Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Conexis apresenta solução híbrida para interferência do 5G nas parabólicas

  • Crédito de Imagens:Divulgação - Escrito ou enviado por  Conexis
  • Adicionar comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Info & Ti
  • Imprimir

Maior preocupação é não adiar o início da implantação do 5G, que poderia atrasar cerca de 2 anos caso fosse adotada a migração de imediato

A Conexis Brasil Digital apresentou ao governo uma proposta híbrida para solucionar as eventuais interferências do 5G nas parabólicas (TVRO). A solução seria implantada em duas etapas, começando com a mitigação das interferências com uso de filtros e passando posteriormente para a migração do serviço de TVRO residencial para a banda Ku, após o início da implantação do 5G. O modelo está sendo apresentado à Anatel e aos Ministérios das Comunicações e da Economia.

A maior preocupação das operadoras é buscar uma solução que não atrase a implantação do 5G no Brasil e garanta o início rápido na tecnologia no país. Pelo levantamento da Conexis, a implantação da migração desde o início, por sua complexidade operacional, poderia atrasar o 5G em 2 anos. Este foi o tempo aproximado que a EAD levou para distribuição dos kits da TV digital terrestre.

“Com a migração ocorrendo após a implementação do 5G, embora seja um processo complexo, não trará atraso na tecnologia”, diz a Conexis em suas conclusões.

A entidade avalia que mesmo com esta proposta híbrida, a adoção da mitigação numa primeira etapa ainda é a solução economicamente mais adequada. “Em 3 anos, a soma dos recursos necessários para as duas etapas fica menor que migrar hoje, pelo decréscimo anual das TVROs”, conclui a Conexis, acrescentando que o custo de eventuais ressarcimentos da Banda C tende a diminuir com o vencimento de diversas outorgas de satélite nos próximos anos.

A proposta se apoia nos testes de campo e de laboratório já realizados pelas operadoras e pelo CPqD, e depois confirmados pela Anatel, que atestam a viabilidade da convivência do 5G com a TVRO na faixa de 3,5 GHz, com a utilização de filtros LNBF. Também foi assegurada pelos fornecedores desses filtros a capacidade de produção para realizar a mitigação.

Pelos estudos feitos pelas operadoras, é possível acomodar, acima de 3.8GHz, todos os canais abertos analógicos e digitais de TV por satélite não sendo necessária a digitalização dos canais analógicos na mitigação.

Outro ponto abordado na proposta é a análise jurídica, elaborada pelo escritório Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques Sociedade de Advogados, que afirma não haver sustentação legal para fazer a migração neste momento. Segundo o parecer, não há política pública para a digitalização da TV satelital, pois não está prevista no decreto de migração da TV terrestre para a TV digital (5.820/2006).

A entidade pondera ainda que o uso da TVRO está em declínio no país e a digitalização da TV terrestre com o saldo da EAD reduz ainda mais o volume de TVROs a serem tratadas em ambos cenários.

“A solução de mitigação é possível tecnicamente, é mais barata e mais simples e implantada gradativamente, combinada com a posterior migração, permitirá um início rápido do 5G no Brasil”, avaliou o presidente executivo da Conexis, Marcos Ferrari.

Sobre a Conexis - A Conexis Brasil Digital reúne as empresas de telecomunicações e de conectividade, que são a plataforma da economia digital, da sustentabilidade e da conexão de todos os brasileiros. A Conexis, dentro de um movimento de transformação digital pelo qual o mundo está passando, vem substituir a marca do SindiTelebrasil, reforçando o propósito do setor de telecomunicações de digitalizar o País e de conectar todos os brasileiros.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo