TOKIO MARINE SEGURADORA

Valor médio do m² para aluguel sofre desvalorização em 2015, aponta Índice DMI-VivaReal

  • Escrito por  Tamires Rodrigues
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
Florianópolis foi a única das cidades analisadas que valorizou acima do índice de inflação do período, que ficou em 10,6%
 
Com o objetivo de analisar o comportamento e variações do mercado imobiliário, o VivaReal - portal de imóveis líder no Brasil - realiza anualmente o DMI (Dados do Mercado Imobiliário), com análises referentes a indicadores do setor imobiliário em 30 cidades brasileiras.
 
O índice aprontou que o valor médio do m² para aluguel no Brasil sofreu desvalorização de 5,24% durante o ano de 2015. Entre as cidades analisadas, apenas Florianópolis (+10,6%) teve valorização acima do indicador de inflação acumulado no período – IGP-M em 10,54%. 
 
Outras sete cidades fecharam o ano com valorização no valor do m²: Joinville (+4,3%), São Caetano do Sul (+4,2%), Jundiaí (+4,0%), Porto Alegre (+3,7%), Fortaleza (+3,6%), Salvador (+1,7%) e São Bernardo do Campo (+0,8%), todas abaixo da inflação. Já as capitais que apresentaram maior queda foram Rio de Janeiro (-21,21%), João Pessoa (-11%), Recife (-8,9%), Natal (-8,5%) e Belo Horizonte (-5,0%).
 
Em relação a venda, em 2015, todo o país teve desvalorização de 0,35% no valor médio do m², mas entre as grandes cidades a maioria valorizou. Vitória (+9,2%), Fortaleza (+8,9%), Porto Alegre (+7,9%), Salvador (+5,7%) e Goiânia (+5,6%) foram as cinco capitais com os maiores aumentos. Apenas três cidades avaliadas pelo DMI tiveram desvalorização do m² durante o ano: Londrina (-5,1%), Rio de Janeiro (-1,3%) e Belo Horizonte (-0,3%). O valor do índice de inflação acumulada no período (IPCA) foi de 10,67%. 
 
“Durante 2015, o Brasil passou por várias mudanças, principalmente na área da economia. Foi um ano difícil, que afetou a confiança dos brasileiros no mercado. Especificamente no setor imobiliário, a oferta de crédito foi dificultada com as mudanças nas regras de financiamento. Todo esse cenário justifica a desvalorização dos valores de imóveis. É importante entender, porém, que mudanças no mercado imobiliário são de longo prazo. Os preços não sofrem quedas bruscas e correspondem as demandas locais. Cada cidade possui uma dinâmica própria”, explica Lucas Vargas, Executivo Chefe de Operações do portal VivaReal.
 
O estudo também apontou que 73% dos consumidores buscam imóveis de até R$ 500 mil, porém oferta para essa faixa de preço é de apenas 42%. Em contrapartida, a demanda por imóveis acima de R$ 1 milhão continua crescendo no Brasil e passou de 6% para 9% em 2015.
 
Demanda por aluguel supera a de compra em 2015
 
No ano passado, o mercado imobiliário sentiu diretamente o impacto da crise econômica do país. Após as alterações das regras de crédito imobiliário por bancos importantes, como Caixa Econômica Federal, o número de imóveis financiados caiu 56% no Brasil, de acordo com dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário (Abecip).
 
Desde 2013, o VivaReal faz um comparativo entre a demanda de venda e aluguel. No final de 2015, pela primeira vez a procura por imóveis para locação ultrapassou a procura por imóveis para compra. “Nesse cenário mais restritivo vemos uma mudança histórica na busca por imóveis. Atualmente o consumidor acredita que o aluguel é a solução enquanto espera a retomada da economia e mais facilidade com o crédito ”, completa Vargas.
 
NEGOCIAÇÃO
 
O DMI também apontou que entre os consumidores que fecharam negócio em 2015, cerca de 50% conseguiram descontos na hora da transação. A maior parte dos descontos negociados (58%) é de até 10% no valor anunciado.
 
Sobre o DMI
 
O DMI-VivaReal (Dados do Mercado Imobiliário) é um estudo realizado pelo portal VivaReal desde 2013. O objetivo do levantamento é disponibilizar informações de preço, oferta e demanda de imóveis para consumidores e profissionais do setor, tornando mais transparente o processo de aquisição/locação de um imóvel e aumentando a eficiência do mercado imobiliário. A amostra contempla 30 cidades em diferentes regiões do País e considera mais de 4 milhões de imóveis disponíveis para compra ou aluguel.
 
Sobre o VivaReal
 
O VivaReal é um portal imobiliário que reúne anúncios de imobiliárias, incorporadoras e corretores, de mais de mil cidades brasileiras, em um só local. O portal conecta o consumidor ao imóvel ideal por meio de mais de 4 milhões de anúncios para compra e locação. 
 
Com mais de 12* milhões de visitas por mês em seu site e aplicativos móveis, o VivaReal é líder em seu segmento de atuação e está presente com escritórios locais em 16 cidades do Brasil.
 
Compartilhar::
Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo