e de contêineres, os quais estão disponíveis para diferentes volumes de nós e elementos de rede.

A cooperação entre TI/OT/IoT é facilitada por sensores que analisam o tráfego da rede passivamente, não representando risco operacional. São utilizados múltiplos consoles centrais de gerenciamento (CMCs) para agregar dados de acordo com as necessidades de supervisão desses aeroportos. Alguns resultados conseguem uma visibilidade consolidada em cerca de 20 subsistemas com 100.000 nós. Os benefícios incluem uma redução de 90% no tempo de visibilidade, inventário automatizado de ativos, diagramas precisos de fluxo de dados e uma consciência situacional muito melhorada.

Os sistemas críticos, diversos e dispersos de um aeroporto representam uma superfície de ataque bastante atraente aos atacantes. As ameaças cibernéticas têm o potencial de impactar mais do que apenas as redes de TI, pois os principais sistemas aeroportuários podem ser comprometidos e, na pior das hipóteses, paralisar e/ou ficar offline para se proteger.

Um requisito fundamental para defender um aeroporto é a detecção de ameaças. As soluções que identificam malware e IOCs, combinadas aos vários tipos de detecção de ameaças em OT/IoT/IT e informações continuamente atualizadas, são essenciais. Elas ajudam a responder aos incidentes nesses ambientes de forma eficaz, com alertas correlatos e inteligência que permitem a rápida remediação.

Para muitas organizações, incluindo aeroportos, a gestão da segurança requer a integração de dados OT/IoT na infraestrutura de TI. Neste caso, as informações de segurança operacionais e contextuais são integradas aos sistemas SIEM, que é a combinação de gerenciamento de eventos de segurança (SEM – security event management) e gerenciamento de informações de segurança (SIM – security information management) e SOC (Security Operation Center) do aeroporto, incluindo um datalake para armazenamento de dados.

O resultado é uma análise de segurança que inclui dados abrangentes de TI/OT/IoT, aprimorando a tomada de decisão. Esses aeroportos melhoraram a postura cibernética, atenderam aos KPIs de segurança e mantiveram os sistemas em funcionamento. Esse movimento permitiu a esses principais aeroportos globais fazerem um melhor trabalho de gerenciamento de risco cibernético enquanto adicionavam tecnologias colocavam em prática os projetos de inovação.

Apesar dos desafios, é possível fazer progressos no sentido de fechar as brechas de segurança OT e IoT dos aeroportos – reduzindo o risco cibernético e mantendo os serviços de passageiros em pleno funcionamento. Tudo isso visa melhorar a segurança cibernética de aeroportos, cumprir com os regulamentos governamentais e aplicar as mais modernas ferramentas de proteção de dados.

*Nycholas Szucko é diretor de Vendas Brasil da Nozomi Networks

Sobre a Nozomi Networks

A Nozomi Networks está acelerando o ritmo da transformação digital ao ser pioneira em inovação para cibersegurança industrial e controle operacional. Liderando o setor, tornamos possível lidar com riscos cibernéticos crescentes para redes operacionais. Em uma única solução, a Nozomi Networks oferece visibilidade de OT, detecção de ameaças e insights para milhares das maiores infraestruturas críticas, energia, manufatura, mineração, transporte e outros ambientes industriais em todo o mundo.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo