Brasil, 23 de Junho de 2018

+ F O N T E -

Egito, Roma e Oriente: as origens do hábito de usar alianças de ouro

Egito, Roma e Oriente: as origens do hábito de usar alianças de ouro Créditos da Imagem: divulgação

Comum entre casais no mundo moderno, o uso de um anel como símbolo de união remete a vários períodos históricos da humanidade

Hoje comum entre casais que estão próximos do altar, as alianças de ouro são um costume milenar - talvez um dos mais antigos da história humana. Por isso, é repleto de significados e tradições e, curiosamente, é um dos poucos hábitos existentes em quase todas as partes do mundo.

O principal símbolo de uma aliança, seu formato circular, simboliza união, elo e a noção daquilo que não tem princípio nem fim - alfa e o ômega. É assim que pensam as variações cristãs, por exemplo. “O curioso é que o anel não tem emenda. Você pode procurar em toda a peça, mas não vai encontrá-la, porque ele significa que uma unidade que se estabelece entre o casal a partir do momento em que começa a usá-lo”, explica o administrador de empresas André Ribeiro, que também é pastor de uma igreja evangélica em São Paulo.

Segundo Fred Lúcio, antropólogo e professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), o costume está mais atrelado à tradição hindu e oriental do que à egípcia, como se costuma acreditar. Ele foi transmitido para a sociedade ocidental por meio do judaísmo e, posteriormente, com a disseminação do cristianismo. Na Idade Média, enfim, a aliança de noivado se tornou símbolo de união.

“Vários rituais de sociedades tribais, como, por exemplo, na Polinésia, usam pulseiras, colares e anéis como símbolo de união”, explica Fred.

Outros estudiosos acreditam que a origem do anel em si é egípcia, datadas de 3 mil a.C, quando o uso do ornamento se referia a diversos símbolos: cobras, escorpiões e outros animais que produziam medo ou repulsa. Eles eram utilizados como amuletos - assim como símbolos de poder e riqueza - e eram pretendidos para proteger quem os usava de forças hostis, perigosas ou misteriosas.

A função mais representativa do anel de ouro no Antigo Egito era acompanhar seu dono na vida após a morte. De acordo com a religião egípcia antiga relatada em textos, os deuses, que poderiam ter aspecto humano, estavam encarnados em três substâncias: seus ossos estavam na prata, sua carne estava no ouro e suas cabeças, no Lapis Lazuli.

No entanto, os egípcios não ignoravam o uso que hoje é comum: os maridos também davam peças de ouro às suas esposas como símbolo da custódia de seus bens e possessões após o casamento.

Há ainda uma antiga tradição romana que explica os motivos para o uso da aliança na mão esquerda: sua ligação com coração por meio de uma veia que sai do dedo maior. A inspiração de Roma, no entanto, veio de lendas orientais sobre um meridiano corporal entre a mão e o órgão que simboliza o sentimento.

O anel de noivado foi introduzido em 860 d.C em um decreto do papa Nicolau I cujo objetivo era instituir um compromisso entre noivos. O anel passa da mão direita para a esquerda para selar em definitivo esse compromisso. A aliança é um símbolo de cumplicidade, fidelidade e um elo espiritual entre os indivíduos.


Publicidade

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

ADICIONE SEU COMENTÁRIO..::
Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::