Logo
Imprimir esta página

Alta taxa de óbitos por sepse expõe fragilidade da infraestrutura de saúde no Brasil

*Dr. Marcos Antonio Cyrillo

A Organização Mundial da Saúde calcula que, no mundo, cerca de 50 milhões de pessoas apresentem o quadro de sepse. Trata-se de um conjunto de manifestações graves no organismo produzido por uma infecção causada por vírus, bactéria ou fungo. No Brasil, são registrados, aproximadamente, 670 mil casos, com taxas de óbito de 50% anualmente. No mundo, o número de mortes relacionadas a esse quadro infeccioso é de 11 milhões.

A maioria dos pacientes que apresentam sepse se concentra em países de baixa e média renda (85%) e as crianças são as mais afetadas, com 40% dos casos e com 2,9 milhões de mortes por ano. Nas UTIs, o índice para esse quadro é de 50% em função das infecções adquiridas nas instituições de saúde, levando ao óbito, em média, 42% destes pacientes.

É preciso estar atento e com a realização de exames sempre em dia, pois mesmo os pacientes que sobreviveram ao quadro infeccioso não estão fora de perigo. Isso porque, a saúde fica fragilizada e, ao longo dos anos, há o risco de ter incapacidade física.

Diversos fatores contribuem para o desenvolvimento da sepse: extremos de idade, gravidez, doenças crônicas, como cirrose ou diabetes, uso de corticoides ou quimioterápicos, câncer, HIV, distúrbios imunológicos, uso de drogas injetáveis ou álcool, história de colocação de próteses cardíacas ou ortopédicas, entre outros.

Entre os sintomas que sugerem o quadro de sepse estão: febre, taquicardia, dificuldade para respirar, hipotensão e alterações funcionais de órgãos associados a um quadro de infecção, comumente pulmonar, urinária, abdominal ou de pele.

As medidas de prevenção e redução da mortalidade englobam a infraestrutura adequada de saúde, vacinação segura e efetiva - sendo que no Brasil temos o Programa Nacional de Imunizações (PNI) - fornecimento de água potável e rede de esgoto à população, nutrição balanceada, especialmente para as crianças, otimização da rede de assistência à saúde materna, prevenção das infecções relacionadas à assistência à saúde e prevenção e tratamento das doenças crônicas, tais como diabetes, cardiopatias e doenças pulmonares.

É importante ressaltar sobre a elaboração de protocolos das instituições de saúde para o diagnóstico e tratamento da sepse, reduzindo o impacto socioeconômico destas infecções.

* Dr. Marcos Antonio Cyrillo é médico infectologista do Hospital IGESP.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Copyright ©2002-2020 Clipping - Segs - Portal Nacional de Seguros, Saúde, Veículos, Informática, Info, Ti, Educação, Eventos, Agronegócio, Economia, Turismo, Viagens, Vagas, Agro e Entretenimento. - Todos os direitos reservados.- www.SEGS.com.br - IMPORTANTE:: Antes de Usar o Segs, Leia Todos os Termos de Uso.
SEGS é compatível com Browsers Google Chrome, Firefox, Opera, Psafe, Safari, Edge, Internet Explorer 11 - (At: Não use Internet Explorer 10 ou anteriores, além de não ter segurança em seu PC, o SEGS é incompatível)
Por Maior Velocidade e Mais Segurança, ABRA - AQUI E ATUALIZE o seu NAVEGADOR(Browser) é Gratuíto