Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

A tecnologia por trás da primeira landtech brasileira

Foto: Freepik Foto: Freepik

Para unir o mercado financeiro (fintech), o imobiliário (proptech) e o legal (lawtech), Trinus investiu na tecnologia da CashWay

As mudanças ocorridas nos últimos anos no Sistema Financeiro Nacional (SFN), apoiadas principalmente na descentralização dos grandes bancos, diminuíram as barreiras para a entrada no mundo das fintechs. Empresas que fazem parte do mercado imobiliário, que por si só representa a maior classe de ativos no mundo, cerca de US$ 225 trilhões, têm feito parte desse movimento. Segundo dados do Report Real Estate Fintech, divulgado pela Terracotta Ventures, ao longo de 2020 houve 110 rodadas, totalizando US$ 1,5 bilhão de investimentos envolvendo alguma startup que integre soluções financeiras ao ecossistema imobiliário e da construção civil no mundo. Acelerar os processos e facilitar o acesso ao crédito são algumas das vantagens para o setor.

A entrada no mercado financeiro, no entanto, exige investimento em tecnologia. Quando a Trinus, a primeira landtech do Brasil, que une soluções para o mercado financeiro (fintech), imobiliário (proptech) e legal (lawtech), decidiu constituir uma Sociedade de Crédito Direto (SCD), se deparou com o desafio de encontrar uma solução tecnológica que atendesse às necessidades da empresa. A Trinus tem como principais clientes investidores, empreendedores imobiliários regionais, Sociedade de Propósito Específico (SPEs), corretores e compradores finais de imóvel. Segundo Diego Siqueira, sócio-fundador da companhia, faltava algo que unisse todos eles. “O nosso sonho sempre foi ter um banco digital para interligar todo esse ecossistema. Começamos a estudar primeiro as Instituições de Pagamento (IPs), mas como a gente também tinha um viés de trabalhar muito com crédito imobiliário, entendemos que a licença de Sociedade de Crédito Direto (SCD) seria o instrumento ideal, porque com ela nós conseguiríamos criar a conta digital e ao mesmo tempo emitir crédito”, conta.

Quando começou a colocar o plano em prática, uma das primeiras barreiras que Diego encontrou foram os valores de investimento. “A gente rodou muito esse mercado, conversamos com todos e tivemos um desafio de entrada que foi o custo. Os mais tradicionais são milhões de reais e naquele momento não tínhamos toda essa disponibilidade de capital”, explica. Esse foi um dos fatores decisivos na escolha pela tecnologia da CashWay, techfin de Florianópolis, com soluções end-to-end focadas em atender demandas de Instituições Financeiras e de Pagamentos. O segundo ponto foi a transparência. “Conseguimos essa cumplicidade. O que impressionou foi o jogo aberto de nos mostrar quais são os desafios, os caminhos, além do plano mais acessível”. A facilidade na aquisição da tecnologia está alinhada com o propósito da empresa. Segundo Felipe Santiago, CEO da CashWay, a missão da techfin é democratizar os serviços financeiros e as instituições de pequeno porte são o veículo. “Queremos dar voz a essas empresas para aumentar a inclusão e a competitividade, diminuir as tarifas e melhorar todo o ecossistema”.

Tecnologia acessível

A CashWay nasceu da fusão entre a Leosoft e a Biti, com mais de 20 anos de serviços consolidados e se transformou em uma startup, buscando escalabilidade tanto para o negócio, quanto para os clientes atendidos. Hoje, a empresa oferece uma plataforma completa de gerenciamento bancário, com módulos focados na gestão interna da instituição, como contabilidade, tesouraria, financeiro e rotinas operacionais. A tecnologia também conta com serviços para os canais de comunicação com o cliente, com aplicativo mobile e internet banking com diversas funcionalidades. Além das soluções de Banking White Label, Core Banking e Open Banking, uma das principais vantagens da contratação é não precisar desenvolver um sistema próprio, agilizando o lançamento de soluções digitais em relação às instituições financeiras tradicionais. “A implementação do sistema pode ser feita em poucos dias e uma das principais vantagens está no modelo de contratação por meio de franquia de serviços: solução para que as empresas tenham à disposição todos os módulos de um sistema, sem a necessidade de grandes investimentos”, explica Felipe Santiago.

Agilidade na adequação à regulamentação

Um dos focos do sistema da CashWay é oferecer o core bancário dentro de todas as normas do Banco Central, permitindo que a empresa foque na tecnologia que desenvolve, sem se preocupar com adequações regulatórias. “A solução está 100% adequada à resolução 4.893 do Banco Central do Brasil, que regula todos os aspectos ligados à segurança cibernética das Instituições Financeiras. A infraestrutura robusta, com acesso por VPN (rede privada virtual), autenticação de dois fatores e política de backup redundante, permite o crescimento da fintech sem que ela precise focar nisso”, explica Felipe. A integração é essencial para o desenvolvimento do trabalho na Trinus, que está iniciando o processo de open banking e Pix com a CashWay. “Antes de ter essa interação com a CashWay, percebíamos um mercado muito fragmentado. Cada processo tem uma empresa que faz e não tinha ninguém que nos ajudasse a entender como esse quebra-cabeça é montado. A CashWay se posiciona exatamente como esse hub que dá transparência para a cadeia inteira, mostrando o ecossistema e contribuindo para que o objetivo do cliente seja atingido”.

Hoje, a Trinus tem um modelo expandido de SCD, não só com função de emissora de crédito, mas também de emissora de moeda eletrônica, assim como uma Instituição de Pagamento (IP), oferecendo uma conta digital completa. “Estamos neste momento finalizando a disponibilização de PIX para os nossos clientes, e demos entrada no processo de entrada no Banco Central do para tirar a licença de financeira. Com todo esse arcabouço legal e regulatório não perdemos nosso propósito inicial, que é transformar o mercado imobiliário brasileiro”, conta Diego.

Sobre a CashWay

Fundada em Florianópolis/SC em 2019, a CashWay oferece soluções focadas em atender as demandas de Instituições de Pagamento e Instituições Financeiras, dentre elas, Cooperativas de Crédito, Fintechs e SCDs. Por meio do sistema é possível ter uma plataforma completa de gerenciamento bancário, com módulos focados na gestão interna da instituição, com recursos de contabilidade, rotinas operacionais, aplicativo e internet banking. O propósito da empresa é democratizar o acesso a serviços financeiros, levando tecnologia aos pequenos negócios com acessibilidade, praticidade e baixo custo. O trabalho da CashWay rendeu alguns prêmios em 2021, como o Prêmio Darwin Way e o Prêmio Invisto. Neste ano, a empresa foi selecionada para fazer parte do Selo Cubo Itaú, uma rede nacional de excelência de startups.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo