TOKIO MARINE SEGURADORA

Mulheres derrubam tabus e fazem sucesso ao assumirem profissões de antigamente como cozinheira e costureira

  • Escrito por  Egom PR Agency 
  • Publicado em Demais
  • Imprimir

Mesmo enfrentando o preconceito das famílias, elas assumem carreiras associadas ao que as avós faziam e conseguem aliar satisfação e ótimos rendimentos

Quando a filha revelou para a família que iria deixar uma carreira executiva em uma grande corporação para fazer doces para vender, poucos conseguiram esconder o ar de surpresa. A mãe foi mais longe e disparou logo uma pergunta revelava o preconceito: “Você vai viver com a barriga no fogão, minha filha?”

As barreiras enfrentadas por esta e por várias outras jovens mulheres que estão aderindo à carreiras que já foram usuais no passado - e desapareceram com o ascensão feminina no mercado de trabalho convencional - são as mesmas. O julgamento das famílias é grande em relação à profissões do passado, muitas vezes associadas a atividade do lar como cozinhar, arrumar a casa, costurar. Mães, que viveram em um ambiente onde a mulher lutava por seu espaço, muitas vezes sonham em ver as filhas em carreiras executivas, disputando cargos em empresas, ao invés de associadas ao que suas próprias avós faziam para complementar a renda da família. Mas nem sempre é isso que as filhas buscam.

“Presencio dilemas vividos por mulheres que decidem assumir carreiras muito comuns no tempo das nossas avós e que ficaram renegadas nas últimas décadas. As mães, que viveram a luta pela independência e igualdade entre homens e mulheres no mercado de trabalho, ficam confusas quando vêem a filha optar por ser costureira. Não é estilista, é costureira mesmo, com a paixão em criar algo”, explica Thais Roque, coach com formação na área de Gestão Estratégica e Recursos Humanos pela FGV e Coaching e Gerenciamento de Negócios pela New York University (NYU).

Para Thais, a barreira precisa ser rompida por estas mulheres que querem seguir estas antigas profissões. “É pura crença de que essas profissões não têm futuro, não dão dinheiro. Tenho visto costureiras ganhando R$ 20 mil por mês, por que não podem escolher este caminho?”, questiona.

Para a especialista em carreiras, a mulher, no passado recente, lutou pela igualdade, agora percebe que exerce várias funções, pode ser mãe, executiva, pode optar pelas chamadas profissões femininas do passado – associadas ao cuidado da casa – e, acima de tudo, serem felizes. “É um novo momento da mulher, mais madura, mais consciente das suas escolhas e em busca da realização.”

Se houver interesse no assunto, podemos indicar os personagens que estão vivendo este momento e agendar entrevistas com a coach Thais Roque.

Quem é Thais Roque

Formada em Administração de Empresas, Thais Roque passou oito anos pulando de emprego em emprego em diferentes multinacionais. Infeliz e frustada, buscou um processo de coaching, onde identificou os talentos, dons, habilidades e traçou um propósito de vida: apoiar as pessoas a viverem a vida dos seus sonhos, transformando paixão em profissão. A partir daí foi para Nova York e se graduou em Coaching e Gerenciamento de Negócios pela New York University (NYU), estudou Pensamento Crítico, Tomadas de Decisão de Alto Impacto, Comportamento Organizacional, entre outros temas. Na volta ao Brasil, fez um MBA na Fundação Getúlio Vargas (FGV) em Gestão Estratégica e Econômica de Recursos Humanos. Hoje comanda a Mrs Coach3 e é palestrante motivacional, oferecendo suporte para quem quer reformular a carreira e organizar a vida. Mais informações em http://www.mrscoach.com.br

Compartilhar::
Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo