Brasil, 21 de Agosto de 2018

+ F O N T E -

CO.W. Coworking Berrini comemora um ano com crescimento acima da expectativa

Em 12 meses, unidade triplicou número de postos de trabalho e aumentou exponencialmente o número de empresas, startups ou não, que compartilham espaço e experiências.

O CO.W. Coworking Space da região da Berrini, inaugurado há apenas um ano com 2000m2 de área construída e comportando na época, 200 pessoas e 3 empresas, comemora este mês o seu primeiro aniversário com 710 postos disponíveis, 500 membros e 55 empresas. Em 2017, foram mais de 100 eventos realizados e atualmente, mantém a média de 3 eventos abertos por semana, além de feira orgânica às terças-feiras e food-trucks, todas as sextas-feiras. Acima de tudo, em menos de um ano de existência o CO.W. Coworking Berrini consolidou o conceito de centro de inovação e aprendizagem, por meio da realização de centenas de cursos, workshops, treinamentos, eventos, hacktons e sessões de pitching. Hoje, cases de sucesso de empresas que duplicaram de tamanho, de setores diversos como construção, TI, educação e marketing, são comuns no CO.W. da Berrini.

Além disso, o CO.W. Coworking atrai também empresas de setores mais 'tradicionais', como grandes empresas de energia e do ramo da construção, que buscam ali um espaço de compartilhamento, ambiente arejado e propício para a inovação e o networking com outras empresas. Estão no espaço Berrini da CO.W., unidades importantes de multinacionais como Unilever, Oracle e Cognizant.

Para Renato Auriemo, sócio-diretor da CO.W. Coworking, “O conceito do trabalho compartilhado em uma ambiente também compartilhado não é mais uma tendência; já faz tempo que é uma realidade consolidada no mundo todo e também, nas grandes cidades brasileiras. O que vemos agora é que, além das startups e das pequenas empresas de tecnologia, pioneiras na utilização dos espaços de coworking, grandes empresas de diversos segmentos estão também abraçando o conceito do coworking e adotando, para além da teoria, o discurso comum do trabalho compartilhado e da humanização nas relações de trabalho”.

O sucesso da unidade Berrini tem impulsionado a CO.W. Coworking na busca de novos parceiros para ampliar este modelo vencedor de inovação e aprendizagem nas cidades em que já se encontra - São Paulo, Rio e Joinville; e para replicar o êxito do modelo por outras cidades do país.

Conceito consolidado e crescimento impressionante

O Brasil é um reflexo de algo que é tendência mundial: pesquisa recente da Emergent Research/GCUC traz números impressionantes do atual cenário global do coworking e de suas perspectivas de crescimento para os próximos anos. Com mais de 10 mil espaços no mundo todo (e muitos mais a caminho), o segmento do coworking já é um negócio de mais de 1 bilhão de dólares e deverá crescer de 14.411 espaços em 2017 para 30 mil até 2022; mais que o dobro. Uma taxa de crescimento de 16,1% ao ano, daqui até 2022. O número de profissionais trabalhando em espaços de coworking crescerá a uma taxa ainda maior: 24,2%. De 1 milhão e 740 mil em 2017 para mais de 5 milhões de pessoas até 2022.

O coworking, modelo de trabalho que se baseia no compartilhamento de espaço e recursos de escritório, está definitivamente consolidado no Brasil e no mundo. Muito mais do que isso: pesquisa recente da Emergent Research/GCUC traz números impressionantes do atual cenário global do coworking e de suas perspectivas de crescimento para os próximos anos.

Com mais de 10 mil espaços no mundo todo (e muitos mais a caminho), o segmento do coworking já é um negócio de mais de 1 bilhão de dólares. E deverá crescer de 14.411 espaços em 2017 para 30 mil até 2022; mais que o dobro. Uma taxa de crescimento de 16,1% ao ano, daqui até 2022. O número de profissionais trabalhando em espaços de coworking crescerá a uma taxa ainda maior: 24,2%. De 1 milhão e 740 mil em 2017 para mais de 5 milhões de pessoas até 2022.

O fato do número de profissionais crescer mais do que o número de espaços de coworking explica-se: os espaços estão ficando maiores, assim como aumenta o número de pessoas por metro quadrado. Os espaços que estão sendo inaugurados são, em geral, maiores que os existentes e os atuais espaços estão sendo ampliados.

Um conjunto de razões impulsionam este crescimento:

Coworking é um fenômeno global: O compartilhamento do espaço de trabalho é uma realidade em praticamente todas as grandes cidades do mundo. A recente adesão da Ásia ao conceito – com destaque para a China – fez explodir de vez a tendência que já é realidade consolidada na Europa e na América do Norte.

A região chamada Ásia/Pacífico crescerá exponencialmente em número de espaços de coworking nos próximos cinco anos; a China deverá tornar-se o maior mercado do mundo para o coworking, seguida pela Índia. Outras regiões em que a expectativa é de crescimento rápido são: América do Sul, América Central, Leste Europeu, Rússia e parte da África. Naturalmente, os mercados mais maduros da Europa e dos Estados Unidos deverão crescer em ritmo mais lento em relação à média global.

Grandes empresas estão adotando o coworking: A crescente necessidade por maior flexibilidade e agilidade no ambiente de trabalho está levando grandes empresas a optar por espaços de coworking para algumas de suas divisões. Essa é uma tendência que deve se acelerar nos próximos anos, especialmente porque as grandes corporações tentam reduzir os compromissos de longo prazo com alugueis cada vez mais altos e pela pressão dos próprios funcionários, que demandam mais e melhores opções de locais de trabalho.

O número de profissionais independentes, freelancers, cresce no mundo todo: Não existem dados específicos, mas é evidente que o número de profissionais independentes, trabalhando por conta própria, é expressivo e crescente. Este crescimento, aliado à também crescente conscientização do valor do coworking por estes profissionais, é outro fator que impulsiona a demanda por espaços de coworking.

Startups continuarão optando por locais de coworking: As novas empresas foram as primeiras a compreender e continuam a valorizar as vantagens atraentes de custo, flexibilidade e compartilhamento de talentos oferecidas pelos espaços de coworking. Em razão destas vantagens, o coworking continuará sendo a escolha preferida para a maioria das startups.

Espaços de nicho também expandem o mercado do coworking: Ao mesmo tempo que os imensos galpões dos espaços de coworking atraem a maior parte da atenção, o número de espaços pequenos, voltados a nichos do mercado, continua a crescer rapidamente. Estes espaços atraem empresas e profissionais com interesses ou necessidades específicas (espaços para mulheres, áreas de criação, espaços exclusivos para redatores, cozinhas comerciais compartilhadas, etc) e aqueles que não se adaptam as espaços de coworking mais ‘convencionais’.

Por fim, deve-se considerar que o home office, muitas vezes descrito como a solução alternativa para a rotina estressante dos escritórios convencionais e para o stress no trabalho tradicional, simplesmente não funciona para muita gente, servindo apenas para acentuar uma solidão que evolui em muitos casos para a depressão. O oposto da solidão é a comunidade. E é aí que o coworking aparece como solução. E como tendência inexorável.

“Institutos de pesquisa estimam que 50% da força de trabalho mundial estará trabalhando de forma independente por volta de 2020”, completa Renato Auriemo. “Este é outro dado que, por si só, garante o sucesso e o crescimento dos espaços de coworking”.

A CO.W iniciou suas atividades em 2015 em Joinville, SC. Possui também uma unidade no Rio de Janeiro, além de três endereços em São Paulo: Berrini, Itaim Bibi e Vila Olímpia.


Publicidade

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

ADICIONE SEU COMENTÁRIO..::
Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


voltar ao topo