Brasil, 21 de Outubro de 2019

Novas tecnologias para comunidades planejadas

* por Rony Stefano

Todos os dias nos deparamos com novidades tecnológicas que geram grandes expectativas e também dúvidas. Com isso, estamos ávidos em saber como tais ferramentas irão afetar o nosso dia a dia.

Não é diferente no setor de real estate onde projetos de comunidades planejadas, que são por si só uma inovação, buscando servir a comunidade do que há de mais conveniente e atraente, oferecendo o maior benefício para seus moradores. Mas afinal: quais tecnologias preciso considerar em meu projeto? E o custo disso? E para as unidades individuais?

Independente das inovações que sejam consideradas, precisamos levar em consideração três fatores básicos: fluidez, segurança e custo.

A Fluidez é a essência da inovação

A base de todas essas inovações é a fluidez. Por fluidez entende-se solucionar necessidades da maneira mais rápida e descomplicada possível. Mas para o sistema ser realmente fluído, a adoção deve ser simples pelos usuários e com preços acessíveis.

Mas como combinar fluidez com segurança?

De nada adianta um complexo sistema de reconhecimento facial, mas que atrase e complique a vida de todos os usuários. A solução está no próprio usuário e na colaboração de todos em torno de seu próprio bem-estar.

Segurança colaborativa – a forma mais eficaz de gerenciar acessos

A segurança é fator primordial em qualquer empreendimento, seja aberto ou fechado. Ela sempre foi um setor com soluções caras e, por construção, que diminuem a fluidez na movimentação das pessoas, causando um grande desconforto em comunidades planejadas e condomínios.

A grande novidade são as novas tecnologias em controles de acesso, baseadas em “empoderar” os próprios moradores e usuários. Imagine que, ao invés de um porteiro, com todos os custos, erros e dificuldades de administração que a função carrega, os moradores possam controlar os próprios acessos e de seus convidados. Convidados esses que realizam um auto cadastro e passam por crivos de segurança, operados por inteligência artificial e bancos de dados. Dessa forma, o próprio morador assume a responsabilidade, certamente com um alinhamento de interesses maior do que a terceirização do serviço por meio de portarias, sejam elas virtuais ou não. Obviamente tais controles são acompanhados por softwares poderosos com controle de permissões de acesso, histórico de usuários entre outras qualidades como checagens de banco de dados de pessoas perigosas, etc. No mesmo sistema, podemos convidar os próprios usuários a reportarem situações de risco para os outros usuários e chamarem ajuda como um botão de pânico. Nada melhor do que o próprio usuário estar 100% envolvido e alinhado com o seu bem-estar e da comunidade.

A segurança Colaborativa já é uma realidade

Atualmente, além de condomínios como o Luxuoso Arruda 168, da Tecnisa, localizado em São Paulo, centenas de co-workings como o Distrito em São Paulo, diversas empresas (Ifood, CVC, Serasa entre outros), prédios comerciais (inúmeros como o Berrini 500) e até hotéis e pousadas (Redes VivaRock e VivaSuites) já se utilizam de soluções similares.

Redução de custos, ecologia com fluidez e Internet das Coisas

Da mesma forma, a tecnologia de controles de acesso e monitoramento também permite uma administração eficiente dos equipamentos. As estatísticas provenientes do fluxo de pessoas e frequência permitem ajustar eficientemente desde consumos de água e energia até controles de tráfego, estacionamentos, elevadores entre outros. Tudo isso integrado a Internet das Coisas e centrais de serviços operadas remotamente.

Tal revolução representa um enorme ganho na qualidade de vida dos usuários, redução de custos, além de uma grande economia de recursos naturais nesses tempos em que a questão ambiental está no topo das discussões. Começam a surgir empresas especializadas nessa gestão, como a PD7 Technology já integradas aos controles de acesso.

Basta de apps, apps e mais apps: está chegando a Techospitality!

Em relação a novas tecnologias “individuais”, ou seja, instalada em cada unidade autônoma ou mesmo nos celulares dos usuários, ainda temos muito que evoluir. Atualmente temos diversos aplicativos que controlam dispositivos um a um ou soluções caras unificadas de difícil instalação. Também temos um mundo de aplicativos com funções específicas desde avisos do próprio condomínio (centenas de apps de condomínios) até os básicos de alimentação (como ifood), entregas (Rappi, etc), locomoção (Uber, 99, etc), pagamentos (vários). Não existe uma unificação de conceitos como o AliPay/WeChat que são indispensáveis na China. E mais, que também esteja unificado aos controles de acesso do condomínio.

Aqui iniciamos uma nova jornada: A Techospitality é o verdadeiro “SuperApp” ou controle remoto do indivíduo, não vai apenas servir para uma entrega, locomoção, alimentação e pagamentos mas também para gerenciar em uma única solução os equipamentos de sua própria casa como ar-condicionado e iluminação, bem como autorizar pessoas a acessar seu condomínio e entrar em sua empresa.

Techospitality – o super concierge!

Um super concierge online e conectado a tudo. A Techospitality vai revolucionar o nosso dia a dia. De nada adiantam ferramentas segmentadas e não integradas. De nada adiantam soluções apenas de softwares. O mais eficaz é a integração de Internet das Coisas com softwares e serviços. Tudo em um ecossistema proporcionando uma experiência única e integrada. A solução colaborativa de Techospitality já está disponível em plataformas de Internet das Coisas. O Magikey e o Vivakey são exemplos e começam a se conectar com outros serviços e funcionalidades. Em breve, devem facilitar, em muito, a vida de todos nós.

Por Rony Stefano - CEO da Sanctuary Properties, holding de investimentos imobiliários e Tecnologia, Diretor Financeiro da ADIT Brasil (Associação Para Desenvolvimento Imobiliário e Turistico), Membro do Conselho do Raiser Crowdfunding e das empresas de Internet das Coisas Magikey e Vivakey. Entusiasta de Tecnologia e Investidor anjo em novas tecnologias. Possui MBA pelo Insead na França e Singapura.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

NEWSLETTER SEGS