Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Cinco dicas para fugir de armadilhas ao contratar um seguro de vida

Veja cinco dicas para fugir de armadilhas ao contratar um seguro de vida:

Dentro de um planejamento financeiro, boa parte dos gastos de um orçamento acabam cobrindo gastos extraordinários, ou seja, gastos que não estavam previstos, indo desde uma lâmpada queimada a um acidente de carro. Mas há outras emergências que exigem uma reserva maior, como em casos de invalidez, doença e morte. O seguro de vida oferece proteção financeira para o contratante e a sua família.

O processo de contratação de um seguro de vida pode esconder várias pegadinhas. O especialista em gestão de riscos da BullMark Financial Group, Rodger Galas Rego, dá cinco dicas para não cair em armadilhas comuns e facilitar a proteção familiar.

1 - Cuidado com as apólices coletivas
Boa parte dos seguros de vida que são oferecidos pelo telefone, especialmente aqueles com preços baixos, são com apólices coletivas. Ou seja, o seguro de vida é feito para um grupo enorme de pessoas. Rodger Rego explica que as apólices coletivas permitem às seguradoras cancelar ou negar a renovação do benefício, desde que a mesma comunique com antecedência. “Imagine pagar um seguro de vida por 35 anos e depois de muito dinheiro investido nesta proteção, a seguradora decidir que não te quer mais como cliente?”, diz.

2 - Faça os exames de saúde
A falta de atenção na contratação do seguro de vida, especificamente nas avaliações de saúde, é outro problema comum. Uma proteção de vida responsável é aquela que exige histórico de saúde e exames para a contratação. “Com a omissão de informações de saúde, é possível que a apólice não seja paga no futuro sob acusação de falsa declaração de saúde. Os exames e documentação média é uma forma de proteger o cliente”, explica o especialista.

3 - Seguro não é investimento de longo prazo
Seguros de vida são seguros de vida, uma proteção para situações imprevisíveis, e não uma previdência ou investimento de longo prazo, de acordo com Rego. “Contratar um seguro resgatável pensando no resgate é errado, pois o valor pago muitas vezes supera em muito o valor resgatável. É mais eficiente rever os seus objetivos, se planejar financeiramente e aplicar em investimentos financeiros”, mostra.

4 - Gasto deve estar dentro do planejamento financeiro
Ao escolher uma apólice, é preciso avaliar o custo do investimento em seguro de vida quando comparados a sua renda familiar, perspectiva de renda futura e capacidade de poupança. Rodger Rego recomenda que “se o seguro comprometer uma parcela superior a 10% da renda anual, faça uma autoanálise sobre sua capacidade de poupança e futuros gastos para que oscilações financeiras futuras não o forcem a cancelar sua apólice”.

5 - Não tenha receio de procurar ajuda
Para entender de que forma o seguro de vida se encaixa em seu planejamento, é aconselhável avaliar uma série de fatores mais complexos sobre a apólice, a seguradora e condições de contrato. “É preciso avaliar a seriedade da seguradora, as características positivas e negativas das coberturas da apólice, os valores de cobertura, valores pagos pela apólice, necessidades de renovação de coberturas opcionais e históricos de pagamentos de sinistros por parte das seguradoras. Se isto for algo que foge do know-how do cliente, o mais indicado é ele buscar auxílio independente”, salienta.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS