Brasil, 24 de Agosto de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

5 Formas de não cair em golpes de pirâmides financeiras

Empreendedor e especialista brasileiro em gestão de ativos, Rudá Pellini, dá dicas de como enfrentar os perigos e não cair em armadilhas. Ele está à frente da Wise&Trust, nos Estados Unidos

Cada vez é mais comum encontrar ofertas aparentemente irresistíveis de investimentos, oferecendo retornos muito acima da média, ainda por cima, com a suposta rentabilidade garantida. Agora, uma nova onda de investimentos suspeitos de prática de pirâmide financeira cresce pelo Brasil.

Os supostos esquemas, agora, envolvem as moedas virtuais, ou criptomoedas, como o bitcoin. As empresas prometem ganhos de até 50% ao mês sobre o capital aportado pelos investidores. O desconhecimento por parte do público a respeito desses temas permite que um número cada vez maior de golpes ocorram e milhares de pessoa sejam vítimas.

Essas empresas estão sob a mira do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e da Procuradoria da Fazenda Nacional. Nos últimos meses, as autoridades fecharam o cerco sobre esses grupos que, segundo a polícia, apresentam-se disfarçados de empresas de investimentos.

Em busca de "dinheiro fácil", há relatos de diversas vítimas que investiram todas as suas economias e algumas até tendo tomado empréstimo no banco ou vendendo suas casas para acabar aportando os recursos nesses projetos que acabam por se mostrando serem golpes.

De acordo com as autoridades, o alto crescimento desses negócios está no fato de que eles realmente pagam aquilo que prometem no início aos participantes. O dinheiro para os saques seria proveniente dos novos aportes, realizados pelo crescimento da base de clientes, e não resultado dos investimentos que eles dizem realizar.

Para se ter uma ideia, enquanto uma aplicação de renda fixa como um CDB emitido por um banco de grande porte rende entre 5% e 6% ao ano, as empresas que operam nesse modelo divulgam lucros de 20%, 30% e até 50% ao mês sobre o capital investido.

O especialista Rudá Pellini dá 5 dicas de como evitar cair em golpes e entrar em pirâmides financeiras.

Prometeu rendimentos altos ou garantiu o resultado, provavelmente é golpe. Como fachada, diversas atividades podem ser alegadas (Trading, Forex, Arbritagem etc)

Use a internet a seu favor! Pesquise sobre o nome da empresa, do vendedor e dos executivos que estão à frente do negócio. Provavelmente, na primeira busca, você já encontrará informações para desmascarar o golpe. A Comissão de Valores Mobiliarios (CVM) e o Reclame Aqui também são boas fontes de consulta.

Faça o cálculo de juros compostos. R$1000 com 15% de rendimento ao mês durante 5 anos, transformam-se em R$ 4,3 milhões. Em 10 anos você estará na lista de bilionários da Forbes. O que realmente é algo fora de cogitação para qualquer produto disponível no mercado.

Pergunte sobre os riscos do investimento. Geralmente os golpistas tentarão persuadí-lo com falsas garantias (imóveis, patrimônio etc) que, na maioria das vezes, sequer existe. Empresas legítimas serão muito transparentes sobre os riscos envolvidos ou prometerão garantias reais e palpáveis.

O ego é seu inimigo! O chamariz desses golpes é mostrar pessoas que tiveram resultados, com carros e joias caras, viagens internacionais e voos em jatos particulares e helicópteros. Talvez essa pessoa seja até alguém próximo de você que vai falar para tentar te convencer a não perder a melhor oportunidade da sua vida. Não caia nessa, é só mais um golpe do bilhete premiado.

Sobre Rudá Pellini

O empresário deu início cedo em sua carreira no empreendedorismo, começando nos negócios aos 14 anos com uma agência de design. Aficionado por tecnologia e inovação, em 2015 passou a estudar sobre blockchain e criptomoedas e o impacto que essa tecnologia teria no futuro do dinheiro e dos investimentos. Após ter passado por algumas startups, em outubro de 2017, fundou nos Estados Unidos a Wise&Trust, uma startup que desenvolve Inteligência Artificial aplicada na gestão de ativos, onde atua como responsável pela área de novos negócios.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário
Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

NEWSLETTER SEGS