Programas brasileiros de segurança com agroquímicos são temas de evento realizado por órgãos de Governo do Chile

Hamilton Ramos Hamilton Ramos

Principal foco de interesse de autoridades daquele País, programa Quepia reduziu de 80% nos anos de 1980, para 20% nos dias atuais, a reprovação a padrões de qualidade de produtos da indústria de vestimentas agrícolas

A Autoridad Salud Publica (ASP) e a área de fiscalização do Ministério do Trabalho do Chile promovem na próxima semana, nos dias 20 e 21, na capital daquele país, um evento centrado na utilização de defensivos agrícolas e na proteção do trabalho rural ante tais produtos. Na ocasião, três projetos da área desenvolvidos no Brasil, pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) do Estado de São Paulo, serão apresentados às autoridades chilenas pelo pesquisador científico Hamilton Ramos.

Ramos coordena no Centro de Engenharia e Automação do Instituto Agronômico (CEA/IAC), sediado na cidade de Jundiaí, aos programas Aplique Bem, IAC-Quepia de Qualidade de Equipamentos de Proteção Individual na Agricultura e Unidade de Referência. Com ênfase no manuseio de agroquímicos, essas iniciativas são ancoradas em parcerias com o setor privado e reconhecidas por benefícios transferidos a pequenos produtores da agricultura familiar e a grandes propriedades do agronegócio.

O encontro de Santiago também tem o Consórcio Internacional de Equipamentos de Proteção Individual na Agricultura entre os organizadores. A entidade, formada por pesquisadores de 10 países, conta com o CEA/IAC entre seus coordenadores-líderes. Outro destaque do evento será a pesquisadora da Universidade de Maryland (EUA), Anugrah Shaw, renomada cientista que atua em parceria com o CEA/IAC no desenvolvimento de estudos sobre riscos químicos na atividade agrícola conforme normas da ISO Internacional.

Exposição a agroquímicos - O principal foco de interesse das autoridades da Saúde e do Trabalho do Chile neste momento, de acordo com Hamilton Ramos, é o programa IAC-Quepia de Qualidade de Equipamentos de Proteção na Agricultura. Conforme o pesquisador, a iniciativa, com 13 anos completados no mês de junho último, tem por objetivo avaliar, determinar e certificar – ou não – aos produtos da indústria de vestimentas e luvas protetivas, itens sistematicamente utilizados nas operações de aplicação de agroquímicos.

Segundo Ramos, a atuação do programa IAC-Quepia foi determinante para reduzir, no Brasil, a reprovação da qualidade de vestimentas protetivas agrícolas, na proporção de 80%, nos anos de 1980, para 20% nos dias atuais.

Recentemente, com investimento de R$ 400 mil captados junto à iniciativa privada, o Quepia ganhou ainda um novo laboratório de pesquisas. “Essa inovação nos colocou em situação de igualdade com a pesquisa de ponta empreendida na área pela comunidade científica internacional, sobretudo na Europa e nos Estados Unidos”, assinala Ramos.

“A expectativa é que a reunião amplie a troca de informações entre Brasil e Chile com vistas a compartilhar conhecimento, inovação e a reduzir continuamente a exposição do trabalho rural aos agroquímicos nos dois países”, continua o pesquisador.

Participam ainda do evento de Santiago entidades representativas do setor de defensivos agrícolas, como a chilena Anasac e também da indústria global de vestimentas protetivas.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo