Brasil,

Dê presentes criados manualmente por mulheres brasileiras

No portal Rede Artesol é possível encontrar grupos que atuam com peças artesanais em todo o país

Nesse Natal, quer ajudar a fortalecer o trabalho de mulheres que lideram negócios sociais, transformando a história das suas comunidades, seja na periferia de São Paulo ou em uma comunidade indígena amazônica?

As mulheres representam mais de 90% dos artesãos brasileiros e atuam com técnicas tradicionais como a tecelagem, os trançados, a cerâmica e os bordados. A partir de saberes herdados de mães, avós e mestras artesãs de suas comunidades, elas criam produtos de moda, decoração e arte popular feitos com matérias-primas naturais. São peças que mantêm vivas influências culturais do interior do país, transitando entre o ancestral e o contemporâneo.

Esses trabalhos são mapeados pela Rede Artesol, que atua no país inteiro, levando capacitação para que associações de artesãos consigam acessar o mercado e valorizar seus produtos. Para isso, o portal da ONG (artesol.org.br ) cria um canal efetivo de negociações e interlocução entre as associações e o consumidor final. Assim, você pode acessar diretamente os artesãos ou encontrar lojas na sua cidade que comercializam os produtos, praticando princípios do comércio justo.

O artesanato e a inserção produtiva das mulheres

Boa parte das mulheres artesãs que integram a Rede Artesol vive em regiões com poucas oportunidades de trabalho, como é o caso de bordadeiras do Conjunto Habitacional Cingapura, em São Paulo; as rendeiras que vivem em cidades do agreste alagoano, as ceramistas do Vale de Jequitinhonha, em Minas Gerais; e outras comunidades tradicionais distantes dos grandes centros urbanos. As artesãs atuam na economia criativa para superar estigmas não apenas de gênero, mas também a baixa escolaridade e a falta de acesso a recursos econômicos.

Algumas indígenas, quilombolas ou ribeirinhas que, através do artesanato, conseguiram proporcionar melhor educação aos filhos, melhoraram sua autoestima. Em alguns casos, enfrentaram situações de violência doméstica e se organizaram coletivamente, assumindo a liderança de suas comunidades.

A Rede Artesol

A Artesol, ONG criada há 20 anos pela antropóloga Ruth Cardoso para promover o artesanato brasileiro, está realizando em 2019 uma nova etapa do projeto Rede Artesol, dobrando o número de membros apoiados pela iniciativa, incluindo mestres, artistas populares e novas associações. A proposta é fortalecer a cadeia do artesanato no âmbito da economia criativa e ampliar o impacto do projeto que hoje já beneficia 120 núcleos de artesãos inseridos nessa rede batizada oficialmente de Rede Nacional do Artesanato Cultural Brasileiro. A Rede conta com o patrocínio da Vale e o apoio da Pernambucanas por meio da Lei de Incentivo à Cultura.

Para potencializar os negócios dos artesãos, o projeto contempla viagens a campo para uma capacitação focada em ferramentas de comunicação para melhorar as estratégias de comercialização dos grupos.

"Além do mapeamento no portal online, estamos muito felizes de ver a rede se materializar em inúmeras conexões, parcerias, pesquisas e negócios que devem se intensificar a partir da nova fase da iniciativa", afirma a coordenadora do projeto Josiane Masson.

Conexões com mercado

Um dos grupos que integra a Rede Artesol é a Central Veredas, cooperativa que reúne cerca de 200 artesãos no noroeste de Minas Gerais. São nove diferentes grupos que atuam com técnicas como tecelagem manual e bordado, sendo que cada núcleo fica responsável por uma etapa do processo produtivo, um grupo faz a fiação, outro faz o tingimento natural dos fios com raízes e sementes do cerrado, outro grupo faz a tecelagem e outros fazem o bordado.

Depois de entrar para a Rede Artesol, a cooperativa já fez exportação para a França e recebeu encomendas dos Estados Unidos. Eles foram acionados também pela estilista Flávia Aranha (flaviaaranha.com ) para produzir as peças de uma coleção lançada na São Paulo Fashion Week em 2019.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS