Aviso
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 682

TOKIO MARINE SEGURADORA

Emissores gratuitos de NF-e e CT-e não estarão disponíveis no próximo ano

Este é o anuncio do SEFAZ-SP; a partir de 1º de janeiro de 2017, os emissores gratuitos para emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) serão descontinuados. Além deles, o emissor de CT-e também irá acabar. Esta é uma divulgação oficial do site da SEFAZ-SP. Esta notícia foi divulgada por meio de uma postagem pela Secretaria da Fazenda de São Paulo para todos os contribuintes dos estados do Brasil. O contribuinte não perderá somente as atualizações, também será impossível realizar até mesmo o download do emissor. Confira a postagem na íntegra:

“A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo informa que a partir de janeiro de 2017 os aplicativos gratuitos para emissão da Nota Fiscal Eletrônica ( NF-e ) e do Conhecimento de Transporte Eletrônico ( CT-e ) serão descontinuados.

Com a gradual adesão das empresas aos sistemas de documentos eletrônicos, o Fisco Paulista verificou que a maioria dos contribuintes deixou de utilizar o emissor gratuito e optou por soluções próprias, incorporadas ou personalizadas a seus sistemas internos.  

Os emissores gratuitos são oferecidos pela Secretaria da Fazenda aos contribuintes desde 2006, quando teve início o processo de informatização dos documentos fiscais e sua transmissão via internet com o objetivo de massificação do seu uso. Apesar dos investimentos realizados, recente levantamento da Secretaria da Fazenda aponta que o total de NF-e’s geradas por empresas que optaram por emissores próprios somam 92,2%. No caso do CT-e, o número é ainda maior: 96,3% dos documentos são gerados por emissores próprios.

Os contribuintes que tentarem realizar o download dos emissores de NF-e e CT-e receberão a informação sobre a descontinuidade do uso dos aplicativos gratuitos.A partir de 1º de janeiro de 2017 não será mais possível fazer o download dos emissores.

A Secretaria da Fazenda recomenda que os usuários façam a migração para soluções próprias antes que a introdução de novas regras de validação da NF-e e do CT-e impeçam o seu correto funcionamento.

Isto quer dizer que, se você é contribuinte, precisará de soluções próprias para continuar cumprindo com suas obrigações fiscais.

A demanda por estas soluções tem sido grande, a ponto de aqui na Vilesoft que opera no Brasil há 30 anos, oferecendo soluções de softwares e gestão integrada - ERP, para médias e grandes empresas, lançou três versões do seu ERP, rodando em nuvem com acesso web e no modelo SaaS (Software como serviço) para este segmento de pequenas empresas:  O Widjet Basic para empresa com 1 usuário e baixo volume de emissão de nfe ou cte, o Widjet Plus para empresas com mais usuários e que também já necessitam integrar ao departamento financeiro com fluxo de caixa e tesouraria e a versão Widjet Advanced, para empresas maiores, integrando todos os processos da empresa, incluindo o Departamento de RH, PCP, Logística, CRM e Dashboard. A licença tem um investimento a partir de 299,00 por usuário mensalmente, sem custos de configuração, instalação, treinamento e parametrização.

E há várias outras empresas que também oferecem boas soluções de software. O importante é aproveitar a necessidade e e migrar para um ERP integrado e não somente focar nas rotinas de emissão de nf-e ou ct-e. 

Compartilhar::
Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo