Brasil, 7 de Dezembro de 2019

Ciclo de estudos idealizado pela Dantes Editora e mediado por Ailton Krenak reúne pensadores em rodas de conversas abertas ao público no Jardim Botânico, de 12 a 15 de novembro

Criar um território para que sejam possíveis as correspondências entre saberes científicos, indígenas, artísticos e acadêmicos. Essa é a proposta da segunda edição de Selvagem, ciclo de estudos que a Dantes Editora realiza no mês que vem, com mediação de Ailton Krenak. O evento acontece de 12 a 15 de novembro, com rodas de conversa que entrelaçam-se com oficinas, música, arte e lançamentos de livros no Teatro do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (antigo Teatro Tom Jobim). Tudo aberto ao público e com entrada franca.

Pensadores brasileiros e estrangeiros de culturas aparentemente distantes vão apresentar suas perspectivas e conhecimentos sobre aspectos da vida em rodas de conversa que terão como tema Biosfera, Metamorfose, Céu, Amazônia e Plantas Perfumosas.

Entre os convidados estão o autor e ensaísta americano Dorion Sagan, filho do astrônomo Carl Sagan e da bióloga Lynn Margulis; o antropólogo canadense Jeremy Narby, autor do livro “A Serpente Cósmica, o DNA e a Origem do Saber” (Dantes, 2018); o filósofo e escritor italiano Emanuele Coccia, autor do livro "A Vida das Plantas: uma metafísica da mistura"(Cultura e Bsrbárie, 2018) ; o pajé Dua Busẽ (Manoel Vandique Kaxinawá), da aldeia Coração da Floresta na terra indígena Alto Rio Jordão, coordenador do projeto Una Shubu Hiwea- livro Escola Viva; o professor Ibã Sales, que há anos estuda as plantas em sua aldeia na floresta amazônica acreana; a líder feminina amazônica e andina Ketty Lópes; o ecólogo Fábio Scarano, referência em questões climáticas e sustentabilidade; a professora e filósofa indígena Cristine Takuá; e Carlos Papá , liderança espiritual Guarani.

As rodas de conversas envolvem várias camadas entre ciências, conhecimentos indígenas, arte, ecologia e filosofia. Em um ambiente acolhedor, as falas de biólogos, antropólogos, astrofísicos, economistas, filósofos e escritores serão intercaladas por intervenções musicais de mulheres Huni Kuï (Ayani, Batani, Bunke e Shikuani), da região amazônica entre o Peru e o Acre, da violoncelista Nana Carneiro da Cunha e do músico Rodrigo Quintela, no baixo acústico.

Três esculturas de Iole de Freitas (presente na roda de conversas sobre o Céu) estarão no centro do teatro disposto em arena. Na entrada haverá uma exposição de 50 desenhos originais de Toramu Kehíri (Luiz Lana), do povo Desana, do Alto Rio Negro, que virá especialmente para lançar o livro “Antes o Mundo Não Existia”. O ciclo Selvagem celebrará também Berta Ribeiro (1924-1997), expondo uma fotografia da antropóloga, feita por seu companheiro, Darcy Ribeiro, em uma aldeia Kadiweu em 1948. Berta é autora de uma das mais importantes obras indigenistas do século XX e inspirou a Dantes a reeditar o livro ”Antes o Mundo Não Existia” e a escolher os grafismos Kadiweu para ilustrar o livro ”Biosfera”, livro que compõe o ciclo de estudos.

Uma Casa de Essências Huni Kuï estará em atividade durante todo o ciclo Selvagem

Casa de Essências é como os Huni Kuï batizaram o espaço que abriga o equipamento de destilação artesanal de óleos essenciais, instalado dentro de suas aldeias e, onde tem trabalhado com as plantas perfumosas. No dia 15 de novembro, as atividades da casa de essências serão apresentadas no centro do teatro por Tiago Huni Kuï e Isaka Huni Kuin Mateus, que coordenam esse projeto nas aldeias Centro de Memória e Novo Natal, no Rio Jordão, no Acre. No encerramento do ciclo, o público será envolvido por espécies de plantas que oferecem harmonia, confiança, limpeza e proteção.

OS LIVROS

Selvagem se baseia em livros que inspiram e aprofundam o ciclo de estudos.

A vitrine da Livraria da Travessa de Ipanema será dedicada ao Selvagem, e no dia 13 de novembro, será realizado o lançamento dos três títulos:

“Biosfera”, do autor russo Vladimir Vernadsky, publicado em 1926, até hoje inédito no Brasil. A obra transcorre sobre o organismo vivo composto tanto pela matéria viva quanto pela matéria inerte e sua profunda relação com o meio cósmico e os raios solares.

“Regenerantes de Gaia”, de Fabio Scarano, trata do nosso planeta simbiótico, no qual biosfera, geosfera e atmosfera interagem de forma a criar uma estabilidade dinâmica da vida ao longo do tempo. O livro tem narrativas científicas e ensaísticas sobre conceitos como natureza, antropoceno e regeneração.

“Metamorfoses”, de Emanuele Coccia. Com a presença do autor, haverá o pré-lançamento do livro e apresentação das primeiras páginas e lançamento do cartaz assinado pelo artista Luiz Zerbini, que também ilustra a obra.

“Antes o mundo não existia, história dos antigos Desana”, de Torami-Kehíri (Luiz Lana) e Umusi Pãrõkumum (Firmiano Arantes Lana). O lançamento contará com a presença de Torami-Kehíri, do povo Desana. O livro apresenta uma série de narrativas míticas e discorre sobre a criação do mundo. As duas edições anteriores, de 1980 e 1995, foram realizadas com a colaboração de Berta Ribeiro e Dominique Buchillet.

“Antes o mundo não existia. A escuridão cobria tudo. Enquanto não havia nada, apareceu uma mulher por si mesma. Isso aconteceu no meio da escuridão. Ela apareceu sustentando-se sobre o seu banco de quartzo branco. Enquanto estava aparecendo, ela cobriu-se com seus enfeites e fez como que um quarto. Esse quarto chama-se Uhtãboho taribu, o “Quarto de Quartzo Branco”. Ela se chamava Yebá Buró, a “Avó do Mundo”, ou também “Avó da Terra”.

Havia coisas misteriosas para ela criar-se por si mesma. Havia seis coisas misteriosas: um banco de quartzo branco, uma forquilha para segurar o cigarro de tabaco, uma cuia de ipadu, o suporte desta cuia de ipadu, uma cuia de farinha de tapioca e o suporte desta cuia. Sobre essas coisas misteriosas é que ela se transformou por si mesma. Por isso, ela se chama a “Não Criada”.

Foi ela que pensou sobre o futuro mundo, sobre os futuros seres. Depois de ter aparecido, ela começou a pensar como deveria ser o mundo”.

CRONOGRAMA

DIA 13 - METAMORFOSES

Manhã: 10h às 13h

A vida é um super organismo formado por forças animadas e inertes que estão em troca mútua e sustentam a entrada de energia solar constante desde os tempos geológicos. Essa é a BIOSFERA, proposição para a primeira RODA DE CONVERSAS e que permeará todo Selvagem.

Fábio Scarano, ecólogo, que estuda a questão climática dentro da perspectiva de Gaia e falará sobre regenerantes, natureza e sociedades.

Dorion Sagan, filósofo da ciência, autor de diversos ensaios e livros sobre biosfera, microcosmos e autopoiesis. Dorion é filho do astrônomo Carl Sagan e da bióloga Lynn Margulis, com quem escreveu o livro "O que é a vida?".

Cristine Takuá, professora indígena formada em Filosofia na UNESP. Vive na aldeia Guarani do Rio Silveira, em Bertioga SP.

Tarde: 15h às 18h

Se para Emanuele Coccia, filósofo e escritor, autor do livro "A vida das plantas, uma metafísica da mistura", a vida é para sempre, um processo contínuo de transformação, para Dua Busë, pajé Huni Kuï e coordenador do projeto "Una Shubu Hiwea - Livro Escola Viva", isso se chama Shuku Shukuë. Também participa dessa roda Katia Torres Ribeiro, coordenadora geral de Pesquisa e Monitoramento da Biodiversidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO). Ela compartilhará entre outras informações, conhecimentos sobre as borboletas amazônicas.

"A vida não pode ser reduzida a um mundo específico por ser sempre um mundo por ela só. Um casulo é a prova de que a vida constrói seu mundo inteiro. Um casulo é a prova de que não há diferença entre a casa e o mundo. Não porque o mundo é nossa casa, mas sim porque a vida transforma constantemente o seu espaço de vida e, por essa mesma razão, a vida segue vivendo" (Emanuele Coccia).

14 DE NOVEMBRO

Manhã: 10h às 13h - CÉU

Aqui a conversa é sobre o invisível, o espaço, a espiritualidade, a matéria e o vazio. Reúnem-se Iole de Freitas, renomada escultora brasileira, Luiz Alberto Oliveira, físico e curador do Museu do Amanhã, e Carlos Papá, liderança espiritual Guarani.

Tarde: 15h às 18h - AMAZÔNIA

Circunscritos, através das conversas anteriores, alguns aspectos da BIOSFERA, as questões serão trazidas para o nível das ações e urgências. Essa roda de conversas contará com a participação de Ketty Marcelo López, que foi presidenta da Organização Nacional de Mulheres Indígenas Andinas e Amazônicas do Peru (Onamiap), Bia Saldanha, empresária e ambientalista, e de Rafaela Forzza, curadora do herbário do JBRJ e coordenadora do projeto Reflora-JBRJ e da Lista de Espécies da Flora do Brasil.

15 DE NOVEMBRO - PERFUMOSAS

Horário: 10h às 18h

As plantas, especialmente as perfumosas, são tema do último dia do evento. De manhã, os cientistas da mata Isaká e Tiago Ibã apresentarão, junto a outros convidados, o trabalho com as casas de essências em suas aldeias. Na parte da tarde, o professor Ibã Sales Huni Kuï, que há anos dedica-se aos estudos com plantas em sua aldeia na floresta amazônica acreana, conversará com Vera Fróes, pesquisadora de plantas medicinais.

@selvagem_ciclodeestudos

@dantes_editora
@ailtonkrenak

@verafroes_

@ibahunikuin

@saldanhabia

@unicamens

@isakahunikuin

@nanadantes

SERVIÇO - SELVAGEM

DATA: 12 a 15 de novembro de 2019

HORÁRIOS: 12 de novembro – Abertura: 18h às 21h

13 a 15 de novembro: 10 às 18h

LOCAL: Teatro do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (Rua Jardim Botânico, 1008)

ENTRADA FRANCA

SOBRE:

Selvagem é um ciclo de estudos aberto ao público com rodas de conversa, oficinas, música e lançamento de livros. Pesquisadores de culturas aparentemente distantes entre si, e que se valem de mecanismos próprios de estudo, reúnem-se em encontros abertos ao público para apresentar suas perspectivas e conhecimentos sobre a vida. Com a mediação de Ailton Krenak, um dos mais importantes pensadores brasileiros, são criadas, em torno de eixos temáticos, as correspondências entre saberes científicos, indígenas, artísticos, acadêmicos e ancestrais.

Os livros estarão à venda em uma kombi na entrada do teatro:

Regenerantes de Gaia, de Fabio Scarano. Ilustração Lua Kali – R$38,00

Antes o mundo não existia - Mitologia Desana Kehípõrã narrada e ilustrado por Umusi Pãrõkumu Firmiano Lana e Torami-Kehíri Luiz Lana. 224 pág - R$ 49,90

Biosfera, de Vladimir Vernadsky. Ilustração povo Kadiweu. 220 pág - R$ 49,90

Una Isī – Livro da Cura do povo Huni Kuin do Rio Jordão. 260 pág – R$ 169,90

Cartaz Metamorfoses de Emanuele Coccia, ilustração Luiz Zerbini. R$ 25


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS