Brasil, 20 de Novembro de 2019

Especialista mostra que descontinuidade entre as calçadas compromete acessibilidade

Condomínios ParqVille terão calças continuas - Divulgação Condomínios ParqVille terão calças continuas - Divulgação

Solução é que as calçadas acessíveis já sejam entregues pelos loteadores nos novos bairros. Região metropolitana já tem projeto piloto

Esforços têm sido empenhados em Goiânia para que a acessibilidade seja uma realidade, mas o resultado prático ainda não é percebido pelas pessoas que precisam dessas adaptações ao equipamento urbano para caminhar com segurança pelas ruas da cidade. Existem 16 leis diferentes que tratam sobre a regulamentação da questão, mas elas ainda não conseguem resolver uma situação desafiadora: a descontinuidade da acessibilidade entre um lote e outro.

Engenheiro e desenvolvedor urbano, Eduardo Oliveira lembra que é quase impossível corrigir o desnível de uma casa erguida em nível diferente da do vizinho. Árvores e postes que atrapalham a livre acessibilidade da faixa livre para pedestre ou do piso tátil nem sempre podem ser removidos. “Por isso, as adaptações nas calçadas não são tão efetivas.O ideal é que calçada acessível seja implementada do zero, ou seja, quando os novos bairros começam a ser implantados”, diz.

Eduardo lembra que, já há alguns anos, a capital passou a ter adaptação das calçadas como um requisito para se emitir o Certificado de Conclusão de Obras dos Imóveis (o Habite-se) e para concessão do Alvará de Localização e Funcionamento de estabelecimentos comerciais, com a medida, de fato muitas calçadas pela cidade foram adaptadas. A mudança, ele diz, foi um avanço, contudo, desníveis entre um lote e outro, desencontro da faixa de piso tátil são problemas que persistem. A situação não é exclusiva de Goiânia, repete-se Brasil afora.

Eduardo considera que o mercado imobiliário deve assumir esse compromisso social com as cidades e já incluam nos novos loteamentos a implementação das calçadas acessíveis - assim como já incluem o asfalto, as galerias pluviais, a linha de transmissão de energia.”É a forma para se garantir um padrão de nivelamento, uniformidade no material utilizado - o que é melhor para o rolamento das cadeiras, uma linearidade no piso tátil, entre outros benefício”, diz.

Goiás já possui iniciativa nessa direção, o Parqville Pinheiros, primeiro condomínio horizontal desenvolvido em Aparecida de Goiânia cujos lotes serão entregues com as calçadas prontas e acessíveis no próximo mês. “O piloto servirá como modelo para se perceber na prática que elas não são custo para os desenvolvedores urbanos, mas um investimento. Afinal, a valorização imobiliária está diretamente ligada à qualidade de vida de nossos espaços”, diz.

De acordo com o Censo de 2010 do IBGE, estima-se que 11% da população possui algum tipo de deficiência, mas Eduardo observa que engana-se quem pensa que a acessibilidade seja uma necessidade apenas deles. “Calçadas inadequadas dificultam o caminhar de grávidas, idosos, obesos, acidentados e até podem gerar acidentes”, diz o especialista, que complementa: “elas significam também um retrocesso quando se pensa nas políticas urbanas mundiais, que segue na direção de promover bairros autossuficientes, para se diminuir a necessidade de locomoção a grandes distâncias, e estimular o caminhar em pequenos trajetos como forma de, até mesmo, se promover questões de saúde pública”.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS