Brasil, 18 de Agosto de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

A Relação entre o Banco Central dos Estados Unidos e os mercados

  • Escrito ou enviado por  Angélica Consiglio
  • Adicionar novo comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Economia
  • Imprimir

Por Didier Saint-Georges, Membro do Comitê de Investimento

No final do ano passado, os mercados financeiros temeram que o maior rigor da política monetária do Federal Reserve (FED), o Banco Central dos Estados Unidos, pudesse arrastar a economia dos EUA para a recessão. A reviravolta do FED, porém, foi suficiente para reacender um grande otimismo. Se for evitada uma recessão, e as taxas de juros permanecerem garantidamente baixas, teremos um cenário suficientemente dourado para justificar o retorno do índice S&P aos picos observados em setembro de 2018. Entretanto, o fato é que o Federal Reserve apenas parou de aumentar suas taxas de juros, não tendo ainda começado a, de fato, implementar o anunciado afunilamento da redução do seu balanço.

Apesar da sensação de otimismo, no entanto, a economia dos Estados Unidos continuou a acumular sinais de fragilidade, em particular no pilar essencial das despesas de consumo. Com o habitual defasamento, a carga de custos de crédito mais elevados, vista em 2018, começa agora a pesar sobre as despesas das famílias. E os preços elevados dos imóveis começam a gerar graves problemas de acessibilidade - ainda que as taxas de crédito à habitação sejam mais baixas -, com os jovens sendo forçados a arrendar propriedades, promovendo o aumento de suas rendas. Com isso, as vendas de casas existentes diminuíram 5,4%, face ao ano anterior. A questão adicional é a resiliência persistente do dólar norte-americano. Poder-se-ia pensar que uma economia norte-americana mais fraca, no momento em que aparecem os primeiros “rebentos verdes” na China, seria capaz de beneficiar outros mercados emergentes (e também exportadores europeus), o que deveria enfraquecer a moeda norte-americana. Mas não foi este o caso. Assim, estamos começandop a ver surgir algumas tensões de liquidez no sistema financeiro dos EUA.

Uma questão adicional é atualmente o aumento dos custos da energia. Sendo os Estados Unidos, agora, um exportador líquido de petróleo, os preços mais elevados do petróleo reduzem os desequilíbrios externos relativos da economia. Como tal, perversamente, o efeito é que essa estabilidade contribui para um dólar mais forte, enfraquecendo ainda mais as expectativas de inflação, as despesas de consumo e, com isso, prejudicando a recuperação da China e dos mercados emergentes. É cada vez mais evidente que o FED terá de considerar tomar medidas expansionistas mais concretas, se pretende estabilizar a deterioração da economia dos Estados Unidos.

Sobre a Carmignac

Fundada em 1989 por Edouard Carmignac e Eric Helderlé, a Carmignac é uma das principais gestoras de ativos da Europa. O capital da empresa é integralmente detido pelos seus gestores e funcionários. Essa estrutura acionária estável assegura a viabilidade da companhia para o futuro, e reflete seu espírito de independência. Esse valor fundamental garante a liberdade necessária para uma gestão bem-sucedida a longo prazo. Com mais de € 60 bilhões* de ativos sob sua gestão, a Carmignac desenvolveu uma gama de 17 fundos de investimento que cobrem todas as classes de ativos – ações, títulos e diversificados –, de forma a poder responder às expectativas dos investidores. Os fundos são comercializados ativamente em 11 países europeus: França, Luxemburgo, Suíça, Bélgica, Itália, Alemanha, Espanha, Holanda, Áustria, Suécia e Reino Unido. Como parte do seu desenvolvimento internacional, a Carmignac possui filiais em Luxemburgo e Frankfurt, além de escritórios em Madrid, Milão e Londres. Seus fundos estão igualmente registrados em Singapura e Taiwan e destinam-se aos investidores profissionais. Para mais informações, acesse: www.carmignac.com


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário
Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::