Brasil, 20 de Agosto de 2017
A- A A+

TOKIO MARINE SEGURADORA

Acompanhante Terapêutico (AT) é uma das ferramentas possíveis para se atuar em casos de tentativa de suicídio

  • Escrito por  Bia Marques
  • Publicado em Saúde
  • Imprimir
  • E-mail
  • Compartilhar::

Quando há esquiva ou dificuldade de o paciente ir até o consultório, o atendimento psicoterápico pode ser em domicílio

Para prevenir ou tratar tendências suicidas de jovens estimuladas por jogos na internet ou séries de TV, uma das ferramentas indicadas é o Acompanhamento terapêutico (AT), uma modalidade de atendimento psicoterápico que ocorre fora do consultório. O tratamento pode complementar a terapia dentro do consultório ou ocorrer de forma autônoma.

O acompanhante terapêutico pode atuar em diversos ambientes a depender dos objetivos traçados entre o profissional e o paciente. O trabalho é indicado para pessoas das mais variadas idades e dificuldades sociais e (ou) emocionais. "A prioridade é o desenvolvimento de comportamentos para a melhoria da qualidade de vida e de interação do paciente, na qual o terapeuta vai até o ambiente dele a partir de uma estratégia definida e planejada", explica o psicólogo Filipe Colombini, professor do Curso de AT do AMBAN-IPq-HCFMUSP (Ambulatório de Ansiedade do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (USP).

Sobre a Equipe AT

A Equipe AT existe desde 2012 e é uma das precursoras do trabalho de Acompanhante Terapêutico no Brasil (www.equipeat.com.br). O grupo, que conta com vinte terapeutas, surgiu a partir da necessidade do psicólogo Filipe Colombini de reunir profissionais interessados no atendimento em ambiente externo, por acreditarem que a modalidade propicia ricas possibilidades de interação social para o paciente, contribuindo para o êxito do tratamento como um todo.Isso porque, o acompanhante terapêutico (AT) pode treinar na prática os comportamentos que foram desenvolvidos em conjunto com o paciente.

A partir de vivências em atendimentos no Ambulatório de Ansiedade do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (AMBAN-IPq), no Hospital das Clínicas, ficou claro, para Colombini, a importância desta linha de trabalho. "Após os atendimentos no Amban, estudos a respeito da Terapia Comportamental e da riqueza de aproveitar os estímulos do mundo afora, a necessidade de criar uma equipe de ATs se mostrou urgente", explica ele, que é o supervisor e coordenador da Equipe AT.

Além disso, circular e utilizar a própria cidade de São Paulo como uma estratégia de intervenção e avaliação é uma motivação e um ponto de partida para inúmeras pesquisas relacionadas à reabilitação e ressocialização. A Equipe AT promove feedbacks constantes e dá destaque para uma metodologia clara e acessível para todos os envolvidos.

Tipos de atendimento realizados pela Equipe AT:

*Atendimento focado em comportamentos sociais/emocionais - é o atendimento fora do consultório que busca o desenvolvimento de habilidades sociais para a reabilitação e ressocialização. A Equipe AT atende casos psiquiátricos tais como: transtornos do humor, transtornos de ansiedade, transtornos afetivos, transtornos do desenvolvimento, esquizofrenia, dependência química, entre outros.

* Atendimento focado na tutoria comportamental e pedagógica - é o atendimento fora do consultório que busca o desenvolvimento de comportamentos de estudo e funções executivas (organização, planejamento; técnicas de estudo e manejo da motivação, concentração e atenção). É muito indicado quando a criança ou adolescente tem dificuldades de aprendizagem e falta de hábitos de estudos. No caso do AT, ele domina os conteúdos pedagógicos e, ainda, atua como terapeuta, para auxiliar a melhora do cliente como um todo.

Minicurrículo de Filipe Colombini:
Psicólogo formado pela Universidade Mackenzie. Mestrando em Psicologia da Educação pela PUC-SP. Professor do Curso de AT do AMBAN-IPq-HCFMUSP. Formação em Acompanhamento Terapêutico pelo AMBAN-IPq-HCFMUSP. Especialista em Clínica Analítico-Comportamental. Formação em Clínica Analítico-Comportamental Infantil e Desenvolvimento Atípico pelo Núcleo Paradigma Análise do Comportamento. Membro do Protanv - Projeto de Apoio ao Transtorno da Aprendizagem Não-Verbal. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Ensino (NEPEN/PUC-SP). Coordenador da Equipe Fluxo. Coordenador, supervisor e psicólogo da Equipe AT.

 

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IIMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...
 
www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

voltar ao topo

Sobre nós::

Siga-nos::

Notícias::

Mais Itens::