Brasil,

"Relações positivas entre Brasil e Argentina fortalecem o Mercosul" afirmou Geraldo Alckmin durante o 3º Seminário Internacional Líderes em São Paulo

Edição celebrou a integração entre diversas lideranças regionais. 22 executivos avaliaram cenários no Brasil e Argentina sobre competitividade, indústria 4.0, finanças e agronegócio. Quarta edição já foi confirmada para 2020 na capital argentina.

São Paulo e Buenos Aires, Setembro de 2019 – “As várias relações entre o Brasil e a Argentina fortaleceram muito o Mercosul e prosperaram, independentemente da crise. Desde a assinatura do acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Européia, temos que nos preparar para aproveitar as oportunidades que possam surgir”, foi uma das afirmações de Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, em sua mensagem dirigida aos 160 diretores, CEO´s e diplomatas durante o Terceiro Seminário Internacional Líderes realizado na quinta-feira, 19, no Grand Hyatt São Paulo, na capital paulista. Sua afirmação foi clara, contundente e gerou uma corrente de perspectivas positivas para a região, apesar dos cenários difíceis.

Antes da palestra inaugural de Alckmin, a abertura oficial do seminário contou com a execução dos hinos nacionais do Brasil e Argentina e breves discursos de Eduardo Bressane, Gerente Geral do Grand Hyatt São Paulo, José Roberto Maluf, Presidente da TV Cultura, e Cecilia Luchía-Puig, Presidente do Líderes TV e Coordenadora Geral do evento. “Este Terceiro Seminário Internacional de Líderes reuniu grandes nomes do mundo dos negócios, gerando um espaço para debate de ideias, troca de experiências e encontro entre líderes de diferentes setores e empresas para alinhar políticas públicas entre Brasil e Argentina. O desafio é fortalecer a troca de serviços e o comércio bilateral de bens e impulsionar as exportações, gerando condições que facilitam o comércio entre os dois países”, pontuou”, pontuou Luchía-Puig.

“As economias de Brasil e Argentina atravessam um momento delicado e este terceiro Seminário trouxe luz aos procedimentos que deverão ser adotados por empresários e entidades governamentais dos dois países para superar a situação e voltar a crescer", frisou José Roberto Maluf, Presidente da TV Cultura. Diante do cenário econômico bilateral, as apresentações nos painéis temáticos reforçaram os laços de amizade que unem os dois países especialmente nos segmentos: economia e finanças; serviços e negócios; indústria 4.0 e agronegócio.

Economia e Finanças

Durante o primeiro painel Economia e Finanças, Milton Luiz de Melo Santos, Secretário Executivo da Fazenda e Planejamento paulista, mostrou-se muito satisfeito com as relações bilaterais: “eu que participei da primeira edição deste evento, em 2017, e agora retorno, percebo um maior interesse por parte dos empresários”. “O setor privado deve ser o protagonista do Brasil nos próximos anos diante dos bons cenários econômicos do Brasil”, foi uma afirmação apresentada por Fernando Honorato, Economista-Chefe do Banco Bradesco. Agostinho Turbian, Presidente do Global Council of Sales Marketing, e Roberto Luis Troster, CEO da Troster & Associados, também completaram as apresentações abordando exemplos de integração através do turismo.

“Temos que aumentar o turismo entre o Brasil e a Argentina. O Brasil está em um momento de recuperação econômica e o futuro é positivo, por isso precisamos ajudar o governo e o turismo da Argentina”, disse Turbian. Apesar de o turismo estar em ascensão, a exportações segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia do Brasil, dos cinco principais produtos exportados este ano para a Argentina apresentaram quedas expressivas. Além dos automóveis (retração de 53,1%), foram registrados recuos nas exportações de partes e peças para automóveis e tratores (28,9%), demais produtos manufaturados (25,5%), veículos de carga (71,4%) e minérios de ferro (20,7%).

Serviços e Negócios

No painel sobre Serviços e Negócios Antônio Claret de Oliveira, Presidente do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo, frisou: “através da aviação regional, vamos expandir o desenvolvimento no interior paulista, pois isso traz mais investimentos em infraestrutura”. Nelson Wilians, CEO do Nelson Wilians & Advogados Associados, maior escritório de advocacia do Brasil, fez um retrato do cenário jurídico regional e que a informatização já é uma realidade. A empresa já prepara abertura de uma filial na Argentina. “Sinto uma ausência de liturgia por parte dos administradores, poderíamos estar bem melhor”, conclui Wilians.

Jorge Zabaleta, Presidente da Cambras (Câmara de Comércio Brasil-Argentina e com sede no país vizinho) e Sócio da PwC Argentina, disse que “a indústria está crescendo no mundo inteiro e que a simplificação é fundamental para um crescimento empresarial sadio, além do conhecimento como ferramenta estratégica”. Toni Sando, Diretor Executivo do Visite São Paulo, afirmou que o crescimento imediato para o desemprego nas cidades está no turismo, que é uma indústria limpa, mas “se você quer receber alguém, precisa capacitar quem recebe” reforçando que o trabalho em cadeia é fundamental. No contexto de geração de mais empregos, a recessão da economia foi sentida no mundo do trabalho na Argentina. O desemprego no país vizinho subiu um ponto porcentual e alcançou 10,6% no segundo trimestre de 2019.

Agronegócio

Abordando alguns cenários de integração no painel Agronegócios, Daniel Pelegrina, Presidente da Sociedad Rural Argentina, destacou que o segmento precisa “compreender a visão externa, a necessidade dos consumidores globais e trabalhar em conjunto com as organizações internacionais, pois muitas divergem das realidades dos países”. Tirso de Salles Meirelles, Presidente do Sebrae, salientou da importância do Mercosul e que o bloco “conseguiu nivelar problemas regionais através de uma agenda positiva em diversos setores destravando burocracias”. Participaram ainda do painel Paulo Roberto Previdelli, Diretor do Grupo Brasil, com sede em Buenos Aires, e Elmano Nigri, Presidente da Arquitetura Humana, incentivando os presentes a “valorizar as diferenças” com relação aos elementos mais díspares da região.

Patrocinaram o Terceiro Seminário Internacional Líderes o Banco Bradesco, Volkswagen, Omint Saúde e Seguros, General Motors, Gol Linhas Aéreas, Toyota, Llao Llao Resort & Spa, SMS, Grand Hyatt São Paulo, Termium Argentina e Luigi Bosca. Apoiaram institucionalmente: Embaixada da Argentina no Brasil; Embaixada do Brasil em Buenos Aires; Grupo Brasil; Camarbra; Cambras; Visite São Paulo; e Sociedade Rural Argentina. Foram media partners: Mañana Profesional, Líderes TV, Editora Perfil, Revista Caras, Revista Rolling Stone, TV Cultura, Grupo Radar, Urban e The Winners. A quarta edição já foi confirmada para 2020 e retorna a Buenos Aires, Argentina.

Indústria 4.0

Finalizando a agenda oficial, o painel Indústria 4.0 reuniu representantes de três segmentos importantes. O Presidente e CEO da Volkswagen para América Latina, Pablo Di Si, destacou o forte investimento que a montadora alemã faz na região e frisou que ficou muito satisfeito com o novo acordo anunciado recentemente por Brasil e Argentina para o setor automotivo. "É um bom acordo para ambos os países porque prevê uma transição suave até chegar ao livre comércio", disse o executivo da Volkswagen.

Além disso, comemorou o fato de o acordo ter uma duração de dez anos, prazo maior do que costumava ser feito nos acordos anteriores. Outra expressão do executivo foi sobre a tecnologia: “Aqui as tecnologias estão mais rápidas que as leis do Brasil e da Argentina”. João Campos, Presidente da PepsiCo Brasil, abordou algumas novidades no processo de produção da empresa como a batata eletrônica. Sistema criado para monitorar os impactos dos produtos desde a produção até a chegada para ponto de distribuição. “Hoje é possível uma conexão dos pontos de venda com nossa rastreabilidade”. Martin Berardi, Presidente da Ternium Argentina, maior siderúrgica da América Latina, apresentou “que tanto o Brasil quanto a Argentina precisam aprovar algumas leis fundamentais para facilitar a desburocratização” como a lei de previdência por aqui e a lei impositiva (sobre aumento de impostos so segmento imobiliário) no país vizinho.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo