Brasil, 6 de Dezembro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

SindusCon-SP: emprego na construção brasileira cresceu 2,89% no primeiro semestre

Setor criou 65.727 vagas no país no primeiro semestre do ano

O nível de emprego na construção civil brasileira registrou variação positiva de +0,64% em junho na comparação com o mês anterior. Foram abertos 14.828 postos de trabalho no período.

No acumulado dos seis primeiros meses de 2019, a variação é de +2,89%, equivalente a 65.727 postos de trabalho. Na comparação do primeiro semestre de 2019 com o mesmo período do ano passado, a variação é de +1,03% (23.463 postos de trabalho). Ao final de junho, o setor empregava 2.338.204 trabalhadores em todo o país.

Ao se dessazonalizar* as informações, o emprego na construção civil brasileira teria registrado crescimento de +0,47% em junho (+10.988 postos de trabalho). Os dados são da pesquisa mensal do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) realizada em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), com base em informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do governo federal.

“Embora a criação de empregos na indústria da construção no primeiro semestre seja positiva, o ritmo ainda se mostra muito lento. Além da Reforma da Previdência, esperam-se medidas de peso para elevar a demanda do setor", afirma o presidente do SindusCon-SP, Odair Senra.

Segundo ele, "a retomada mais firme de obras de infraestrutura depende de novas concessões e privatizações. No âmbito imobiliário, novas quedas de juros e facilidades no acesso ao crédito seriam benéficas. E na habitação de interesse social, causa muita preocupação o contingenciamento dos recursos do Orçamento, que está motivando atrasos de pagamento nas obras contratadas e insegurança das empresas em realizar novas contratações".

Segmentação

No mês de junho, comparado com o mês anterior, o emprego no segmento de Obras de Acabamento foi o único que apresentou variação negativa -0,26%. Todos os demais segmentos da construção registraram crescimento, sendo os mais significativos: Infraestrutura (+1,79%), Preparação de terreno (+1,15%), Serviços de Engenharia e Arquitetura (+0,68%) e Incorporação de imóveis (+0,08%).

No primeiro semestre do ano todos os segmentos apresentaram crescimento sendo os mais relevantes: Infraestrutura (+4,22%), Preparação de Terreno (+4,14%), Obras de Instalação (+3,78%), Engenharia e Arquitetura (+3,15%) e Obras de Acabamento (+2,83%).

Regiões do Brasil

Em relação às cinco regiões do país, em junho todas apresentaram variação positiva na comparação com o período anterior: Norte (+1,81%), Nordeste (+1%), Centro-oeste (+0,61%), Sudeste (0,58%), Sul (+0,03%).

No acumulado do primeiro semestre, a região Norte foi a única que apresentou variação negativa de -3,46% (caindo para 124.661 empregados). No mesmo período, as demais regiões registraram: Nordeste, 1,89% (elevando-se para 443.292 empregados), Sudeste 3,54% (elevando-se para 1.192.594 empregados), Sul 3,60% (elevando-se para 388.089 empregados) e Centro-oeste 4,19% (elevando-se para 189.568 empregados).

Estado de São Paulo

O emprego na construção paulista em junho registrou variação de +0,48%, comparado a maio, resultando em 3.076 novos postos de trabalho. Ao final daquele mês, a construção paulista empregava 641.137 trabalhadores.

Desconsiderando efeitos sazonais, houve um crescimento de 0,47% (+3.010 empregados) no período.

Na comparação com o primeiro semestre de 2019 com o mesmo período do ano anterior, a variação é de +0,50% (+3.177 empregados). No acumulado do ano, a variação foi positiva em 2,67%, o que totalizou 16.691 trabalhadores.

Em junho, na comparação com o mesmo mês anterior, todos os segmentos apresentaram variações positivas sendo os destaques para Engenharia e Arquitetura (+1,97%), Obras de instalação (+0,63%) e Imobiliário (+0,27%).

Município de São Paulo

Na capital paulista, que respondeu por 42,65% do total de empregos no setor no estado, houve um crescimento de 0,89% (2.415 vagas) no mês de junho e de +1,89% (5.076 vagas) no semestre na comparação com o mesmo período do ano anterior. A região empregava em junho 273.462 trabalhadores.

Entre as regionais do SindusCon-SP, registraram aumento no mês de junho na comparação com maio: Santos (+3,12%, 663 vagas), Santo André (+0,94%, 368 vagas), Campinas (+0,65%, 458 vagas) e São José dos Campos (0,10%, 55 vagas). Todas as demais regionais apresentaram variação negativa nesta forma de comparação.

*A dessazonalização é um tratamento estatístico que tem como objetivo retirar efeitos que acontecem tipicamente em um mesmo período do ano.

Sobre o SindusCon-SP

O SindusCon-SP é a maior associação de empresas da indústria da construção na América Latina. Congrega 850 construtoras associadas e representa as cerca de 50 mil empresas de construção residencial, industrial, comercial, obras de infraestrutura e habitação popular, localizadas no Estado de São Paulo. Tem sede na capital paulista, e representações em nove regionais e uma delegacia nos principais municípios do Interior. A construção paulista representa 27,6% da construção brasileira, que por sua vez equivale a 4% do PIB brasileiro.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS