Brasil, 16 de Junho de 2019

Publicidade 1 Aqui no SEGS

Empresas buscam soluções para adaptação às mudanças na legislação de transporte de resíduos em Minas Gerais

A partir deste ano, as indústrias de Minas Gerais terão que se adaptar a uma nova regulamentação definida pelo Conselho Estadual de Política Ambiental de Minas Gerais (Cepam). Foram definidos novos procedimentos para o controle da movimentação e da destinação de resíduos sólidos e rejeitos: agora, segundo a instrução, as movimentações devem ser cadastradas no recém-criado Sistema Estadual de Manifesto de Transporte de Resíduos (Sistema MTR-MG), plataforma disponível exclusivamente em meios digitais.

Com isso, informações referentes ao tipo de carga, ao gerador dos resíduos, à forma de tratamento e ao local de destino, que eram entregues ao Cepam de forma física, agora devem ser cadastradas digitalmente. Embora exija novas demandas do mercado em geral, a instrução normativa não vai surpreender as empresas que já contam com consultorias especializadas adaptadas à rotina de digitalização.

Segundo a gerente de gestão ambiental da Lafaete, Ester Silva Couto, um dos maiores desafios da empresa frente à novidade foi, em um primeiro momento, orientar os clientes. “Buscamos conscientizar as empresas clientes de que essa é uma mudança que traz ganhos e que proporciona uma maior segurança para todos os envolvidos”, conta Ester. “A partir de agora, as empresas terão mais controle sobre o destino dos resíduos e mais segurança em relação ao local que receberá esse material. Além disso, haverá uma fiscalização maior do processo”, explica a gerente.

Para conscientizar os clientes, a Lafaete promoveu um evento de esclarecimento das novas diretrizes. “Os clientes estavam preocupados sobre como fariam isso. Informamos as melhores formas de proceder e nos colocamos à disposição para assumir a função. Essa delegação evita um impacto muito negativo no sentido de demandar mudanças nos processos deles. Como já faz parte da nossa expertise, assumimos a tarefa, proporcionando comodidade e economia”, afirma Ester.

De acordo com ela, os clientes da Lafaete serão preservados de grandes impactos, uma vez que a empresa já preza, por padrão, pela digitalização de seus processos. “Essa é uma tarefa que já era exercida pela empresa. Nós vamos apenas complementar”, garante. “Temos investido constantemente em tecnologia, na melhoria dos processos e na qualificação de pessoal”, aponta.

Embora já tenha prática no processo de digitalização, a Lafaete está investindo em novas contratações e na aquisição de equipamentos para atender com eficácia os clientes. “Os investimentos serão direcionados principalmente para a integração dos nossos dados e para a transferência dessas informações para o site do governo”, explica Ester. “Haverá mais pessoas envolvidas a partir de agora. Na indústria em geral, certamente será um processo mais complexo e demorado que o atual.”

Sobre a Lafaete

A Lafaete, criada em 1970 em Belo Horizonte (MG), atua nos segmentos de locação, fabricação e venda de equipamentos para construção civil, infraestrutura, mineração, alimentação, agricultura, indústrias em geral e eventos. Com sede em Belo Horizonte (MG) e dez filiais em sete Estados, a empresa tem cerca de 600 funcionários e possui fábrica com certificação ISO 9001. Informações em www.lafaetelocacao.com.br.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário
Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::