Brasil, 16 de Novembro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

Combustíveis sintéticos renováveis contribuem para diminuir a emissão de CO₂

Combustíveis sintéticos renováveis contribuem para diminuir a emissão de CO₂

- Foco no controle das mudanças climáticas

- Veículos terão que desempenhar seu papel no corte de emissões de carbono
- Mobilidade do futuro: Bosch destaca razões para uso de combustíveis sintéticos renováveis

O Acordo de Paris exige que o aquecimento global seja limitado a 2°C acima dos níveis pré-industriais, de preferência até 1,5°C. E, para que isto aconteça, o CO₂ emitido pelos veículos rodoviários terá que ser reduzido a quase zero nas próximas três décadas. A principal questão é como.

Apesar da eletromobilidade estar ganhando força e dos carros elétricos serem tão livres de emissões quanto a produção de eletricidade que carrega suas baterias, cerca de metade dos veículos que estarão na estrada em 2030 já foram vendidos, sendo a maioria com motores a gasolina ou diesel. Assim, estes veículos também terão que desempenhar um papel importante na redução de CO₂ – e um caminho para isso será por meio do uso dos combustíveis sintéticos renováveis.

Razões pelas quais os combustíveis sintéticos renováveis ​​farão parte da mobilidade do futuro:

Tempo

Os combustíveis sintéticos renováveis ​​há muito tempo deixaram a fase básica de pesquisa. Em termos técnicos já é possível fabricar combustíveis sintéticos. Primeiramente, se aplica a eletricidade gerada a partir de fontes renováveis ​​para obter hidrogênio da água. Então adicionam carbono. Finalmente, combinam CO₂ e H₂ para produzir gasolina sintética, diesel, gás ou querosene. O processo de produção é viável, mas falta capacidade. Ele precisa ser expandido rapidamente para atender à demanda. Os incentivos podem vir de cotas de combustível, compensando a economia de CO₂ em relação ao consumo da frota e a certeza do planejamento a longo prazo.

Neutralidade climática

Como o próprio nome sugere, combustíveis sintéticos renováveis são fabricados exclusivamente com energia obtida de fontes renováveis, como o sol e o vento. Na melhor das hipóteses, fabricantes capturam o CO₂ necessário para produzir esse combustível a partir do ar circundante, transformando um gás de efeito estufa em um recurso. Isso cria um ciclo virtuoso em que o CO₂ emitido pela queima de combustíveis sintéticos renováveis ​​é reutilizado para produzir novos combustíveis. Os veículos na estrada, quando movidos a combustível sintético, são neutros ao clima.

Infraestrutura e tecnologia powertrain

O processo Fischer-Tropsch produz combustíveis sintéticos renováveis ​​que podem ser usados ​​com a infraestrutura e os motores atuais. Especialistas os chamam de combustíveis sintéticos “drop-in” porque podem ser implantados sem ter que modificar a infraestrutura e os veículos, além de terem um impacto imediato e proporcionarem resultados mais rápidos. Eles também podem ser adicionados ao combustível convencional para ajudar a reduzir as emissões de CO₂ dos veículos já em circulação atualmente. As estruturas químicas e as propriedades básicas da gasolina permanecem intactas, de modo que até carros mais antigos podem funcionar com gás sintético. Dessa forma, esses combustíveis podem contribuir para a redução de emissões de CO₂ mesmo antes de serem expandidos para produção em larga escala.

Custos

A produção de combustíveis sintéticos ainda é um processo caro – e se tornará consideravelmente mais acessível quando a capacidade de produção for expandida e o custo da eletricidade gerada a partir de fontes renováveis ​​diminuir. Os estudos atuais sugerem que o custo de combustível puro entre 1,20 e 1,40 euros por litro pode ser alcançado (excluindo impostos especiais de consumo) até 2030 e menos de um euro em 2050. A desvantagem de custo desses combustíveis em comparação com os combustíveis fósseis pode ser significativamente reduzida se o valor foi atribuído à vantagem ambiental dos combustíveis sintéticos renováveis. O fato de serem compatíveis com a infraestrutura e a tecnologia automotiva de hoje oferece uma vantagem sobre outros motopropulsores alternativos.

Potenciais aplicações

Mesmo no futuro, quando todos os carros e caminhões forem movidos a baterias ou células de combustível, aviões, navios e parte do setor de transporte de mercadorias pesadas continuará a depender dos combustíveis convencionais. Os motores de combustão movidos a combustíveis sintéticos neutros em carbono são, portanto, um caminho essencial a ser explorado.

Recursos

Os biocombustíveis inovadores que são produzidos, por exemplo, a partir de resíduos, são úteis – no entanto, o fornecimento é limitado. Quando a energia renovável é usada, combustíveis sintéticos podem ser produzidos em quantidades ilimitadas. Energia renovável suficiente pode ser gerada em todo o mundo para produzir combustível que pode ser armazenado e transportado com relativa facilidade.

Atendimento à imprensa
Joern Ebberg
tel.: +4971181126223
Email:

Em 2019, o Grupo Bosch completa 65 anos de Brasil – uma história de sucesso que se iniciou em 1954 na cidade de São Paulo. Atualmente o Grupo Bosch emprega no país cerca de 8.300 colaboradores e registrou, em 2018, um faturamento líquido de R$5,3 bilhões com a oferta de produtos e serviços para os setores Soluções para Mobilidade, Tecnologia Industrial, Bens de Consumo e Energia e Tecnologia Predial. As operações do grupo na América Latina empregam cerca de 9.800 colaboradores que contribuíram para gerar um faturamento de R$ 6,5 bilhões, incluindo as exportações e vendas das empresas coligadas. Para mais informações: www.bosch.com.br, www.bosch-press.com.br, www.twitter.com/bosch_brasil.

O Grupo Bosch é um líder mundial no fornecimento de tecnologia e serviços. A empresa emprega cerca de 410.000 colaboradores em todo o mundo (posição de 31.12.2018). A empresa gerou vendas de 78.5 bilhões de euros em 2018. As operações do Grupo estão divididas em quatro setores de negócio: Soluções para Mobilidade, Tecnologia Industrial, Bens de Consumo e Energia e Tecnologia Predial. Como uma empresa líder em IoT, a Bosch oferece soluções inovadoras para casas e cidades inteligentes, mobilidade e indústria conectadas. A empresa utiliza sua expertise de tecnologia de sensores, software e serviços, assim como sua própria nuvem de IoT para oferecer aos seus consumidores conectados múltiplas soluções a partir de uma única fonte. O objetivo estratégico do Grupo Bosch é disponibilizar inovações para uma vida conectada e aprimorar a qualidade de vida em todo o mundo com produtos e serviços inovadores concebidos para fascinar. Assim, a empresa cria "Tecnologia para a Vida". O Grupo Bosch é composto pela Robert Bosch GmbH e cerca de 460 subsidiárias e empresas regionais presentes em aproximadamente 60 países. Incluindo os representantes de vendas e serviços, a rede global de produção, engenharia e vendas da Bosch abrange quase todos os países do mundo. A base para o crescimento futuro da organização é sua força inovadora. A Bosch emprega 68.700 colaboradores na área de pesquisa e desenvolvimento em 130 localidades em todo o mundo. Mais informações: www.bosch.com, www.iot.bosch.com, www.bosch-press.com, www.twitter.com/BoschPresse


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS