Logo
Imprimir esta página

População não controla os principais fatores de risco e SOCESP faz campanha pelo Dia Mundial do Coração

Setembro, mês do coração, marca uma série de ações de conscientização em relação às doenças cardiovasculares, responsáveis pela principal causa de mortes no Brasil e no mundo, e de promoção para melhor qualidade de vida. A pandemia de Covid-19 trouxe maior atenção ao assunto, já que o vírus impacta mais nos cardiopatas.

A Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – SOCESP – constatou, em estudo feito com mais de 9.000 pacientes de ambos os gêneros em unidades básicas de saúde de 32 cidades paulistas, que as pessoas não controlam os principais fatores de risco para o coração. O Estudo Epidemiológico de Informações da Comunidade – EPICO – revelou que colesterol, hipertensão e diabetes tiveram um índice preocupante de controle de 0%. No caso do colesterol, analisado isoladamente, o controle foi de apenas 16%. Somente 25% apresentavam valores de glicemia dentro das metas preconizadas e a pressão arterial estava sem controle por 48% dos participantes.

No mês do Dia Mundial do Coração, comemorado em 29 de setembro, a SOCESP promove ações de conscientização em seu site e nas mídias sociais para promover mais qualidade de vida. O slogan da campanha da SOCESP é “Nós cuidamos do seu coração” e haverá dicas de alimentação saudável, prática de atividade física, combate ao estresse e informações para os fumantes deixarem o cigarro com segurança, além de uma série de vídeos gravados por integrantes dos oito departamentos multiprofissionais da SOCESP com especialistas em educação física, enfermagem, farmacologia, fisioterapia, nutrição, odontologia, psicologia e serviço social, além de um grupo de estudos sobre cuidados paliativos. Mudanças de hábito podem impactar em até 80% nas chances de uma pessoa sofrer um infarto ou AVC nos próximos 10 anos.

O EPICO demonstrou que as taxas de mortalidade cardiovascular no Estado de São Paulo não caíram, na última década, diferentemente do que ocorreu na maioria dos países comparados. “A explicação pode estar na falta de controle do colesterol, da hipertensão e do diabetes”, explica o presidente da SOCESP, João Fernando Monteiro Ferreira. Após o levantamento, a próxima etapa do EPICO será elaborar uma estratégia para efetivar uma maior atenção aos fatores de risco cardiovascular e impactar nos índices de mortalidade para reduzi-los.

“Além de levar informações confiáveis à população, já estamos atuando nisso, precisamos aperfeiçoar a atuação das equipes de saúde em práticas clínicas sustentadas por diretrizes médicas, melhorar da prescrição baseada em evidências e buscar maior adesão aos tratamentos”, afirma o coordenador de Estudos Populacionais da SOCESP, Otávio Berwanger.

Covid-19 e o coração

Durante a pandemia de Covid-19, a preocupação com as doenças cardiovasculares se torna ainda maior. “Não temos a completa dimensão e impacto que o coronavírus terá no futuro, mas sabemos que é essencial cuidar de nossos corações agora, já que os cardiopatas têm maiores complicações ao serem contaminados”, completa o presidente da SOCESP.

As doenças cardiovasculares matam, em todo o mundo, mais do que por qualquer outra causa: cerca de 17,9 milhões a cada ano, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. No Brasil, são 400 mil óbitos anuais. Boa parte dos fatores de risco para o coração é modificável, como a inatividade física, a dieta não saudável, a pressão arterial elevada, o uso do tabaco, o colesterol sem controle, a obesidade e excesso de peso. Os fatores não modificáveis são o histórico familiar e o diabetes, mas que podem ser atenuados.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Copyright ©2002-2020 Clipping - Segs - Portal Nacional de Seguros, Saúde, Veículos, Informática, Info, Ti, Educação, Eventos, Agronegócio, Economia, Turismo, Viagens, Vagas, Agro e Entretenimento. - Todos os direitos reservados.- www.SEGS.com.br - IMPORTANTE:: Antes de Usar o Segs, Leia Todos os Termos de Uso.
SEGS é compatível com Browsers Google Chrome, Firefox, Opera, Psafe, Safari, Edge, Internet Explorer 11 - (At: Não use Internet Explorer 10 ou anteriores, além de não ter segurança em seu PC, o SEGS é incompatível)
Por Maior Velocidade e Mais Segurança, ABRA - AQUI E ATUALIZE o seu NAVEGADOR(Browser) é Gratuíto