Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Cutias serão liberadas no Parque Nacional da Tijuca

A ação — que acontece nos dias 16 e 17 de maio — faz parte do projeto REFAUNA

Apesar de contar com uma extensa área verde de preservação e de abrigar uma das maiores florestas urbanas do mundo, o Parque Nacional da Tijuca é empobrecido de animais nativos. Na tentativa de reverter esse cenário, uma ação conjunta de pesquisadores da UFRJ e UFRRJ — em parceria com o corpo técnico do ICMBio, do RioZoo e do Instituto Conhecer para Conservar — libera 14 cutias (Daysprocta leporina) no local. A ação foi dividida em dois dias: nesta quinta-feira (16) e sexta-feira (17).

— A floresta do Parque Nacional da Tijuca passou por um processo de desmatamento e posterior reflorestamento que a transformou em uma floresta vazia, com poucos animais em seu interior. A reintrodução de espécies ajuda a devolvê-las a áreas onde tinham sido localmente extintas. Nós temos o compromisso com a conservação deste patrimônio — afirma Fernando Sousa, diretor Institucional e de Sustentabilidade do Grupo Cataratas e do Instituto Conhecer para Conservar.

Criadas soltas e convivendo ao lado dos visitantes do RioZoo e do Campo de Santana, as cutias ficaram em quarentena dentro do RioZoo, onde foram monitoradas pelas equipes de veterinários e biólogos, que realizaram exames para atestar a sua saúde.

— Ao serem reintroduzidas na natureza, as cutias terão o importante papel de restabelecer as interações ecológicas perdidas com a defaunação. As cutias têm papel fundamental na dispersão das sementes e ajudam a manter a floresta de pé — explica Catharina Kreischer, bióloga e pesquisadora do REFAUNA.

Após a soltura, as novas moradoras do parque serão acompanhadas por radiotelemetria e, futuramente, poderão ganhar a companhia de outros animais, como bugios, jabutis e araras.

Sobre o projeto REFAUNA

O projeto tem como objetivo reintroduzir espécies animais nativas da floresta do Parque Nacional da Tijuca, a fim de restaurar a fauna e as interações ecológicas locais. O REFAUNA é um projeto da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), UFRRJ e IFRJ apoiado tecnicamente e institucionalmente pelo Instituto Conhecer para Conservar, por Paineiras Corcovado, RioZoo e Parque Nacional da Tijuca. Em 2018, graças à parceria, foram liberadas oito cutias no Setor Serra da Carioca. Em 2018, graças à parceria, foram liberadas oito cutias no Setor Serra da Carioca. Iniciado em 2010, hoje, as cutias já estão na quarta geração nascida na Floresta e pode-se dizer que tem uma população estabelecida, ocupando uma área de mais de 130 hectares no entorno da área de soltura.

Sobre o Instituto Conhecer para Conservar

Criado pelo Grupo Cataratas — principal concessionária brasileira de serviços voltados ao turismo sustentável — o Instituto Conhecer para Conservar desenvolve projetos relacionados à valorização e recuperação da biodiversidade em unidades de conservação, uso de tecnologias sustentáveis e restauração de paisagens urbanas. Com isso, o grupo promove a conservação ambiental, a ecoeficiência e educação, que são utilizados como ferramentas para promoção de uma vida com mais equilíbrio ambiental e social.

Serviço:
Soltura de cutias no Parque Nacional da Tijuca
Dia: 16 e 17 de maio

Ponto de encontro: Parque Lage (16/5) e Centro de Visitantes Paineiras (17/5)
Horário: 11h


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo