Brasil, 20 de Junho de 2018

TOKIO MARINE SEGURADORA

+ F O N T E -

Hospital Ana Costa reduz o número de cesáreas

Índice caiu 11 pontos percentuais em três meses, com a implementação de ações voltadas à humanização do parto

Após dar início a um amplo programa de humanização do parto, em agosto de 2017, o Hospital Ana Costa conseguiu reduzir em 11 pontos percentuais o número de cesarianas. Por mês, são realizados cerca de 110 partos de todos os tipos na instituição. Para alcançar o resultado, houve investimentos na readequação da estrutura da maternidade e do fluxo de atendimento materno-infantil, em ações que estimulam o vínculo entre os pais e seus bebês e no treinamento de colaboradores.

O processo que levou à melhora dos índices englobou a adequação do 6º andar da unidade, que agora concentra todo o atendimento prestado antes, durante e depois do parto. No espaço, foi criado um quarto no qual a gestante é acompanhada por uma equipe de plantão desde a internação até a alta, realizando, inclusive, o parto nesse ambiente. No local, são feitos exercícios para aliviar a dor e facilitar a chegada do bebê, utilizando bolas e banquetas, além de outros processos que estimulam o parto normal. “A humanização é a nossa principal aposta para acolher melhor as mães e os bebês”, reforça Isabelle Tatsui, diretora do Hospital Ana Costa.

Outra novidade foi a criação de uma sala de extração do leite materno, na qual as mães que acompanham os bebês internados na UTI neonatal podem retirar seu leite e alimentar os filhos. Com a medida, caiu em 50% o consumo do alimento artificial que é dado aos pequenos.

Para estimular o vínculo entre pais e bebês no pós-nascimento, a instituição adotou o método canguru, que permite que o bebê tenha contato com a pele dos genitores e, dessa forma, possa se desenvolver melhor. Em 2018, o cuidado humanizado também norteará o tradicional curso de gestantes, oferecido pelo hospital há mais de 25 anos. No curso, as futuras mamães e acompanhantes recebem orientações sobre como amamentar, dar banho no bebê e cuidados com o cordão umbilical, entre outras. As informações são fornecidas por uma equipe multidisciplinar, formada por enfermeira obstétrica, obstetra, pediatra, nutricionista, fisioterapeuta e fonoaudióloga. A programação inclui um tour para conhecer a unidade e sanar todas as dúvidas sobre os cuidados.

O novo modelo de atendimento demandou também a contratação de uma enfermeira obstétrica especializada em atuação humanizada, que, por sua experiência com a Rede Cegonha (estratégia de atenção básica criada pelo Ministério da Saúde para estruturar a organizar o cuidado materno-infantil no país), tornou-se referência para o treinamento das equipes que dão suporte às gestantes. “Nossa meta para 2018 é ingressar no programa Parto Adequado, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que visa identificar modelos inovadores adotados por hospitais para valorizar o parto normal”, finaliza a diretora.

As mudanças na assistência materno-infantil do Hospital Ana Costa integram um amplo processo de investimentos em infraestrutura, qualidade e segurança do paciente, em andamento na instituição.


Publicidade

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

ADICIONE SEU COMENTÁRIO..::
Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::