Logo
Imprimir esta página

Quase metade do setor de construção reclama de falta ou alto preço de insumos

Sondagem Indústria da Construção mostra que o problema atinge 47,3% das indústrias da construção civil. Esse é o sexto trimestre consecutivo que o problema aparece em destaque

A falta ou o alto preço dos insumos e da matéria-prima é apontado como principal problema enfrentado por 47,3% das indústrias da construção civil no quarto trimestre de 2021. É o que mostra a Sondagem Indústria da Construção, da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Esse fato preocupou o setor durante segunda metade de 2020 e todo o ano de 2021. Os dados mostram que o problema foi mais disseminado no início de 2021, quando atingiu 57,1% das empresas entre janeiro e março, mas, mesmo assim, o volume de indústria que precisa lidar com ele ainda é bastante elevado. Foram entrevistadas 434 empresas entre 3 e 14 de janeiro de 2022.

“O percentual de empresas que assinalou a falta ou o alto custo de matéria-prima como o principal problema caiu 9,8 pontos percentuais na comparação com o primeiro trimestre de 2021. O problema começou a ceder, mas ainda é bastante relevante, porque foi justamente isso que limitou a atividade do setor no passado. É importante deixar claro que essa queda não significa que esse problema está superado”, explica o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo.

O índice do preço médio dos insumos da indústria da construção ficou em 70 pontos no último trimestre de 2021, uma queda de 7,5 pontos em relação ao trimestre anterior. É o segundo trimestre consecutivo em que há uma desaceleração do ritmo de aumento de preços dos insumos e matérias-primas. Mesmo assim, o índice segue elevado. O índice varia de 0 a 100 e valores acima de 50 pontos indicam aumento do preço dos insumos. Quanto mais distante de 50 pontos e mais próximo de 100, maior é o aumento. No primeiro trimestre de 2020, o índice estava em 55,6 pontos.

Utilização da capacidade operacional é a maior em sete anos

A Utilização da Capacidade Operacional (UCO) ficou em 66% em dezembro de 2021. Esse patamar é superior ao registrado nos últimos sete anos e equivalente ao nível de utilização da capacidade observado em novembro de 2014, quando a indústria da construção se encontrava em um ciclo de forte crescimento.

Construção segue confiante, mas ainda não recuperou nível de otimismo pré-pandemia

O Índice de Confiança do Empresário (ICEI) da indústria de construção avançou 0,3 ponto, para 55,8 pontos.

Por estar acima da linha divisória de 50 pontos, que separa a confiança da falta de confiança, o índice é indicativo que os empresários estão confiantes. O nível de confiança, entretanto, está abaixo do observado em janeiro de 2020 e 2019, quando o ICEI registrava, respectivamente, 64 pontos e 63,7 pontos.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Copyright ©2002-2022 Clipping - Segs - Portal Nacional de Seguros, Saúde, Veículos, Informática, Info, Ti, Educação, Eventos, Agronegócio, Economia, Turismo, Viagens, Vagas, Agro e Entretenimento. - Todos os direitos reservados.- www.SEGS.com.br - IMPORTANTE:: Antes de Usar o Segs, Leia Todos os Termos de Uso.
SEGS é compatível com Browsers Google Chrome, Firefox, Opera, Psafe, Safari, Edge, Internet Explorer 11 - (At: Não use Internet Explorer 10 ou anteriores, além de não ter segurança em seu PC, o SEGS é incompatível)
Por Maior Velocidade e Mais Segurança, ABRA - AQUI E ATUALIZE o seu NAVEGADOR(Browser) é Gratuíto