A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

O desafiador jogo de equilíbrio do varejo contra a fraude

  • Escrito por  In Press Porter Novelli
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • Compartilhar::

Após a Black Friday, o e-commerce se prepara para atender à alta demanda de compras com a proximidade das festas de final de ano. Estoque, preço, promoção, logística, entrega, servidor, tudo demanda mais atenção e cuidado nessa época, mas um ponto crucial merece atenção dobrada: a proteção contra as fraudes. Muito se fala em como o consumidor final deve se proteger, mas e o varejista? Como as empresas, que são diretamente impactadas, podem se preparar contra as ações dos fraudadores?

O fato é que o Brasil, palco de um mercado de comércio online cada vez mais sofisticado, ainda precisa trabalhar a questão da eficiência no gerenciamento de fraude. Trata-se do jogo de equilíbrio. O dono do estabelecimento comercial precisa encontrar o balanço entre minimizar as perdas por fraude, aumentar a receita e minimizar os custos operacionais. Esse trabalho é custoso, desafiador e, muitas vezes, repleto de decisões difíceis.

Segundo os números da CyberSource, empresa de gestão de pagamentos afiliada da Visa, em seu Relatório sobre fraudes on-line para América Latina 2015, os estabelecimentos comerciais na América Latina apresentam uma taxa de chargeback de 1,4% e uma taxa de rejeição de compra de 8%. Ou seja, os estabelecimentos comerciais podem estar sacrificando uma porção importante de pedidos válidos e diminuindo seu faturamento.

Eu sei que o cenário é realmente desafiador. Vivemos em um ambiente de comércio digital em expansão e os consumidores brasileiros querem fazer compras em qualquer hora, em qualquer lugar e por meio de qualquer dispositivo. E a sofisticação encontrada no comércio eletrônico acaba também sendo refletida nas ações dos fraudadores, que criam novas e criativas maneiras de fraude todos os dias.

Tem sido um trabalho incansável para estarmos sempre um passo a frente dos fraudadores, que utilizam desde e-mails descartáveis ou modificáveis, até a supressão de impressões digitais dos dispositivos móveis. E por falar em dispositivos móveis, mais um alerta: temos percebido que em média, a porcentagem de perda de receita devido à fraude, tem sido maior no canal mobile dos estabelecimentos comerciais. Por isso, é de extrema importância que as empresas adotem cada vez mais uma análise holística do comportamento dos usuários para combater a ação dessas pessoas.

Os esquemas de fraude e condições de negócios estão em constante mudança, e isto exige vigilância e experiência no gerenciamento de operações. O que temos certeza é que a fraude nunca vai ser eliminada inteiramente, mas uma estratégia inteligente, com operações bem integradas, pode, sim, ajudar as empresas a alcançarem seus objetivos de negócios de uma maneira sustentável e segura. O gerenciamento da fraude é um complicado jogo de equilíbrio na nossa economia digital, que está cada vez mais complexa e competitiva. No entanto, é um desafio possível. Nosso trabalho é a prova de que, utilizando as ferramentas corretas, é possível reduzir as perdas por fraude e os custos operacionais e, ao mesmo tempo, melhorar a experiência do consumidor final e aumentar a aceitação de pedidos genuínos de clientes.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo