Brasil, 11 de Dezembro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

Pesquisa revela que 35,7% dos consumidores devem gastar mais de R$500 na Black Friday

Em parceria com Opinion Box, Social Miner estuda o comportamento e intenção de compra do consumidor brasileiro para a data comercial mais aguardada pelo varejo

São Paulo, novembro de 2019 - A Social Miner , empresa que une dados de consumo, tecnologia e humanização para ajudar sites a otimizarem seus resultados, se uniu a Opinion Box e lançou sua pesquisa de intenção de compra para a Black Friday 2019. A data está entre as que mais movimentam o varejo online e deve faturar R$ 3,3 bilhões para os e-commerces neste ano, crescendo 15% em relação a 2018, segundo projeção do NeoTrust.

O material aponta que apenas 1,1% dos respondentes não conhecem ou não sabem o que é a Black Friday. Ou seja, o evento já se consolidou no mercado e a maioria (98,9%) dos consumidores brasileiros o conhecem. Porém, não é só isso: 78,9% desse público tem a intenção de aproveitar as ofertas do período e 18,3% ainda está na dúvida, restando apenas 2,8% que não deve comprar.

Por se tratar de uma data comercial com foco em grandes descontos e negócios vantajosos para o consumidor, é natural que preços competitivos e promoções sejam os aspectos mais relevantes para a escolha de uma loja, com representatividade de 83,3% e 73,7% entre o público - que pôde optar por mais de um fator na pesquisa, daí a soma superior a 100%.

No entanto, o estudo da Social Miner descobriu que as pessoas também valorizam itens como o valor do frete, importante para 43,2% do público; facilidade no pagamento, opção de 30,1%; além de facilidades na hora da compra e bom prazo de entrega, que ficaram tecnicamente empatados, com 23,7% e 23,6%.

Outro dado relevante é que 54,4% das pessoas afirmaram que desistiriam de uma compra caso não confiassem que o desconto é real. Somado a isso, 51% dos consumidores responderam que o valor do frete pode ser um impeditivo para comprar na Black Friday, enquanto 49,2% e 47,1% destacaram a falta de opções de produtos (tamanhos, cores, modelos) ou notas baixas em sites de reputação como fatores para desconsiderar uma loja, respectivamente.

Daí a necessidade das marcas investirem, constantemente, na sua reputação a fim de ganhar a confiança dos consumidores, além de manter um planejamento para ter estoque disponível na data, de modo que não faltem opções dos produtos que se pretende anunciar no período da Black Friday.

Já na hora de quitar os pedidos, a maior parte dos consumidores parece já ter fechado um orçamento para data, sendo que 35,7% devem fazer pedidos acima de R$500. Outros 10,6% deve ficar entre R$201 e R$300; 10,5% entre R$401 a R$500; e 9,2% entre R$101 e R$200. Na faixa de investimento de R$301 a R$400, são 7% dos brasileiros que desejam desembolsar esse valor, enquanto 20% não definiram quanto devem investir no período e apenas 1,4% definiu investir até R$50.

Além disso, a pesquisa identificou que 19,1% do público engajado com o evento pretende antecipar a pesquisa por ofertas em mês, enquanto 18,2% deve começar a busca por promoções com quinze dias de antecedência. Já 13,7% das pessoas pretendem procurar as melhores ofertas somente uma semana antes; 4,7% apenas na véspera e, por fim, 7,9% vão esperar o grande dia, em 29 de novembro.

Para 57,7% dos consumidores, os sites de busca (como Google e Bing) serão a principal ferramenta para pesquisar as promoções. Em seguida, o público vai recorrer aos sites comparadores de preços (45,1%), mas também aos próprios e-commerces (41,5%) e às redes sociais, como Facebook e Instagram das marcas (35,1%).

Quando se trata de Black Friday, os consumidores conectados e por dentro do universo dos e-commerces preferem, em sua maioria (42,2%), pesquisar por ofertas e comprar online, sendo que apenas 22,5% afirmaram que devem pesquisar e comprar exclusivamente em lojas físicas durante o período da Black Friday. Portanto, a maior parte do público (77,5%) é influenciado, em algum nível, pelo meio digital - seja durante a pesquisa por promoções ou na hora da compra, demonstrando a importância de que as marcas estejam presentes nos ambientes online, mesmo que só atuem no varejo físico.

Por fim, o estudo da Social Miner e Opinion Box revela também as categorias de produtos preferidas para esse ano. Com 53,8%, o setor de eletrônicos é aquele que promete vender mais. Em seguida, 47,3% das pessoas responderam que estão de olho nos eletrodomésticos e 40,7% nos itens de Moda e Acessórios.

Sobre a Social Miner

Fundada em 2014 por Ricardo Rodrigues e Roger Mattos, a Social Miner é uma empresa especializada em dados de comportamento do consumidor online, com uma base superior a 36 milhões de cadastros, que desenvolveu a exclusiva metodologia de People Marketing. Através de inteligência própria e humanização, compreende a jornada de compra de cada usuário e identifica a linguagem e contexto ideais para se comunicar com cada um, ajudando sites e e-commerces a aumentar suas conversões.

Entre seus mais de 100 clientes, estão grandes players do mercado, como Nike, Natura, Wine, Brasil Brokers e EAD Laureate. Em 2018, recebeu aporte do Canary, fundo de investimento especializado em startups em estágio pré-série A.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS