A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Industriais cearenses conhecem as oportunidades do Programa InovAtiva Brasil em reunião do Cointec

  • Escrito por  FIEC
  • Publicado em Demais
  • Imprimir
  • Compartilhar::

O Ceará teve 18 projetos aprovados no programa InovAtiva, que representa uma ótima oportunidade para indústrias que faturam até R$ 3,6 milhões ao ano. Para participar do programa não é preciso necessariamente ter um projeto: basta a inscrição de idéias. Os vencedores recebem capacitação internacional; acesso a mentores nacionais e internacionais; e conexão com possíveis parceiros.

Nesse intuito de estimular a participação de mais empresas cearenses, na véspera da realização do Bootcamp de capacitação do Programa InovAtiva Brasil pela primeira vez em Fortaleza, o Conselho Temático de Inovação e Tecnologia (Cointec), da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), reuniu na noite desta sexta-feira, 17/6, na sede da FIEC, empresários industriais e outros atores do ecossistema local de Inovação para conhecer as vantagens do Programa e outras ações de apoio à Inovação do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior(MDIC). Na oportunidade, a FIEC também mostrou suas iniciativas no estímulo à Inovação nas indústrias.

O convidado do encontro foi o representante da Secretaria de Inovação e Novos Negócios do Ministério, Tiago de Almeida A apresentação foi acertada após encontro de representantes da FIEC no Ministério no dia 14 de abril desse ano. A reunião contou com a participação da representante da coordenação nacional do SEBRAE, Jane Anastácio.

O presidente do Cointec, Sampaio Filho, apresentou as principais ações promovidas pelo Conselho em 2016. De acordo com ele, o Cointec tem estimulado a inovação e cooperação tecnológica na Indústria com resultados positivos pelo fortes laços de aproximação com a academia. " Essa melhor interação possibilitou a maior participação de empresas cearenses, sendo startups ou parceira delas, no Programa Inovativa Brasil. Além disso, essa integração governo, academia e instituições de fomento tem garantido o alinhamento das demandas de todos antes do lançamento e participação dos editais de Inovação", observou.

Sampaio Filho reconhece o apoio dos parceiros das Redes Colaborativas e fez uma menção especial ao SEBRAE que, para ele, tem sido um dos maiores parceiros da FIEC não só na Inovação, mas também em iniciativas que promovam a competitividade e produtividade das empresas. "Com o apoio do Sebrae, a próxima reunião do itinerante do COINTEC no interior será em Limoeiro do Norte, na Região do Vale do Jaguaribe", anuncia.

Um dos entusiastas do Programa InoAtiva Brasil, o secretário de Ciência, Tecnologia e Educação Superior(SECITECE), Inácio Arruda, pediu o apoio dos empresários ligados à FIEC para que saíam em defesa da volta do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação(MCTI) hoje ligado ao Ministério das Comunicações. Ele pediu apoio também para que o Ceará se movimente para sediar a próxima edição do encontro nacional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência(SBPC).

" Estamos sugerindo que o encontro seja realizado na Universidade Regional do Cariri no Crato com o apoio da Universidade Federal do Cariri e do IFCE. Peço o envolvimento das empresas em mais esse movimento em prol da inovação tecnológica assim como fizemos ao trazer o Inovativa Brasil", destacou. Inácio Arruda lembra que o Bootcamp do Programa Inovativa Brasil, que capacitará empreendedores, startups e mentorias neste sábado, 18,/6, é a primeira grande atividade do HUB de Inovação Tecnológica do Banco do Nordeste na capital cearense.

O também coordenador do InovAtiva Brasil, Tiago de Almeida Pinto, afirma que o Programa ajuda as startups com boas tecnologias a chegarem ao mercado. Nessa perspectiva, as indústrias cearenses precisam enxergar nessas pequenas empresas de base tecnológica uma nova oportunidade de trabalhar em parceria e com Inovação Aberta.

" Historicamente, as empresas sempre fizeram a inovação fechada que é tentar desenvolver novos produtos e abrir novos mercados com pesquisa interna. Só que as startups são mais ágeis. O que você tem são negócios descentralizados, sem uma estrutura carregada, desenvolvendo e testando soluções rápidas, obtendo sucesso de imediato. É interessante para as indústrias conhecerem as soluções que tem a ver com o setor delas para muitas vezes adquirir essas soluções, ou mesmo formar parcerias com essas startups. É algo bastante moderno. As maiores empresas do mundo hoje fazem isso. Então, é uma oportunidade tanto para as startups terem potenciais clientes que são as indústrias e para as indústrias estarem conhecendo, adquirindo e firmando parcerias com novas tecnologia e possibilidade de novos negócios", aconselha Tiago.

Serviço:

As inscrições para o Ciclo 2016.2 do programa InovAtiva Brasil estão abertas até dia 27/06/2016. Trata-se de um programa gratuito de aceleração em larga escala para negócios inovadores de qualquer setor e lugar do Brasil, realizado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, executado pela Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI) e com os parceiros estratégicos SEBRAE e SENAI. Mais informações: http://www.inovativabrasil.com.br/ .

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo