Brasil, 14 de Outubro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

Produção industrial cresce 7% no Centro-Oeste, diz estudo do Ipea

Integração ao mercado internacional impulsionou o crescimento do setor

A produção industrial do Centro-Oeste brasileiro apresentou taxa de crescimento superior à média nacional. O diagnóstico faz parte de uma análise do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre o desenvolvimento econômico da região. A pesquisa revela que o Centro-Oeste teve crescimento industrial de 7% entre 1999 e 2016, superando as regiões Norte, com 5,2%, e Nordeste, com 3,5% no mesmo período.

Os indicadores mostram que a integração do setor produtivo local ao mercado internacional alavancou o crescimento industrial do Centro-Oeste. A análise do Valor Bruto de Produção Industrial (VBPI) – estabelecido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – confirma o ciclo de crescimento industrial na região influenciado pelo comércio exterior. Por outro lado, observa-se o aumento da dependência em relação ao mercado globalizado, com destaque para a China e países da União Europeia.

“A presença do comércio exterior permitiu dobrar a taxa de crescimento industrial do Centro-Oeste no período observado quando comparado ao Nordeste. Isso coloca a região acima da média nacional em relação à taxa de crescimento anual na atividade industrial do país ”, afirma o pesquisador Murilo Souza Pires Murilo, autor do estudo. A pesquisa aponta, ainda, que as importações da região Centro-Oeste passaram de 0,8% do total nacional nos anos 1990 para 5,5% em 2016.

Os indicadores mostram que dez segmentos específicos impulsionaram a produção industrial no Centro-Oeste em 2016. Os produtos alimentícios representaram 54% da atividade industrial, seguidos de derivados de biocombustíveis (10,2%), e produtos químicos (8,3%). Também foi observada tendência de crescimento na taxa de exportações de produtos derivados agrícolas da soja e do milho.

Desenvolvimento Regional

O estudo mostra que entre os estados da região Centro-Oeste, Goiás apresentou maior contribuição para o crescimento industrial no período verificado. O agronegócio continua a ser o setor predominante, tendo impactos na indústria. Além disso, o estado respondeu, na média das duas últimas décadas, por quase 50% da atividade produtiva industrial. Na sequência aparecem Mato Grosso, com 27%, e Distrito Federal, com 4%.

Leia a íntegra do estudo: http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=35021&Itemid=444


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

NEWSLETTER SEGS