Brasil, 18 de Agosto de 2019

Alto risco e fraca demanda freiam novos investimentos da construção civil

  • Escrito ou enviado por  Ana Mangieri
  • Adicionar novo comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Demais
  • Imprimir

PIB do setor pode cair pelo quinto ano consecutivo e retomada só deve acontecer entre 2019-2020

O índice de confiança da construção civil apresentou queda de 3,5 pontos percentuais em agosto, em relação ao mesmo período do ano anterior. As expectativas dos empresários do setor foram novamente abaladas pelos indicadores de demanda prevista e de tendência dos negócios, que recuaram 3,2 e 3,7 pontos percentuais, respectivamente. A capacidade instalada também registrou declínio de 0,76 pontos, em comparação a julho. É o que aponta o último boletim Construção Civil do Ceper/Fundace, com base em dados do BACEN, IBGE, FGV e FipeZap.

Grande parte dos lançamentos nos últimos doze meses (74,4%) foi de empreendimentos do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). No acumulado das vendas, os residenciais MCMV tiveram um crescimento de 24,8%, enquanto o segmento médio e alto padrão contabilizou retração de 3%.

No país, o estoque mensal de crédito e financiamento imobiliários não esboçou reação. No comparativo entre os meses de junho de 2018 e junho de 2017, ocorreu uma queda de 4,03% nas operações de crédito e 4,08% nos financiamentos imobiliários. Seguindo a tendência nacional, o estado de São Paulo contabilizou trajetória decrescente. Houve redução de 1,70% nas operações de crédito e retração de 5,08% nos financiamentos imobiliários. A região de Ribeirão Preto teve declínio de 3,48% no crédito mas, por outro lado, exibiu aumento de 2,10% nos financiamentos imobiliários.

Dos 20 municípios analisados no levantamento, 11 apresentaram quedas nominais nos preços dos imóveis no acumulado em 12 meses encerrados em agosto. Os piores desempenhos foram do Rio de Janeiro (-4,24%), Niterói (-3,30%) e Santos (-2,07%). Nenhuma alta de preços, sendo a maior verificada em São Caetano do Sul (2,94%), superou a inflação acumulada no período (4,29%). O valor médio dos imóveis no Brasil foi de R$ 7.529/m². O Rio de Janeiro teve o m² mais caro (R$ 9.494), seguido por São Paulo (R$ 8.796) e Distrito Federal (R$ 7.788).

“As dificuldades a serem enfrentadas logo no início do novo governo – que pode não ter força política e apoio social para aprovar as reformas necessárias de estímulo aos investimentos – tendem a manter o País em um cenário de estagnação, o que irá dificultar ainda mais a retomada da construção civil”, avalia o pesquisador do Luciano Nakabashi, responsável pelo estudo, desenvolvido em conjunto com a pesquisadora Lorena Araújo.

Os dados completos do Boletim Construção Civil podem ser acessados no site da Fundace: https://www.fundace.org.br/_up_ceper_boletim/ceper_201810_00401.pdf

Sobre o Ceper – O Centro de Pesquisa em Economia Regional (Ceper) foi criado em 2012 e tem como objetivo desenvolver análises regionais sobre o desempenho econômico e administrativo do País. Reúne a experiência de diversos pesquisadores da FEA-RP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto) da Universidade de São Paulo em pesquisas relacionadas ao Desenvolvimento Econômico e Social em nível regional, a análise de Conjuntura Econômica, Financeira e Administrativa de municípios e Gestão de Organizações municipais, entre outros. A iniciativa de criação do Centro foi dos pesquisadores Rudinei Toneto Junior, Sérgio Sakurai, Luciano Nakabashi e André Lucirton Costa, todos da FEA-RP/USP. Os Boletins Ceper têm o apoio do Banco Ribeirão Preto, Stéfani Nogueira Urbanização, Incorporação e Construção, São Francisco Clínicas, Citröen Independance, Ribeirão Diesel e CM Agropecuária e Participações.

Sobre a Fundace – A Fundação para Pesquisa e Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia (Fundace) é uma instituição privada, sem fins lucrativos, criada em 1995 para facilitar o processo de integração entre a FEA-RP e a comunidade. Oferece cursos de pós-graduação (MBA) e extensão em diversas áreas. Também realiza projetos de pesquisa in company, além do levantamento de indicadores econômicos e sociais nacionais regionais.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário
Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::