Brasil,

Considerado o melhor jogador de 70, Jairzinho fala sobre a vida, jogadores e seleção brasileira

  • Crédito de Imagens:Divulgação - Escrito ou enviado por  Sherlock Communications - Igor
  • Adicionar comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Demais
  • Imprimir

Entrevista ping-pong com o Furacão, o único jogador da história a marcar gols em todos os jogos de uma edição de C o p a

Primeira pergunta, pra logo de cara quebrar o gelo, é a seguinte: o que o Furacão mais gosta de comer e beber?

Olha, na realidade, eu aprendi a comer as comidas que são de nutrição. Então não tenho preferência, eu gosto sempre de fazer uma boa alimentação, que me dê boa condição de vida, para poder me movimentar, poder correr, para poder jogar e etc. Então, as comidas básicas que têm nutrição são elas geralmente que o atleta, principalmente gosta de comer. Não fujo dessa regra, sou um deles.

Perfeito! Ainda continua com a boa alimentação, né? Isso é muito importante.

É, eu tento preservar né?!

Jair, como campeão do mundo pela seleção de 70, o título mais cobiçado por qualquer atleta do mundo, qual é a sensação de ter seu nome marcado na história do futebol?

Olha só, todo atleta de todas as modalidades que existem dentro do mundo procura chegar ao ponto especial que é a conquista, passando pela fase preliminar. Foi meu caso. Eu fui aprovado na categoria juvenil do Botafogo nos anos 60, fui tricampeão até 63. Tive minha primeira oportunidade de vestir a tão cobiçada camisa verde, amarela e azul do Brasil jogando o Pan-Americano, em São Paulo, onde o Brasil teve um grupo de jogadores iniciantes ganhando com facilidade praticamente todos os jogos e jogando a final contra Uruguai. Foi um jogo muito difícil, mas o Brasil ganhou e nos consagramos campeões panamericanos. E, depois, na sequência, veio de você buscar seu objetivo. Entre eles, o principal é jogar no time principal do Botafogo e depois almejar ser escolhido para servir o Brasil por intermédio da seleção principal, o que aconteceu também nos anos 60. Tive a minha primeira oportunidade de jogar na equipe principal do Brasil logo, em 64, e fui seguindo por mérito. Sempre fui dedicado e buscando minha oportunidade de jogar a C o p a e eu tive essa oportunidade concluída já em 1966, mas antes disso eu joguei, em 64, na Liga das Nações. Depois, 66, depois 70, onde eu tive, de fato, uma presença maciça e preciso até elogiar a comissão técnica que elaborou uma formação de preparação que não existia no Brasil. Pela primeira vez foi introduzido o full time, entre eles foi introduzido também o teste de cooper, que estava sendo aplicado em diversas modalidades do futebol. E ali nós, com três meses dentro da competição, conseguimos chegar no ápice da forma, o que aconteceu com todo o grupo de jogadores, eu entre eles. Me preparei e foi muito bom pra mim porque me deu tudo o que o atleta gostaria de ter. Fui muito bem na parte aeróbica e anaeróbica, fui muito bem na minha dedicação, muito bem por ter recebido da comissão técnica total confiança por intermédio de Zagallo, Chirol e seus companheiros e, o mais importante, os jogadores. Nós já vínhamos jogando desde 64, 65 e 66, então em 70, a maioria dos jogadores de 66 estavam presentes e foi fácil porque já havia um conhecimento da característica um do outro, então facilitou muito nossa atuação dentro de campo.

A seleção brasileira de 70 é considerada até hoje como uma das melhores da história. Você acha que existiu alguma seleção melhor do que essa?

Eu deixo pra você que é conhecedor da matéria, que tem toda a liberdade de expressão. Deixo para que você responda. Fico feliz por ter contribuído com o sucesso da seleção brasileira em três Copas do Mundo. Evidentemente que o objetivo principal de qualquer atleta é ser campeão e ser campeão do mundo é algo inédito e fica marcado para sempre. É por isso até que nós dois estamos aqui conversando sobre a seleção de 70, que para muitos ou talvez para a maioria é considerada a melhor seleção de todos os tempos.

E tem um ponto muito exclusivo de positividade nessa seleção de 70. Essa seleção convocada por Mario Lobo Zagallo é a única seleção, pelo menos brasileira, não posso dizer dos outros países, que jogou com cinco números 10. Isso é inédito! Mas em respeito, é o melhor dos 10 o nosso rei Pelé. Eu, principalmente, queria era jogar mais uma C o p a e foi muito positivo porque houve a conscientização do próprio Gérson que era 10 no São Paulo, Rivellino que era 10 no Corinthians, o único que não era 10 no ataque era o Tostão, que era 9 no Cruzeiro.

Num time tão forte quanto o da seleção de 70, que tinha Pelé, Carlos Alberto Torres e Rivellino, por exemplo, você foi considerado por muitos o melhor jogador. Hoje em dia você seria eleito o melhor do mundo?

Eu não posso te confirmar né?! Porque se repetissem todos que jogaram em 70, hoje eu seria, mas evidentemente que hoje não jogo mais oficialmente. Então, hoje, fica justamente ao encargo daqueles que estão dentro do Brasil e estão em outros países para disputar uma C o p a e esse seria o melhor do mundo.

Acho que o Jairzinho de 70 seria sim eleito o melhor do mundo hoje viu? Pode ficar feliz!

Obrigado por essa homenagem maravilhosa que você está me proporcionando! Eu fico feliz de ter dado, de fato, emoções para o povo brasileiro que eram 90 milhões na época. Foi muito fantástico até porque o Brasil precisava reeditar a sua performance, isso aconteceu e quis o destino que o Jairzinho fosse o artilheiro do Brasil. Até hoje, o único jogador de C o p a a ter feito gol em todos os jogos principalmente contra a seleção que era também candidata ao título, a Inglaterra.

Jair, você em 70 fez gol em todos os jogos, um feito INÉDITO até hoje. Com o futebol mais truncado atualmente, você acha que alguém será capaz de quebrar essa sua marca?

Eu respeito o futebol truncado porque é uma forma que os treinadores alcançaram de poder dificultar o comportamento de qualquer adversário. Mas o jogador que tenha criatividade e seja habilidoso, vai encontrar facilidade de poder penetrar no ferrolho. A gente fala que é ferrolho... do comportamento do adversário na sua parte defensiva. Se você tiver, você vai encontrar, se você não tiver, acontece justamente isso que nós estamos vendo... A dificuldade dos atacantes penetrar nesse ferrolho que hoje esse futebol moderno está colocando em prática.

O Jairzinho valeria quanto em 2021?

Essa parte eu vou deixar pra você também porque eu só me preocupava em jogar, não estava preocupado quanto ganharíamos se fossemos campões.

Eu pergunto por que, como você bem sabe, o mercado está bem inflacionado. Tenta aí um chute! Eu chutaria mais de R$ 500 milhões!

Eu fico com você! (...) Eu fico sem condição de dominar essa bola e partir para dentro da realidade da parte econômica hoje!

Mas você está comigo? Torno de R$ 500 milhões?

Eu estou mesmo! Pelo feito que eu alcancei. Caramba, não tenho ideia! Mas vou ficar com esse valor que você está colocando, já é mais que gratificante!

Você consegue montar o time dos sonhos? Qual é o seu time dos sonhos? Os 11 que você acha os melhores da história?

O Brasil e o mundo todo elogiaram o grupo de 70 como o melhor de todos os tempos. Eu, com respeito a todas outras conquistas do Brasil anteriores e posteriores as de 70, mas como vocês mesmos falaram: era impossível marcar a seleção de 70, principalmente pelo poder de alta qualidade e positividade do ataque brasileiro. Quem marcaria o Jairzinho, o Gérson, o Tostão, o Pelé, o Rivelino? Se botar 5 para cada um... 5 x 5 = 25... Faltaria justamente uma condição de poder marcar esses jogadores. Além do Carlos Alberto Torres, além do Félix, além do Piazza, do Everaldo e do Clodoaldo.

Eu acho que está difícil que o próprio Brasil venha a montar uma seleção igual a essa de 70 e tem uma razão! Hoje, você vê o futebol brasileiro sendo atuante pela maioria dos jogadores que estão jogando no exterior, não os que estão jogando no Brasil. Na minha geração, todos jogavam no Brasil, ninguém jogava fora. Constantemente jogando contra o outro e do lado do outro e isso te dava uma visão e um conhecimento da característica dos seus companheiros porque você está jogando contra ele e, de repente, estava jogando ao lado dele, então você vai aprendendo a conhece-lo na parte humana, na parte emocional, e vai gravando quando joga contra ele a característica dele e de que forma ele gosta de jogar. Tudo isso contribuiu para o sucesso do Brasil em 70 e que hoje dificulta muito para o Brasil e para a seleção de outros países. Até porque você vê o próprio futebol brasileiro... É difícil montar a seleção porque está todo mundo jogando fora, são poucos jogadores que estão no Brasil.

Eu gostei bastante do se time dos sonhos que seria o próprio 70 e você explicou muito bem os motivos. Eu imagino que você poderia ter falado, por exemplo, que no seu time encaixaria o Messi, Cristiano Ronaldo, mas como você viveu o dia a dia da seleção de 70 e tinha amizade com seus colegas, tinha todo esse entrosamento, eu achei genial falar que o time de 70 é o time dos sonhos porque estava tudo incluso! Era um time imbatível!

Obrigado, obrigado pelo teu conhecimento. Eu estou te falando uma verdade. Nós tivemos jogadores fantásticos. Nós tivemos o Banks como um dos melhores goleiros, foi eleito o melhor goleiro do mundo. Você tem Beckenbauer, Overath, Müller. Você tem uma série de outros jogadores fora do Brasil que foram sensacionais. Por exemplo, a própria Inglaterra tinha um trio, enquanto outros países tinham um, no máximo dois. E o Brasil tinha, na realidade, os seus 22 jogadores. O Dirceu Lopes não jogou a C o p a de 70. Quer dizer, um dos maiores fenômenos que eu conheci e que joguei com ele no Cruzeiro. O futebol brasileiro estava em ascensão de qualidade e naquele momento eu tenho certeza que o próprio Zagallo ficou mais velho para escolher.

É ele teve muita dor de cabeça, sem dúvidas! Jair, dentro da seleção de 70, qual é o melhor jogador de todos os tempos para você?

Para mim tem dois jogadores que são os melhores! Brasileiro, para mim, o Manoel dos Santos, Garrincha, e Edson Arantes do Nascimento, Pelé.

Dentro da seleção de 70, você elege o Pelé então?

Tenho o maior respeito e com o maior prazer. Rei será sempre rei.

Alguém da atual seleção faria parte do time de 70?

Tem jogadores que poderiam sim ser inclusos no grupo. Agora, para escolher, tem que perguntar para o Zagallo. Acho que tem jogadores de muita qualidade na seleção brasileira de hoje, mas vai ter que fazer essa pergunta pro Zagallo.

Mas se tivesse um espacinho a mais ali na seleção, o Neymar poderia ser chamado?

Neymar faz parte do meu grupo dos melhores jogadores do mundo. Convocar ele, eu convocaria, agora colocar ele tem que ver com o Zagallo.

Para você, qual gol foi o mais bonito em 70?

Eu fui premiado pelo meu condicionamento atlético, por eu ter equilíbrio, visão e a introdução da forma de jogar, mas eu acho que todos os gols foram os mais importantes porque todos os gols levaram o Brasil ao seu objetivo de chegar ao final da Copa. Então, eu posso dizer um gol de emoção, que foi justamente o gol contra a Inglaterra, que foi, para mim o jogo mais difícil. O Brasil ganhou, mas poderia perder pela condição na prática das suas equipes maravilhosas. Depois dos jogos, dois jogadores foram eleitos os melhores da partida. O Banks pela Inglaterra e o Félix pelo Brasil. Para você ter uma noção do que foi esse jogo. A própria imprensa falava e televisava que a final da C o p a foi antecipada.

Então pra você o gol mais emocionante foi aquele que o Pelé rola para você na diagonal e você senta o dedo né?

Justamente!

O Brasil tinha algum receio de Bobby Charlton em 70? Foi a final antecipada esse jogo?

O que aconteceu dentro da competição é que nós nos preparamos para enfrentar qualquer adversário com respeito a eles, mas com muita confiabilidade no nosso grupo. Principalmente depois do primeiro jogo, que o Brasil teve um resultado elástico de 4 a 1.

Você vai pra um campeonato mundial, uma emoção fantástica né? Você vai para um C o p a , onde se prepara na sua parte aeróbica e anaeróbica. Antes de começar a competição, ficamos dois meses e meio nos preparando. Nunca aconteceu isso num calendário de futebol brasileiro e até no futebol mundial. A comissão técnica escolheu um local especificamente para o preparo. Não foi só um, foram dois. Primeiro, fizemos um estágio de melhoramento da nossa parte aeróbica e anaeróbica, pulmonar na altitude, depois descemos e com a prática, jogando em nível do mar, não tivemos nenhuma dificuldade

Outro ponto: ganhamos os jogos mais fáceis de todos os adversários a partir dos 30 minutos do segundo tempo.

Ah isso é muito legal! Por conta, justamente, de toda a preparação vocês estavam acima dos demais.

É verdade! Como coloquei, a partir dos 30 minutos do segundo tempo, todos adversários começavam a colocar as mãos na cintura. Quando um jogador de futebol começa a colocar a mão na cintura é sinal que ele está já em condição de débito, já está perdendo a energia. Então, ele procura se equilibrar colocando a mão na cintura.

Quais eram as principais diferenças entre Pelé e Garrincha?

Para mim, são dois fenômenos do futebol de todos os tempos. Eu acho que jamais em vida vou conseguir ver um Garrincha, um cara que bota cinco na frente dele e ele passar pelos cinco... Chegou um jogo, que eu não vou citar para não errar o nome dos adversários, que perfilaram cinco jogadores na frente dele e ele passou pelos cinco. Isso é um dos pontos de maravilha que era o Manoel dos Santos, Garrincha, o destruidor.

E o Pelé, você viu e eu convivi com ele, de uma inteligência fantástica, um reflexo muito apurado e a criatividade que é o forte do futebol brasileiro. Criatividade inesperada que só o brasileiro bora em pratica. Vou citar um ponto do Brasil e Checoslováquia, quando Pelé pega a bola no meio do campo e bota por cima do goleiro. São momentos especialíssimos que ele viveu, mostrou e executou. Então, considero Garrincha e Pelé os melhores jogadores da história do futebol brasileiro e do mundo.

Existe algum motivo especial por não ter jogado no futebol de São Paulo ou foi o próprio destino?

Eu só não joguei em time grande, mas eu joguei num time pequeno para médio em São Paulo, no Noroeste Bauru. Final de carreira, joguei no Noroeste, foi meu penúltimo clube que joguei na carreira. Olha só como era um jogador dentro de um condicionamento fantástico: joguei até os 39 anos! No Brasil, ninguém bateu esse recorde.

Quem você acha que leva essa Copa América e por quais motivos?

Essa Copa América está sendo a copa da surpresa. Você vê uma Alemanha ficar de fora, uma França ficar de fora... Aí você fica pendente! Eu acho que tem seleções que podem ser campeãs, mas também tem seleções que não eram de expressividade, como a da Suíça, mas que mostrou um futebol de alto nível. Pode chegar até a ganhar.

E olha só que legal... A Inglaterra está dentro da Euro Copa ainda. Você acha que a Inglaterra pode se tornar grande de novo nesse ano?

Quando você vai ganhando você adquire mais confiança em você e no seu grupo. E a Inglaterra é uma das forças do futebol mundial.

Quem você acha que vai levar a Copa América que está acontecendo aqui no Brasil?

Aqui no Brasil é mais difícil do que a Copa que estamos assistindo porque o futebol está nivelado, especialmente, dentro de um contexto de preparação que fica difícil você dizer. Eu sinto dificuldade de responder essa pergunta! Agora, tem clubes que poderão, justamente manter a sua performance de popularidade e de qualidade. Então, eu fico jogando na retranca nessa pergunta!

É difícil responder, mas eu boto fé no Brasil! O Brasil sempre vai ser forte, né Jair?

Não quer dizer que o Brasil não possa ganhar, mas o futebol hoje está num nível tão igualitário. O Brasil sem dúvidas é a principal força para ganhar. Agora, respeitando a presença do futebol hoje, na forma como as seleções estão jogando porque ninguém quer abrir a guarda para ninguém. A maioria não joga nem nos 10 / 1, a maioria joga nos 11 atrás. Então eles montaram uma filosofia agora para jogar dentro da execução de se defender.

Você enxerga o Tite como o técnico ideal para a seleção ou gostaria de ver outro nome?

Do Brasil, eu fico com o Tite! Está dando moral para o futebol brasileiro, está dando prestígio para o futebol brasileiro, está preservando a qualidade do futebol brasileiro. No que está dando certo, tenho hábito de não mexer. Não mexeria, com respeito ao Renato e qualquer outro treinador que existe no Brasil, mas eu continuo com o Tite.

Eu concordo com você que para a seleção brasileira tem que ser um técnico brasileiro mesmo, da casa, porque traz aquela identificação com o povo.

É verdade! O povo brasileiro é muito sistemático e apaixonado. O brasileiro já aprendeu a gostar do Tite e não vai abrir mão da saída dele. Está ganhando, tem que continuar.

O Brasil é um dos favoritos para a C o p a em 2022?

Claro que é, continua sendo! Eu vou mais além, o Brasil é o principal candidato ao título da C o p a que virá. Até porque se você fizer uma avaliação nas outras seleções, quem é a seleção que poderá chegar próximo do brasileiro? Não vejo nenhuma... Acho que existe uma boa distância, não enorme, mas uma boa distância de qualidade do futebol brasileiro para todos os outros, da América do Sul e da Europa.

É verdade, tanto que a França, que seria um dos concorrentes fortíssimos para a C o p a de 2022, mostrou certa fragilidade contra a Suíça. Então é muito legal o que você comentou porque o Brasil está vindo de um jogo bem regular, não tem altos e baixos, como a França teve nesse caso.

Verdade, você tem razão. Eu acho que são momentos de qualquer futebol de qualquer país. Porque a França está em decadência por falta de valores mesmo, repetindo todos os jogadores há praticamente três Copas do Mundo. Enquanto o Brasil está num cronograma de renovação e que está dando certo. É muito importante isso! Você faz um programa de renovação e é bem-sucedido com a introdução de novos jogadores.

Em relação a atual seleção, qual jogador que não foi convocado você gostaria de ver vestindo a amarelinha?

Eu teria que estar acompanhando os jogadores brasileiros que estão jogando fora do Brasil. Então fica difícil responder até porque eu nunca vi o Brasil exportar tanto jogadores como está acontecendo de três anos para cá. Qualquer garoto do Brasil que se sobressai, vem eles e já levam até pelo poder da valorização, da aquisição econômica que eles têm perante ao Brasil. Então, tu vês quantos jogadores o Tite tem na seleção que jogam fora.

É verdade, Jair! A gente vê, inclusive, jovens talentos, principalmente, do Rio sendo exportados logo cedo, pra fora. Agora, o atacante do Flamengo, o Muniz recebeu a proposta do Atlético de Madri, que só mostra o quão assediado é o nosso mercado brasileiro de jovens.

Verdade, eu não sei se eles estão fazendo isso de maldade ou se estão fazendo porque estão na carência mesmo.

Isso só mostra como a gente é forte como o futebol brasileiro é forte e sempre vai ser!

E nós temos que prestigiar essa situação e nos valorizar cada vez mais

E Jair só para fechar também, para não tomar muito mais do seu tempo, eu queria que você contasse alguma resenha de vestiário, algum momento do inesquecível que você viveu nos bastidores do futebol.

Tem uma que eu gosto muito. Eu estava iniciando a minha participação na equipe principal do Botafogo. Aqui na praia, eu moro em frente à praia de Copacabana... em um dia de praia que não tinha compromisso, eu estava com meus colegas jogando vôlei. Depois que acabei de jogar, estava começando a resenha, eu ia concentrar, concentrava na véspera... eu ia concentrar, e depois que acabou minha participação no vôlei, estamos reunidos eu falei para os caras: “po, vocês não sabem da maior: o Botafogo vai lançar um jogador amanhã que vocês vão ver o que vai acontecer”. Os colegas: “quem é? quem é?”. Eu falei: “J Ventura”. Ai eles: “quem é esse?”. Eu falei: “vai no Maracanã que você vai vê-lo jogar”. J Ventura sou eu porque eu sou Jair Ventura Filho. Fui para o jogo e o Botafogo ganhou da Flamengo de um a zero. Gol do Jair. Chegou segunda-feira, estou na praia com os colegas, todo mundo me xingando, os flamenguistas principalmente.

Você conseguiu enganar os caras!

Pô, verdade! Pra mim foi fantástico porque eles começaram a me apreciar, me valorizar e me vaiar né?!


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo