Brasil, 16 de Junho de 2019

Economia estagnada e PIB em retração, é hora de rever as margens para o 2º. semestre

  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros

O primeiro semestre do ano está praticamente liquidado e os resultados empresariais frustrou muita gente. A economia estagnou. Com o PIB negativo do primeiro trimestre de 2019 e a perspectiva de que não seja animador no segundo, é hora de rever custos, reavaliar investimentos e postergar despesas. O momento exige atenção às margens operacionais para que o investidor não tenha que aportar recursos financeiros no negócio até o final o final do ano.

Leia mais ...

Alta performance em vendas passa pela capacidade de se colocar no lugar do cliente

  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros

No competitivo mercado das vendas especializadas, em parte por causa da retração na demanda, vendedores se desesperam para entender os caminhos para aumentar o desempenho na conquista de clientes e geração de mais negócios. Esquecem, entretanto, que esse esforço começa no ajuste do posicionamento mental típico dos campeões de vendas. É saber se colocar no lugar do cliente.

Leia mais ...

Com PIB em baixa, vender mais virou exercício diário de criatividade em vendas

  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros

O PIB brasileiro do primeiro trimestre do ano acaba de ser divulgado e as notícias não são boas para quem depende do bom desempenho da economia para cumprir os objetivos de vendas. A economia do país decresceu 0,2% comparando com último trimestre de 2018. Ou seja, os efeitos do declínio podem não ser tão evidentes, mas é fato que o país está estagnado economicamente.

Leia mais ...

Vendedores estão sendo exigidos ao extremo para negociar com millennials

  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros

A forma de vender serviços ou produtos especializados tem sofrido mudanças radicais nos últimos anos. A geração de compradores mudou, agora vendedores se envolvem em negociações com os chamados millennials – aqueles nascidos entre o período da década de 80 até o começo dos anos 2000 e que presenciaram o advento da internet. Negociar com essa geração tem exigido muito dos profissionais de vendas.

Leia mais ...

Super vendedores já são espécie rara e em extinção nas vendas especializadas

  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros

Vendedores que trabalham com paixão, apreciam muito dinheiro e acima de tudo gostam de atender bem seus clientes andam em extinção. Está cada vez mais difícil encontrar profissionais de vendas entusiasmados e capazes de gerar resultados rápidos. As habilidades que fazem um campeão de vendas vêm sendo sistematicamente ignoradas por empresários e lideranças comerciais. Sem contar que equipes de vendedores são pressionadas a cumprir seus objetivos, sem sucesso, sem o devido entendimento do ciclo da venda do produto ou serviço.

Leia mais ...

Empresas à caça dos profissionais de atitude para maiores resultados

  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros

Profissionais de sucesso e de resultado são aqueles de atitude, atributo hoje em dia mais valorizado do que informação e conhecimento. A mão de obra disponível é abundante, formação e conhecimento virou atributo básico. Daí, selecionadores e profissionais de RH estão cada vez mais focando o fator atitude na hora de tomar a decisão nos processos de contratação.

Leia mais ...

Os sinais do que esperar nas vendas especializadas de bens e serviços no ano

  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros

O primeiro trimestre do ano já apresenta sintomas do que se esperar até dezembro em termos de resultados nas vendas especializadas de bens e serviços. É fato que a hipercompetição será o terror de gestores de vendas e vendedores; também é certo que o cliente pressionará as margens uma vez que a quantidade de provedores querendo vender a mesma coisa o coloca em condição altamente confortável. A perda de clientes será inevitável. Prospectar novos nichos, mercados e clientes será fundamental para compensar as perdas na carteira e financeiras.

Leia mais ...

Uma nova visão para vender mais em tempo de economia retraída

  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros

E economia do país vem em um ritmo nada animador. Crescimento tímido, sem chance de entusiasmar investidores a ampliarem a capacidade produtiva e fazer novos lançamentos. 2017 e 2018 tiveram PIB idênticos (1,1% de crescimento). Nada capaz de ter visibilidade na forma de mais empregos, aumento de obras públicas, maior produtividade industrial e crescimento do varejo.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS

Sobre nós ::

Siga-nos ::

Notícias ::

Mais Itens ::