TOKIO MARINE SEGURADORA

Retrospectiva: Olimpíadas 2016

  • Escrito por  Pamela Timoteo
  • Publicado em Demais
  • Imprimir

As marcas que 2016 deixou com as lições do Jogos Rio 2016

Os jogos olímpicos surpreenderam o mundo, que pôde conhecer um pouco mais sobre o Brasil e o Rio de Janeiro em 2016. No último dia 14, o GDF informou que foi possível economizar R$ 15 milhões nos gastos com o evento esportivo. Nos Jogos Rio 2016, os revezamentos das tochas olímpica e paraolímpica na cidade custaram, com as partidas de futebol no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, R$ 16.854.953,71. O orçamento previsto inicialmente era de R$ 32 milhões e os maiores gastos foram com o futebol.


Mas nem só de jogos viveu o Rio, por isso o projeto "Rio Creator's Lab" fez questão de capturar o outro lado da história. Com a ajuda dos vídeos 360º o “Rio Creator's Lab” proporcionou para as pessoas do mundo inteiro a experiência de visitar o Brasil - mesmo que virtualmente - levando um pouco mais da cultura do povo Brasileiro para além da cidade olímpica.

E olha que esse ano foi bem movimento por conta da grande instabilidade que o país vivia. Para Maria Fernanda Lauret, O objetivo principal do projeto “Rio Creator’s Lab” era o de retratar em realidade virtual, e em um curto período, grande parte do que estava acontecendo nos âmbitos sociais e políticos naquele período. Lauret, que é editora de vídeos 360° na HuffPost RYOT, retrata que apesar dos jogos terem sido um belo espetáculo, era importante abordar temas de maneira mais imersiva e impactante, evidenciando o que realmente estava acontecendo no Brasil.

Lauret realizou as filmagens, o stitching (processo em que as imagens criadas pela câmera 360° formam uma única imagem) e edição de vídeos em Realidade Virtual na cidade do Rio durante as Olimpíadas. As gravações foram feitas durante duas semanas, resultando em cerca de 13 vídeos relatando a cultura e a realidade do povo brasileiro em um ano tão conturbado política e socialmente para o país.

Rio Creator's Lab

O projeto abordou temas que retratam os fatores como: a falta de infraestrutura; a poluição da Baía de Guanabara e os impactos para trabalhadores e moradores da região; a cultura do Baile Funk, a importância da música nas favelas e o impacto gerados pelos jogos com o impedimento da realização de Bailes Funk; protestos contra a situação política em que o país se encontrava e as contradições do governo.

Além disso, o Rio Creator's Lab também teve por intuito mostrar a beleza da cidade do Rio; a influência positiva dos esportes, sobretudo na vida de jovens das favelas do Rio; a cultura da música, do churrasco e da arte de rua como forma de manifesto. “Meu objetivo durante esse projeto, principalmente como editora de vídeos em realidade virtual, era o de transmitir a energia brasileira, nossa voz, nossa realidade, nossas dificuldades e nossas conquistas através desses vídeos. Queria criar peças interessantes que gerassem curiosidade no público internacional e o alcance de milhões de pessoas do Brasil e do mundo. Para mim foi gratificante servir como uma ponte entre o meu time e as histórias que estavam sendo contadas.” – ressalta Maria.

Links relacionados

Rio in Motion: https://www.facebook.com/RYOT/videos/1415154055164888/

Natural Rio: https://www.facebook.com/RYOT/videos/1417774908236136/

People’s Champ: https://www.facebook.com/RYOT/videos/1412131825467111/

Sobre a RYOT

Fundada por Bryn Mooser e David Darg, em 2012, a empresa aposta em uma forma de jornalismo que motiva as pessoas a se tornarem parte da notícia, tomando atitudes para impactar o mundo de forma positiva. Por meio da realidade virtual, o fato dos espectadores estarem literalmente imersos nas histórias contadas pela RYOT - que foi comprada pela Huffington Post esse ano - ajuda para que o público experimente histórias de diversas partes do mundo de maneira mais ampla, realística e tocante.

Sobre Maria Fernanda Lauret

Formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda – na UFES. Trabalhou na Rádio Universitária, no Jornal A Gazeta, e atualmente com Jornalismo e documentários em Realidade Virtual.

Compartilhar::
Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo