Brasil, 23 de Outubro de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Check-up da fertilidade masculina revela que quase 50% dos homens têm alterações no espermograma

  • Escrito por  Rita Nogueira
  • Adicionar novo comentario
  • Publicado em Saúde
  • Imprimir
  • Compartilhar::

 

Dr. Ricardo Oliveira, diretor médico do RDO Diagnósticos Médicos, recomenda que após um ano de tentativas sem êxito, o homem deve iniciar uma investigação médica para avaliar a quantidade e a qualidade do espermatozoide

Mesmo que não seja por aviso dos hormônios, homens sentem a hora de se tornar pais. E quando bate a vontade e o consenso com a mulher, dispensam-se os métodos contraceptivos e inicia-se a preparação. Mas nem sempre abrir mão dos cuidados anticoncepcionais resulta em uma gravidez. Um casal deve manter relações sexuais três vezes por semana, durante um ano, quando está tentando engravidar. Após esse período, se não tiver ocorrido a fecundação, é recomendado que a tanto a mulher quanto o homem iniciem uma investigação médica. No caso do homem, o primeiro passo será requisitar um espermograma para determinar a quantidade e a qualidade dos espermatozoides.

A infertilidade é considerada uma doença feminina, mas metade das dificuldades do casal em gerar um filho é dos homens. A demora em fazer um diagnóstico, muitas vezes, está relacionada a fatores culturais. “Geralmente, por vaidade ou puro machismo, eles não querem aceitar que são os responsáveis pela dificuldade de ter um filho. Mas essa realidade está mudando aos poucos e, cada vez mais, os homens se submetem aos tratamentos. As mulheres consultam o ginecologista logo que tem a primeira menstruação. Já o homem não tem o costume de acompanhar a sua saúde com tanta frequência”, explica Dr. Ricardo de Oliveira, imunologista, diretor médico e fundador do RDO Diagnósticos Médicos.

Os homens também perdem a sua fertilidade conforme os anos avançam. A relação da idade do homem com a fertilidade envolve muitos fatores, entre eles, os hormônios sexuais, disfunção sexual, função testicular, alterações genéticas do sêmen e a fragmentação do DNA do espermatozoide. Destas, as que são mais facilmente avaliadas são as alterações da qualidade do sêmen e a fragmentação do DNA.

Exames avaliam com precisão a fertilidade masculina, para os homens que sonham com a paternidade: o exame recomendado para avaliar a fertilidade masculina é o espermograma, que pode ser feito em qualquer fase da vida para diagnosticar qualquer possível alteração. A descoberta precoce de alguma anormalidade é capaz de impedir que o quadro se agrave com o passar dos anos. Para o imunologista, é importante a realização do check-up da fertilidade do homem, no qual inclui espermograma completo, perfil microbiológico do esperma e o TECE (Teste da Estrutura da Cromatina Espermática), por Citometria de Fluxo - único que identifica com precisão a fragmentação do DNA. Como o espermograma varia muito, o TECE é imprescindível para o diagnóstico, pois é extremamente confiável.

De acordo com o imunologista, a principal causa de infertilidade masculina é desconhecida (chamada de idiopática). Fatores como por exemplo, a exposição a substâncias tóxicas, como medicamentos usados em quimioterapia e a radiação ionizante. “Além disso, infecções que levam à inflamação dos testículos também podem estar envolvidas”, informa Dr. Ricardo de Oliveira.Para preservar a fertilidade, o médico recomenda diminuir a ingestão de bebidas alcoólicas e abandonar o cigarro e outras drogas. “Essas substâncias são gatilhos importantes para o quadro de infertilidade masculina”, acrescenta. “Outros importantes fatores são a varicocele, que representa cerca de 42,2% dos casos, e aquelas sem causa aparente, com 22,7%”, diz.

Fertilidade x Idade: Se por um lado o aparelho reprodutivo feminino começa a sofrer alterações a partir dos 35 anos, por outro, a infertilidade masculina tem pouca associação com a evolução da idade. É sabido que a produção de espermatozoides vai diminuindo com o tempo, mas diversos especialistas apontam que até os 70 anos o homem pode ser pai com facilidade, principalmente se sua parceira tiver menos de 35.

“Há trabalhos que mostram uma redução na concentração e na mobilidade dos espermatozoides com o avanço da idade. Mas, diferentemente delas que nascem com um número permanente de óvulos e passam pela menopausa, levando à incapacidade reprodutiva, a produção de espermatozoides continua ao longo de toda a vida do homem”, comenta.

Sobre o RDO Diagnósticos Médicos: Trata-se de um moderno centro de diagnósticos, que oferece atendimento totalmente personalizado e individualizado. Entre suas especialidades, o RDO realiza exames nas áreas de medicina laboratorial, incluindo imunologia, genética, medicina fetal, endoscopia digestiva, histeroscopia e medicina ultrassonográfica.

O diferencial do RDO Diagnósticos Médicos é a investigação dos aspectos imunológicos da infertilidade em reprodução humana, principalmente os casos de perdas gestacionais repetidas, abortos recorrentes, falhas de implantação embrionária em ciclos de fertilização assistida (FIV/ICSI), infertilidade sem causa aparente (ISCA), nova área da medicina reprodutiva que contribui para o auxílio casais que desejam ter filhos.

Ricardo de Oliveira, diretor e fundador do RDO, é médico pela Faculdade de Ciências Medicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, uniu sua experiência de mais de 40 anos em medicina Laboratorial a uma equipe seleta de profissionais titulados em altos níveis de suas especialidades, para oferecer o que há de melhor e mais moderno em medicina diagnóstica.

Foi fundador, diretor e vice-presidente executivo de pesquisa e desenvolvimento da Hemagen Diagnostics, INC, 9033 Red Branch Rd, Columbia, MD 21045, EUA, entre 1985-2000.

Atuou como diretor nos laboratórios e como professor convidado na Boston University School of Medicine, MA 02215, EUA (1984-1985); Professor da Faculdade de Medicina da Universidade São Paulo; Diretor dos Laboratórios Centrais do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade S. Paulo e Hospital do Câncer (A. C. Camargo), São Paulo. Tem mais de 100 trabalhos científicos e 500 “Abstracts” publicados.

 

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


Código de segurança
Atualizar

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::