Brasil, 22 de Novembro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

Segurado, esse elo perdido no seguro DPVAT

Um dos grandes desafios do seguro obrigatório DPVAT é a oferta de atendimento qualificado ao acidentado do trânsito. A solução está na participação efetiva das seguradoras consorciadas e dos corretores de seguros, instituindo um modelo atrativo que crie as condições favoráveis a esse engajamento.

Um dos grandes desafios do seguro obrigatório DPVAT é a oferta de atendimento qualificado ao acidentado do trânsito.

Não há como deixar de insistir: uns dos grandes desafios do seguro obrigatório DPVAT é a oferta de atendimento qualificado ao acidentado do trânsito, ou seu beneficiário, em todo o Brasil. As medidas até agora adotadas não têm como espoco principal este gargalo. Pouco se pensa e fala e o que é pior, pouco se faz a favor do segurado. Mesmo o Projeto Correios, tão criticado pelos corretores de seguros, ao que nos parece, não veio para solucionar a questão do atendimento, e sim para criar pontos de recepção de documentos. E sob esse aspecto, é iniciativa distante da oferta de um atendimento orientado e assistido.

Mais recentemente, outra decisão veio à baila: a centralização dos processos de sinistros DPVAT na Seguradora Líder, que, em seguida, fará uma redistribuição entre as seguradoras consorciadas. Não há como deixar de vê-la também como modelo que não leva em consideração o segurado, mais uma vez relegado. Não há nada mais acertado que possibilitar que a vítima do trânsito faça o pedido de indenização em sua cidade, local do acidente de trânsito, e ali seja atendido, livremente. A centralização do sinistro tende a retirar esse seu direito, alocando o seu processo de sinistro em uma seguradora a quilômetros e quilômetros de distância.

Acontece que as vítimas do trânsito são na maioria pessoas humildes e, não raro, com pouca instrução. É possível imaginar a dificuldade que eles têm de obter os documentos necessários à indenização, preencher formulários etc. Não é difícil imaginar também que nem todos têm acesso a internet. Sendo assim, o acompanhamento do processo vira um problemão e o mesmo se aplica à solução de pendências e o acesso a informações.

Antes disso, a centralização dos sinistros, prevista para começar em março, impõe, na verdade, séria incógnita. Como o segurado será atendido na ponta? As seguradoras não são estimuladas a abrirem pontos de atendimento Brasil à fora, bem como os corretores de seguros não são estimulados a operar no ramo. Onde e como será gerado o contato inicial que a vítima do trânsito precisa para pedir a indenização? Muitos corretores que vivenciam o DPVAT têm a resposta na ponta da língua: dentro dos hospitais, delegacias, funerárias, via intermediários. Então cabe a pergunta: A centralização dos sinistros vai estancar essa distorção?

Acredito que a solução para universalizar o acesso do segurado ao DPVAT – volto a insistir –, passa pela participação efetiva das seguradoras consorciadas, estimulando-as a abrir pontos de atendimento presencial em todo o País, bem como passa pelo estímulo aos corretores de seguros, como parceiros nessa empreitada. Para isso, é preciso instituir um modelo atrativo que crie as condições favoráveis a esse engajamento.

------------------------------------------------------------------------------------
Segs.com.br valoriza o consumidor e o corretor de seguros



Publicidade



Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS