Brasil, 11 de Dezembro de 2019

Goianos mostram sua capacidade de criar soluções para desafios no trabalho

Especialista pondera que boas ideias precisam de pesquisa e energia de execução para darem certo

Quando a gente fala em tecnologia qual a primeira coisa que vem em sua mente? Aquele cientista de óculos que fica horas em frente ao computador, um autêntico nerd! Mas esse pré conceito tem mudado. Hoje, qualquer pessoa pode idear uma startup ou algum projeto inovador. Ninguém questiona que a ciência e a tecnologia são fundamentais para o avanço da sociedade.

Um exemplo de que a tecnologia pode ser idealizada por qualquer profissional é a arquiteta Liana Araújo, que não estava conseguindo conciliar o seu trabalho com a vida de mãe. Depois de muito pensar, a solução para o seu problema acabou virando um negócio. Em agosto deste ano, ela criou a startup ArqColab para reduzir custos e otimizar o tempo de trabalho de engenheiros, arquitetos e designers de interiores.

Com o apoio do programa de startups Founder Institute e mentoria de Marcos Alberto Bernardo Campos, fundador do Gyntec Condomínio Tecnológico e sócio da Sírius Venture Capital, empresa especializada na aceleração de startups, Liana desenvolveu uma plataforma que une profissionais que estão sem tempo, com outros que querem uma renda extra.

“O profissional pode tirar dúvidas, contratar maquetes ou ainda terceirizar etapas de um projeto. Reduzindo tempo e dinheiro”, esclarece a empreendedora que explica ainda que “no caso de projetos de arquitetura, por exemplo, de cada 320 horas de trabalho, cerca de 280 são gastas com desenho técnico e confecção de maquete 3D”.

Liana conta que fez um estudo preliminar antes de criar a startup e descobriu que 70% dos clientes finais reclamavam do prazo de entrega e qualidade do material, o que segundo a arquiteta, ocorre porque muitas vezes o profissional que assina o projeto tem dificuldade em fazer essa parte mais detalhada, que demanda sempre muito tempo.

“Quem contrata nossos serviços têm o único trabalho de descrever o seu projeto, definir os detalhes e o conceito, então outro profissional da nossa plataforma faz essa revisão final, que é mais técnica”, esclarece. Marcos Alberto lembra que uma boa ideia por si só não é o bastante para virar um bom negócio. “É fundamental ter pessoas capacitadas neste processo. No ecossistema de startups as pessoas são muito ativas e super solícitas”, afirma.

Inovação e ideias

De acordo com o diretor do Gyntec, inovação e boas ideias, matérias primas básicas para as startups e para qualquer bom negócio podem ocorrer em qualquer área profissional, lugar e momento, principalmente nos de dificuldade. Ele explica que as pessoas, especialmente os gestores, precisam aprender a perceber quando estão diante de uma boa ideia. “Você pode inovar e criar novas soluções em qualquer área profissional, lugar e momento, principalmente nos momentos de dificuldade”, frisa o especialista.

Estimular boas ideias foi o que fez a Dinâmica Engenharia, uma construtora em Goiânia que realizou no ano passado um concurso interno chamado “Desafio Construção Sustentável”, que premiava novas soluções na categoria produção, engenharia e administrativo.

O vencedor da disputa foi o engenheiro civil Marco Antônio de Carvalho, que desenvolveu uma nova forma para a construção dos fossos de elevadores nas obras da empresa, sem desnível da parede que atrapalha a montagem do equipamento.“O novo método diminui as chances de erro na hora da instalação do elevador. Me senti valorizado, ao desenvolver uma ideia que vai ficar na empresa e ser utilizada e que pode contribuir, ao longo do tempo, com trabalho de outros profissionais”, diz.

Na obra

Os canteiros de obras costumam ser grande celeiros de inovações técnicas. Foi aproveitando sua experiência em suas obras que a Queiroz Silveira Incorporadora, também em Goiânia, desenvolveu um equipamento que garantiu ainda mais segurança a seus colaboradores.

A empresa criou, em 2015, o Sistema Rígido de Proteção QS. A estrutura atende ao que preconiza a Norma Reguladora (NR) 18, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que estabelece: “é obrigatória a instalação de proteção coletiva onde houver risco de queda de trabalhadores ou de projeção de materiais”.

O equipamento consiste em um sistema de guarda-corpo coletivo, composto por suporte ou hastes metálicas de três metros de altura e telas metálicas de 1,20 metros de altura por dois de largura. Essas peças se encaixam e são montadas uma na outra, formando uma armação rente às áreas periféricas da obra (entorno da fachada) ainda sem alvenaria, junto a lajes técnicas e aos poços de elevadores, protegendo todos os lados e locais em que há risco de queda.

“É um sistema que elimina o risco de alguém ou algum material cair. Também é prático pois sua estrutura é de fácil e aplicação, dispensando mão de obra especializada na montagem e manutenção”, detalha o supervisor de segurança do trabalho da Queiroz Silveira, Daniel Augusto de Souza, um dos responsáveis pelo desenvolvimento da inovação.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS