Brasil,

Ataques como o de Botucatu expõem dificuldade de antever os crimes; especialista conta em livro como combatê-los

Em Mamba Negra, lançado pela Editora Alfacon, Eduardo Bettini, coordenador-geral de fronteiras do Ministério da Justiça, compartilha as dificuldades e as estratégias no combate ao “novo cangaço”

As recentes cenas de terror na cidade de Botucatu, interior de São Paulo, reascenderam a discussão sobre a frequência com que ataques como esse tiveram nos últimos anos, principalmente em cidades pequenas e médias do Sudeste e do Sul. Só no ano passado, o estado de São Paulo registrou 21 roubos a bancos, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública. Até junho deste ano, a pasta já tinha contabilizado 14 novos ataques.

Crimes com esse estilo de violência são conhecidos popularmente como "novo cangaço", pelas táticas usadas pelos criminosos. O termo surgiu no final dos anos 1990 quando grupos de pessoas passaram a invadir cidades do sertão nordestino para saquear bancos e carros-fortes. As ações, bastante violentas, terminavam em tiroteios, mortes de policiais e civis inocentes, e uma mudança profunda na rotina das cidades atacadas.

Em sua maioria, os assaltos ocorrem durante a madrugada, quando as ruas e o comércio estão vazios. Vias de acesso ao local do roubo são fechadas e membros da quadrilha ocupam locais estratégicos para impedir a aproximação de policiais ou da população – algumas vezes usados como escudos humanos. “O que chama mais atenção nesses casos é a falta de infraestrutura e contingente adequados para não só combater, mas também antever as ações dos criminosos”, afirma Eduardo Bettini, coordenador-geral de fronteiras do Ministério da Justiça.

Bettini conta que passou por experiências como essa e que o trauma causado na população dessas cidades é incalculável. Em abril de 2019, a cidade de Terra Rica, no Paraná, com pouco mais de 15 mil habitantes, também foi alvo de ataques de um grupo de 20 pessoas que explodiram e assaltaram os bancos da região.

Agente da Polícia Federal na época, Bettini explica que a operação levou um ano para alcançar a quadrilha, que já tinha feito ataques nas cidades de Cruzeiro, em São Paulo, e Alvorada do Sul, no Paraná, onde aconteceu um confronto que rendeu a prisão de 14 pessoas e a apreensão de mais de R$ 130 mil. Toda a trajetória de investigação e combate está documentada no livro Mamba Negra, divulgada pela Editora AlfaCon.

A operação também é um marco para o campo da inteligência policial, uma vez que serviu de base para o desenvolvimento de uma nova metodologia de combate ao crime organizado, e que completa um ano de vigência dentro das políticas do Ministério da Justiça. O programa VIGIA, que conta com a adesão de mais 1.500 profissionais da Segurança Pública de todo o país, ganhou destaque ao ter proporcionado um prejuízo de mais de R$ 750 milhões às organizações criminosas.

A metodologia atua nos eixos de operação, capacitação, aquisição de equipamentos, integração de sistemas e bases operacionais federais e estaduais no combate ao tráfico de drogas e contrabando nas regiões de fronteira.

Ficha técnica:
Mamba Negra – o combate ao novo cangaço
Autor: Eduardo Bettini
Páginas: 296
Preço: R$ 49,90
Editora AlfaCon

Sobre a Editora AlfaCon: Há cinco anos no mercado, a editora AlfaCon é conhecida pela sua produção de materiais para a preparação de candidatos para concursos públicos. Depois de entrar em outros ramos da educação, como na área jurídica, livros para o Enem, negócios e desenvolvimento pessoal, a editora decidiu focar em conectar diferentes plataformas para aprofundar e potencializar o desenvolvimento dos alunos com o apoio dos seus livros.

Sobre Eduardo Bettini: Ocupa atualmente o cargo de Coordenador-Geral de Fronteiras (CGFRON) da Secretaria de Operações Integradas – SEOPI do Ministério da Justiça e Segurança Pública – MJSP. A missão agora é consolidar e expandir a nível Nacional a síntese de uma vida dedicada as operações e ao estudo doutrinário delas: O Programa V.I.G.I.A (Vigilância, Integração, Governança, Interoperabilidade e Autonomia) de Segurança Nacional das Fronteiras e Divisas.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS