Brasil, 12 de Dezembro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

O “jeitinho brasileiro” na adequação à LGPD

Por Paulo Machado, country manager Brasil da Forcepoint

O famoso “jeitinho brasileiro” de perder prazos, deixar para a última hora e “empurrar com a barriga” para depois ver o que faz pode dar certo em algumas circunstâncias, mas quando se trata da preparação para as empresas se adequarem à LGPD, que entra em vigor em agosto do próximo ano - se não houver prorrogação --, a mágica pode não acontecer. O mais provável a quem recorre a estes hábitos é “ser pego de calças curtas” e sofrer com os prejuízos.

A LGPD prevê penalidades para as empresas que não estiverem de acordo com a norma, que vão desde uma simples advertência a multas de até 2% do seu faturamento, com o teto de R$50 milhões dependendo da infração. Uma única violação de dados pode gerar inúmeras penalizações. Os efeitos colaterais podem ainda incluir a perda da concretização de negócios com outros que seguem com severidade alguma legislação de proteção de dados, danos à reputação da marca, baixa na competitividade, falta de qualidade nos serviços oferecidos, desconfiança pública, e por aí vai.

A preocupação pela falta de adequação redobra depois que pesquisa realizada em meados do ano pela Tink, plataforma sueca de serviços bancários abertos, apontou que quase metade dos bancos europeus não cumpriu o prazo para fornecer um ambiente de teste a fornecedores de serviços no que se refere à Diretiva de Serviços de Pagamento (PSD2). Isso aponta as dificuldades enfrentadas em situações parecidas por empresas de países com tradição bem menor no campo da procrastinação.

Apesar das necessidades específicas de cada empresa, o que estamos observando é que muitas nem consideram a adoção de uma ferramenta de DLP (Data Loss Prevention), seja por não ser um requisito da lei ou por desconhecimento, preferindo apostar em processos digitais e consultoria jurídica, por exemplo. Mas, sem dúvida, a solução de DLP é muito importante para o cumprimento regulatório pelas caractéristicas de registro, controle e integridade dos dados, e isso precisa ser melhor esclarecido.

Não podemos negar que o momento é aflitivo e de muito trabalho para as equipes locais de TI: carência de profissionais gabaritados em cibersegurança, demanda por novos processos de negócios, expansão do volume de dados, migração para a nuvem, crescimento de ataques e violações, adequação à transformação digital e às regulamentações, como a LGPD, que por si só requer etapas bem complexas para a proteção dos dados. Tudo isso – e mais – com orçamentos que chegam a subir apenas 10% ao ano.

A tarefa é árdua, mas não tem como protelar e apelar para o “Santo Jeitinho”, pois os custos só aumentarão conforme a linha do tempo se estender. O melhor caminho é lidar com os desafios e se juntar a um fornecedor de confiança para indicar as melhores soluções e suportar todos os processos. Para ontem!

Sobre a Forcepoint

A Forcepoint é uma empresa global de cibersegurança centrada no ser humano, que transforma as companhias digitais ao adaptar continuamente a resposta de segurança ao risco dinâmico representado por usuários individuais e máquinas. As soluções Forcepoint oferecem proteção adaptável aos riscos para garantir de forma contínua o uso confiável de dados e sistemas. Sediada em Austin, Texas, a Forcepoint protege usuários e dados de milhares de clientes corporativos e governamentais em mais de 150 países. www.forcepoint.com

Junte-se à Forcepoint nas redes sociais
LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/forcepoint
Twitter: https://www.twitter.com/forcepointsec
Facebook: https://www.facebook.com/ForcepointLLC/
Instagram: https://www.instagram.com/forcepoint


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS