A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Bradesco Seguros expõe cenário de oportunidades aos associados do CCS-SP

  • Escrito por  Márcia Alves Fotos: Antranik Photos
  • Publicado em Seguros
  • Imprimir
  • Compartilhar::

Marco Antonio Gonçalves Marco Antonio Gonçalves

Para o diretor Marco Antonio Gonçalves, crescimento em período de crise demonstra a eficiência do setor de seguros.

Acompanhado de diversos membros da diretoria executiva da Bradesco Seguros, o diretor Geral da Organização de Vendas, Marco Antonio Gonçalves, trouxe uma mensagem positiva aos associados do Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo (CCS-SP), durante encontro realizado no dia 6 de setembro, no Circolo Italiano. Recebido pelo mentor Adevaldo Calegari, ele analisou o bom desempenho do mercado segurador na última década, inclusive no período mais recente de agravamento da crise econômica e política, concluindo que o desenvolvimento do setor deixou de ser cíclico. “Felizmente, o mercado se tornou anticíclico e mesmo nos momentos mais difíceis continua evoluindo”, disse.

Essa evolução é constatada na comparação entre o desempenho do PIB e do mercado de seguros nos últimos dez anos. Em 2009, por exemplo, o PIB decresceu 0,2% e o seguro cresceu 12,2%. Em 2012, quando o PIB alcançou 1,9%, o setor de seguros atingiu seu melhor desempenho com a marca de 18,3% de crescimento. No último ano, enquanto o PIB caiu 3,8%, o seguro cresceu 11,6%, superando as expectativas. “A crise é positiva para o seguro. O mercado reduziu custos e se tornou mais eficiente. A distribuição também está explorando o canal de forma mais adequada”, disse.

Marco Antonio prevê que o setor encerrará 2016 melhor que no ano anterior. Embora as projeções sejam semelhantes às de 2015 – com queda na produção industrial (-6,5%), na venda de veículos (-16%) e no PIB (-3%) –, o seguro projeta crescimento positivo em automóvel (3,1%), ramos elementares (7,1%), vida (3,3%), previdência (12,7%), capitalização (6%) e saúde (13,9%). Ainda que o cenário atual seja desanimador, o mercado de seguros, como poucos segmentos, manterá o bom desempenho. “O mercado está maduro, evoluiu e continuaremos a avançar”, observou.

A prova da evolução do setor, de acordo com Marco Antonio, está no aumento da participação no PIB, que saltou de 1,3% em 1990 para 6,2% em 2015. “Mesmo assim, ainda existe um abismo entre a atividade de seguros e a economia do país, que é muito grande”, disse. O decréscimo do PIB não significa, a seu ver, que a economia esteja fragilizada e que país irá retroceder. “Nosso PIB ainda é um dos dez maiores do mundo. Somos mais fortes e preparados do que em décadas anteriores”, disse.

Oportunidades

O diretor da Bradesco Seguros apresentou dados que demonstram a pujança do seguro brasileiro: 2% de participação nos prêmios globais e 14º mercado segurador do mundo, com condições de atingir a 8ª colocação em 2020, segundo projeções. Mesmo com esse quadro favorável, alguns ramos de seguros são poucos desenvolvidos. Caso do seguro residencial, que cobre apenas 13% das moradias; do seguro de automóvel, que detém somente 28% da frota; dos planos de saúde, que respondem por 25% do mercado em potencial e dos odontológicos, que figuram com 11%. Em seguro de vida, apenas 18% dos brasileiros possuem seguro.

Em todos esses ramos, as oportunidades para o mercado segurador e a distribuição são grandes, segundo o diretor da Bradesco. “Cabe a nós da indústria de seguros oferecermos proteção para aqueles que não a conhecem”, disse. Sua orientação é “empreender para buscar oportunidades”. Para tanto, indicou que o caminho passa por se antecipar às tendências, como é o caso da longevidade. “A distribuição precisa se preparar. O Brasil é um país longevo e precisamos entender o que a população necessita”, disse.

Marco Antonio concluiu sua participação no encontro comentando a reestruturação da Bradesco Seguros, iniciada em 2013. Segundo ele, a seguradora eliminou a operação verticalizada de suas áreas, unificando a área comercial e as sucursais. O novo modelo operacional está em vigor desde 2014, mas ainda em evolução. “Hoje, todas as sucursais oferecem a linha completa de produtos”, disse. Outro avanço foi a mudança da holding Bradesco para as novas instalações em Alphaville. “A Bradesco quer o crescimento e a evolução do setor de seguros, inclusive de sinergia e integração”, disse.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo