Brasil, 5 de Dezembro de 2019

Pesquisa do British Council avalia ensino de inglês na rede pública brasileira

Pesquisa do British Council avalia ensino de inglês na rede pública brasileira

Estudo Políticas Públicas para o Ensino do Inglês, lançado na ultima terça-feira (12/11) em Brasília (DF), apurou aspectos como nível de estrutura e formação de professores em escolas estaduais brasileiras;

Em 2020, com a nova Base Nacional Curricular Comum (BNCC), será obrigatório o ensino de inglês na grade curricular a partir do Ensino Fundamental II;

Dados apontam os desafios para a consolidação e a estruturação de políticas de ensino da língua inglesa, além de boas práticas em diferentes regiões do Brasil

Confira a pesquisa completa no link: https://bit.ly/2CD9s68

Lançado nesta terça-feira (12/11) em Brasília (DF), o estudo Políticas Públicas para o Ensino do Inglês, realizado pelo British Council, organização internacional britânica para educação e relações culturais, traça um amplo panorama do ensino de inglês na rede pública brasileira. As aulas de inglês se tornarão obrigatórias no próximo ano, graças às mudanças na Lei de Diretrizes e Bases da educação nacional que contemplam a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Os dados produzidos pela pesquisa permitem a identificação de boas práticas pelo país, além do entendimento acerca de como o ensino da língua inglesa tem sido desenvolvido, os desafios das redes estaduais e qual a formação dos professores que estão em contato com os alunos.

Entre os sete indicadores avaliados nos estados (ver gráfico abaixo) estão o estímulo ao uso social da língua, a presença de professores habilitados, a promoção de formação específica para esses docentes, a oferta de programas em contraturno e a criação de espaços especializados no ensino. Cada um dos indicadores recebeu notas de 0 a 3, totalizando 21 a pontuação máxima para cada unidade federativa.

O estudo é o primeiro a apurar de forma abrangente como os estados brasileiros estão criando bases para o ensino e aprendizagem obrigatória do inglês. O diagnóstico teve o objetivo de jogar luz sobre as políticas públicas desenvolvidas localmente. Os dados quantitativos foram coletados a partir dos Censos Escolares de 2015 a 2017, produzidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira do Ministério da Educação (Inep/ MEC).

USO SOCIAL DA LÍNGUA

A análise do ensino do idioma como prática social – ou seja, com foco no uso efetivo, como se apresentar a pessoas, fazer compras, pedir informações –, mostra que apenas 9 dos 21 estados analisados oferecem currículo que vão além das aulas de gramática. De acordo com os especialistas, a aplicação dessa abordagem deve ser prioridade nas escolas. “Uma vez que os discursos se organizam em práticas sociais, historicamente construídas e dinâmicas, o seu ensino pela prática traz um maior significado para o aluno”, analisa Cintia Toth Gonçalves, gerente sênior de inglês do British Council.

CONSOLIDAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO

A pesquisa do British Council mostra que as políticas públicas voltadas para o ensino de inglês estão em diferentes estágios no Brasil. A maior parte dos estados concentra-se na gama de mais baixa consolidação e estruturação, implicando que os desafios para o fortalecimento dessas políticas no país ainda são grandes. Por outro lado, há estados com maior estruturação e consolidação.

“Certamente, uma política regional mais integrada e que promova trocas de experiências entre as unidades federativas contribuirá para o desenvolvimento dos estados que registram estruturação mais baixa”, recomenda Gonçalves.

PROBLEMAS NA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES

De acordo com o estudo, dois grandes déficits travam o desenvolvimento do inglês nas escolas públicas: a falta de professores capacitados e de currículos voltados para o uso social da língua. Atualmente, apenas 45% dos 62 mil professores de inglês na rede pública (Censo Escolar 2017) têm formação superior na área de línguas estrangeiras ou inglês. Ao mesmo tempo, mais da metade dos estados não oferece nenhum tipo de formação específica, apoiando assim a formação continuada desses profissionais. Esse cenário, apontam os autores, acentua outro problema, uma vez que, sem docentes com formação própria, fica mais difícil a implementação de um currículo que entenda a língua como prática social.

"Essa é uma situação difícil, mas não única no mundo. No contexto brasileiro, é primordial que se concentrem esforços também na formação inicial dos futuros professores para que eles estejam preparados para atender à demanda gerada pela BNCC", sublinha Cintia Toth Gonçalves. Paraná e Sergipe são os únicos estados que possuem mais de 70% do seu quadro de docentes habilitados em língua inglesa ou estrangeira moderna.

SOBRECARGA

O estudo ainda relata que as escolas públicas sofrem uma escassez de docentes para essa disciplina: a média é de 143 alunos por professor no Ensino Fundamental e 178, no Ensino Médio - em Roraima, o índice chega a 720 e 680 por professor, respectivamente. Além disso, 40% deles são contratados em caráter temporário, cenário que dificulta maiores investimentos tanto do estado no profissional, quanto do próprio profissional na sua carreira. Hoje há estados que priorizam o ensino de espanhol – caso de Roraima, mas com a língua inglesa tornando-se obrigatória a partir de 2020, essa realidade mostra o desafio que teremos em encontrar profissionais qualificados para dar aulas de inglês.

"Se queremos romper com esse cenário e ofertar um ensino de inglês de qualidade para todos na escola regular, temos que compreender o que acontece ao longo dessa trajetória escolar que faz com que os alunos aprendam ou não a língua inglesa de maneira eficaz", ressalta Cíntia Toth Gonçalves.

Confira a íntegra do estudo Políticas Públicas para o Ensino do Inglês no link:

https://www.britishcouncil.org.br/atividades/escolas/politicas-publicas-ensino-ingles

SOBRE O BRITISH COUNCIL

O British Council é a organização internacional sem fins lucrativos do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais. Seu trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços de confiança por meio do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo. A organização está presente em mais de 100 países e trabalha com parceiros como governos (em diversas instâncias), organizações não governamentais e iniciativa privada, em ações relacionadas à promoção da língua inglesa, cultura, artes, educação e programas sociais. Informações no site: www.britishcouncil.org.br


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS