A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Presidente da CNseg destaca resiliência do mercado e aposta na comunicação e educação em seguros

  • Escrito por  Vania Absalão Foto: Dalvino Santino
  • Publicado em Seguros
  • Imprimir
  • Compartilhar::

O presidente do CVG-RJ, Marcello Hollanda, presta homenagem ao presidente da CNseg, Marcio Coriolano. O presidente do CVG-RJ, Marcello Hollanda, presta homenagem ao presidente da CNseg, Marcio Coriolano.

Marcio Coriolano foi homenageado em almoço oferecido pelo CVG-RJ no restaurante Cais do Oriente, no Centro do Rio

No evento realizado nesta segunda-feira, 25 de abril, o presidente da CNseg, Marcio Coriolano, recebeu do presidente do CVG-RJ, Marcello Hollanda, e do primeiro presidente da entidade, Minas Mardirossian,  o título de sócio honorário do CVG-RJ. Além dele, outros dois importantes representantes de entidades receberam o mesmo título: Roberto Santos, presidente do Sindseg-RJ/ES, e Robert Bittar, presidente da Escola Nacional de Seguros.

Ao abrir a programação, o presidente do CVG-RJ, Marcello Hollanda, destacou que “a palestra do líder da CNseg, Marcio Coriolano, ‘O atual cenário e as perspectivas do mercado de seguros’, faz parte das atividades comemorativas dos 50 anos do Clube, além de ser uma oportunidade única de incorporar os conhecimentos e a experiência de um profissional do porte de Coriolano”. 

Em sua palestra, o líder da CNseg apontou uma característica fundamental que permitiu ao setor continuar crescendo apesar da crise econômica: sua solvência equiparada ao de países de primeiro mundo. “Embora digam que o Brasil ainda está ingressando no nível de solvência II, o nível I já basta para dar o conforto que as famílias e empresas merecem, e isso já é uma grande garantia”, disse. Para se ter uma ideia, enquanto os seguros cresceram 11,8% em 2015, o setor industrial recuou 8,3%, a produção de bens de consumo duráveis caiu 18,7% e a de veículos novos, 22,8%.

O executivo, que é economista, explicou que o mercado segurador é pró-cíclico, estando intrinsicamente vinculado à conjuntura econômica em que está inserido. “Nossa atividade é movida pela renda da população, pelas grandes empresas e pelo emprego. A política econômica dos últimos 15 anos desconcentrou a atividade econômica e a renda, elevando o salário médio, e muitos consumidores passaram a comprar seguros. Além disso, dos 45 milhões de pessoas cobertas por planos de saúde, 76% são de empresas que contrataram o seguro para seus funcionários”, informou.

De acordo com o presidente da CNseg, entretanto, há um pequeno “delay” entre o ciclo econômico e o de seguros, o que permitiu que os efeitos da instabilidade só começassem a ser sentidos em 2015. “A crise econômica do ano passado foi uma enorme janela de oportunidades, e as pequenas e médias empresas foram as que mais cresceram. Os 37 bilhões a mais em prêmios em relação a 2014 foram sustentados, principalmente, pela saúde suplementar e pela previdência, mas outros segmentos também mantiveram sua arrecadação”, esclarece, e completa: “outro fato interessante é que as provisões técnicas cresceram mais que os prêmios, aumentando 12,3%, o que nos comprova, mais uma vez, a resiliência do setor”.

Traduzindo o mercado em números, o executivo lembrou que atuam hoje 115 seguradoras, 128 resseguradoras cadastradas, 1.173 operadoras de saúde suplementar, 17 sociedades de capitalização, 23 EAPC, 60.077 corretores pessoa física e 33.542 corretores pessoa jurídica, 26 corretoras de resseguro, num total de 203 mil empregos gerados. Sobre os corretores de seguros, ele frisou a importância de sua consultoria em um momento em que o consumidor está fragilizado financeiramente e precisa, mais do que nunca, escolher o produto mais adequado ao seu perfil.

Nova jornada

Coriolano finalizou sua palestra afirmando que, nos próximos anos, o mercado deverá trabalhar com cinco requisitos para uma nova jornada: a estabilidade regulatória, a regulação contra cíclica, a redução dos custos de observância, a ampliação dos canais de acesso ao consumidor e o aperfeiçoamento da comunicação com foco na educação em seguros. Entre esses aspectos, o último ganhou destaque: “A expressão educação financeira é vaga demais para o nosso setor. O cliente não precisa aprender apenas a fazer cálculos ou abrir uma conta em banco; ele precisa saber o que é mutualismo, por exemplo, e outros fundamentos básicos que não são do conhecimento de todos”, orientou.

Participação

Coube ao primeiro presidente do CVG-RJ, Minas Mardirossian, fazer a saudação ao homenageado, enaltecendo as suas qualidades pessoais e profissionais. Segundo o consultor, trata-se de “um gentleman, que, ao longo das nossas atividades em seguradoras concorrentes, jamais feriu regras éticas ou de trabalho”. A apresentação do convidado e da cerimônia, que reuniu vários líderes do mercado, ficou sob a responsabilidade do vice-presidente, Carlos Ivo, e do diretor social, Isaque Farizel. Estiveram presentes também os presidentes do CVG-PR, David Novloski; do CVG-ES, Antonio Santa Catarina e do CSP-MG, João Paulo Moreira de Mello.

Sobre o CVG-RJ |

O Clube Vida em Grupo do Rio de Janeiro surgiu há 49 anos com o objetivo de estimular o crescimento dos Seguros de Pessoas no Brasil. Hoje, o Clube reúne 26 empresas beneméritas (são empresas do mercado, que colaboram  para que o CVG-RJ desenvolva as suas atividades), entre seguradoras, corretoras, consultorias e assessorias de seguro. Ao todo, são mais de 700 associados, que participam de suas atividades. Nos cursos de capacitação profissional, foram treinados milhares de alunos, que hoje ocupam postos importantes nas empresas do mercado. A diretoria 2015/2017 é composta por Marcello Hollanda, presidente; Carlos Ivo Gonçalves, vice presidente; Isaque Farizel, diretor social; Sergio Ricardo de Souza, diretor de seguros; e Wellington Costa, diretor tesoureiro.

 

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo