Brasil, 16 de Novembro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

Mensagem... Decisão acertada...

  • Escrito ou enviado por  Redação do Momento Espírita
  • SEGS.com.br - Categoria: Mensagens
  • Imprimir
  • E-mail

É comum se ouvir falar a respeito do altruísmo do amor materno e do que é capaz, quando se trata de preservar a vida ou a felicidade dos filhos.

O caso de Michelle é um desses. Ela, o marido e o filho de seis anos, haviam acabado de se mudar para a casa dos seus sonhos.

Estilo colonial, cinco quartos, terreno espaçoso.

O menino começara a freqüentar o Jardim de Infância e a ocasião era ideal para ter um segundo filho.

Nos seus 6 anos, James acreditava que Deus ouvira suas preces e um irmão ou irmã estava a caminho.

Tudo era esperança e alegria, até o médico suspeitar da existência de um tumor na mama direita de Michelle.

Ela só conseguia pensar: Eu vou morrer. Eu quero ficar com o meu filho. Eu não vou contar aos meus pais que tenho câncer.

O diagnóstico veio após três biópsias e uma ultrassonografia.

O tumor tinha menos de um centímetro e era receptor de estrogênio positivo.

O que deveria ser uma vantagem, no caso de Michelle, grávida, significava que ele se alimentaria da maior quantidade possível de estrogênio em sua corrente sangüínea.

Quer dizer: ele cresceria com acelerada rapidez.

A especialista a quem foi encaminhada aconselhou que ela interrompesse a gravidez.

Isso lhe permitiria extirpar o tumor e se submeter à quimioterapia. Ela poderia voltar a engravidar em cinco anos.

Por que tirar o meu bebê? Pensava Michelle.

Por que devo eliminar meu filho para eu viver?

Por que não posso optar por uma mastectomia e ficar com meu bebê?

Finalmente, para desespero de seu marido e de sua irmã, que acompanhava o caso, Michelle optou por se submeter a uma mastectomia.

Ela poderia amamentar seu filho, porque não faria radiação nem quimioterapia.

E encontrou um aliado em sua luta pela vida. Seu obstetra estava disposto a apoiá-la.

Essa decisão significava que não teria que eliminar a vida que pulsava em seu ventre.

E como pulsava.

Quando despertou, após realizada a cirurgia para a retirada total da mama direita, seu marido chorava ao seu lado.

O obstetra entrou e colocou o monitor fetal para escutar as batidas cardíacas do bebê.

Estaria tudo bem com ele? A expectativa era enorme. O silêncio ainda maior.

Então, o monitor disparou e o som das batidas daquele coraçãozinho parecia gritar: Obrigado. Obrigado.

Michael nasceu perfeito e saudável.

Três anos depois, até a dolorosa e demorada reconstituição da mama está superada pela alegria dos filhos e do marido.

Michael é um apaixonado pelo irmão. Abraça-o muitas vezes e diz: James, meu irmão!

Quando Michelle contempla essa cena, sua voz falseia.

Ela recorda que poderia ter perdido tudo isso.

E agradece a Deus por ter feito a correta opção. Por ter atendido ao amor e preservado, embora com grande sacrifício, a sua e a vida de seu filho.

Quando ora a Deus, não somente externa seus agradecimentos, mas especialmente lhe diz:

Obrigada, meu Deus, por eu ter escutado a voz da vida. Obrigada pela minha vida, pela vida de Michael.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo