Logo
Imprimir esta página

Presença da doula no parto pode reduzir pela metade as taxas de cesárea

Acompanhamento ajuda mulheres antes, durante e nos primeiros meses de vida do bebê

A gravidez é um momento único e de alegria na vida de um casal, mas pode ser também uma fase delicada do ponto de vista emocional, de constante angústia, ansiedade e insegurança. Neste caso, o apoio da família e amigos se torna essencial, mas este tipo de convívio e comprometimento reduziu bastante nos últimos anos, devido, principalmente, às mudanças da sociedade.

Antigamente, o suporte na hora do parto era feito por mulheres mais experientes como mães, irmãs mais velhas ou vizinhas – pessoas que já vivenciaram esta situação. Atualmente, o parto está sob responsabilidade da esfera médica e cada integrante da equipe especializada possui uma função, e sem total dedicação à futura mamãe. Mas afinal, neste cenário, quem se responsabiliza por cuidar do conforto e do emocional da gestante? Essa lacuna pode e deve ser preenchida pela doula.

Seu objetivo é dar total apoio a mãe e ao bebê, mas acaba sendo também um suporte ao acompanhante escolhido livremente, pela mulher grávida. Neste período, atua como uma interface entre a equipe de atendimento e o casal, esclarecendo os termos técnicos de difícil entendimento e orientando sobre o que deve esperar antes, durante e após o parto.

Formada em doulagem pelo Grupo de Apoio à Maternidade Ativa e personal organizer de quarto infantil, Janaína Gentili, destaca que o trabalho busca humanizar o parto e amenizar a indiferença do atendimento hospitalar.

“A assistência pode ser feita desde a organização do quarto infantil, da mala da maternidade, do plano de parto, até à amamentação. Na hora do parto, por exemplo, ajudamos na escolha de posições que possam reduzir as dores e aplicamos técnicas que aumentam a dilatação. Para evitar anestesias, as opções são exercícios, massagens relaxantes e banhos”, explica Janaína, que é advogada, especializada em Direito Cível, membro do IBDFAM e trabalha com mulheres usuárias do SUS, bem como as da rede privada na cidade do Rio de Janeiro. E, reforça: “Apesar de lidar diretamente com a grávida, a doula não realiza qualquer procedimento médico ou exames. Não substituímos qualquer equipe obstétrica”.

Cerca de três milhões de partos anuais são realizados no Brasil e mais de 50% com intervenção cirúrgica. Na rede privada, o número de cesárias chega a 84%, enquanto que na rede pública o percentual é menor, 40%. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que as taxas sejam de 10% a 15%. Em paralelo, pesquisas recentes apontam que a atuação da doula no parto pode reduzir em 50% as taxas de cesárea; 20% a duração do trabalho de parto; 60% os pedidos de anestesia; 40% o uso da ocitocina sintética (hormônio artificial que promove contrações); e 40% o uso instrumentos como o fórceps e o vácuo extrator.

A prática vai ao encontro das diretrizes do programa Humaniza SUS - Política Nacional de Humanização do Governo Federal. Recentemente, o Ministério da Saúde lançou uma lista de recomendações para humanizar o parto normal e reduzir as intervenções. Entre elas: permitir à mulher a posição que ela preferir durante o parto; presença de doulas e de acompanhante; e métodos de alívio para a dor, como massagens, banhos quentes e imersão na água.

“As recomendações do Ministério apenas reforçam a importância do trabalho das doulas no atual cenário do país e da liberdade de escolha das grávidas. Um parto saudável depende do bem estar das pessoas envolvidas”, conclui Janaína.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Copyright ©2002-2021 Clipping - Segs - Portal Nacional de Seguros, Saúde, Veículos, Informática, Info, Ti, Educação, Eventos, Agronegócio, Economia, Turismo, Viagens, Vagas, Agro e Entretenimento. - Todos os direitos reservados.- www.SEGS.com.br - IMPORTANTE:: Antes de Usar o Segs, Leia Todos os Termos de Uso.
SEGS é compatível com Browsers Google Chrome, Firefox, Opera, Psafe, Safari, Edge, Internet Explorer 11 - (At: Não use Internet Explorer 10 ou anteriores, além de não ter segurança em seu PC, o SEGS é incompatível)
Por Maior Velocidade e Mais Segurança, ABRA - AQUI E ATUALIZE o seu NAVEGADOR(Browser) é Gratuíto