Brasil, 21 de Setembro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

Mesangem... Retorno para a vida

  • Escrito ou enviado por  Redação do Momento Espírita
  • SEGS.com.br - Categoria: Mensagens
  • Imprimir
  • E-mail

Retorno para a vida

Ele conseguira tudo que idealizara: casara com uma moça dotada de inteligência e beleza. Era gerente de vendas de uma empresa importante.

Tomava parte ativa na comunidade. Seus dois filhos estavam na Universidade.

Tudo era felicidade. Então, o filho mais velho pôs termo à existência. Porque o fizera, era um mistério.

Fred e a esposa se propuseram a travar uma batalha contra o desânimo. Quando ele pensou que estivessem vencendo a luta, num dia de inverno, ela realizou o mesmo ato insano do filho.

Essa segunda tragédia fez com que Fred alimentasse a ideia de que, de alguma forma, ele fora a causa real de tudo.

Passou a evitar os amigos, fechou-se em seu quarto. Acabou sendo internado em um hospital para doentes mentais. E ele só tinha um pedido: que o deixassem a sós.

Durante dois anos, ele ficou apático, resistindo a todas as terapias.

Não abria as cartas do filho, em serviço militar no sul do Pacífico. Muito menos as respondia.

Quando ele veio visitá-lo e avançou de braços abertos, Fred voltou o rosto para a parede e se recusou a dizer qualquer palavra.

Quando um novo médico se aproximou dele e lhe propôs uma tarefa, Fred se sentiu muito ofendido.

Era preciso organizar os inúmeros livros, recebidos em doação. Que fossem separados em histórias de detetives, ficção e não ficção. Depois, colocá-los nas estantes.

Um detalhe importante: ele não precisaria dizer nenhuma palavra.

De mau humor, Fred se levantou e foi ao porão. Ao menos, iria trabalhar sozinho.

Sem o menor interesse, foi separando os livros em pilhas. De repente, um nome, escrito em dourado, numa capa desgastada: Harry Emerson Fosdick.

Como um raio, sua mente evocou o passado. Aquele era o piloto amigo do seu irmão.

Lembrou do irmão, da família, da sua vida. Todo o passado retornou de roldão. Levou o livro para seu quarto e o leu até a madrugada: O poder de suportar as vicissitudes.

Por mais que a vida nos possa dar ou tirar, estava escrito, uma coisa é absolutamente indispensável: que o homem não perca a fé em si mesmo; que conserve a honra imaculada aos próprios olhos.

Ele se deu conta de que quando abandonara a vida antes que a partida terminasse é porque havia perdido a fé.

Pensou no filho Randall: a morte lhe levara o irmão e a mãe. A doença lhe tirara o pai. Mas ele continuara a lutar.

Eu te saúdo a coragem, a luta, a perseverança, meu filho. Pensou, desolado.

Até aquele instante, Fred não quisera ficar bom. Continuava a não querer. Entretanto, sabia que precisava querer ficar bom.

Precisava voltar para a partida que abandonara para poder restaurar o respeito próprio.

E leu novamente: A fé vital em Deus comunica ao homem um íntimo poder, uma visão espiritual: na companhia divina ele se provê de novas forças.

Naquele dia, principiou a retornar para a vida. Para seu filho, sua nora, um trabalho pela comunidade.

Era como desfrutar da bênção de nascer de novo, sentindo a renovação da alma.

Ele não estava só. Estava sob a guarda de Deus e, então, poderia enfrentar o mundo, sem medo.

Pensemos nisso e jamais nos permitamos o abandono da luta. Deus segue conosco.

Redação do Momento Espírita, com base no artigo Retorno à vida, de Fred Raymond Gilpatric, de Seleções Reader’s Digest, de abril 1948.
Em 14.3.2017.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo